Markland

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Markland foi o nome dado pelos exploradores Vikings à costa do Labrador a sul da Ilha de Baffin, actual Canadá. O nome significa terra da madeira e é uma referência à abundância de árvores da região.

Markland foi descoberta e explorada por Leif Ericson, filho de Érico, o Vermelho, fundador das colónias da Gronelândia, por volta do ano 1000. Juntamente com Vinland, era um dos locais mais prometedores para uma eventual colonização viking da América do Norte. De acordo com as sagas contemporâneas, Markland era uma terra de recursos abundantes, coberta de florestas, pouco montanhosa e rodeada por praias arenosas propícias à tracagem dos barcos viking. Apesar de todas as vantagens, a área nunca foi colonizada, possivelmente pelos mesmos motivos que levaram ao abandono de Leifsbudir, isto é, a presença de tribos de Índios hostis à presença viking. Mesmo sem uma presença permanente, os colonos da Gronelândia continuaram a visitar a região de Markland no Verão, em busca de madeira e ferro, principalmente após o esgotamento dos recursos da sua terra natal.

A última referência histórica a Markland surge em 1347, numa crónica islandesa que refere que um barco que visitara a área se tinha perdido no mar.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Referências[editar | editar código-fonte]

  • Jared Diamond - Collapse: How Societies Choose to Fail or Survive, Allen Lane (Penguin Books)