Marquês de Pombal (título)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Corona de marqués.svg
Marquês de Pombal
Criação
Ordem Grandeza
Tipo Juro e Herdade
1º Titular Sebastião José de Carvalho e Melo, 1º conde de Oeiras
Linhagem Carvalho
Actual Titular Manuel de Carvalho Daun e Lorena, 9º marquês de Pombal

O título de Marquês de Pombal foi instituído por Decreto do Rei D. José I de Portugal de 16 de Setembro de 1769 a favor de Sebastião José de Carvalho e Melo, 1.º conde de Oeiras, diplomata e primeiro-ministro de Portugal.

Marqueses de Pombal[editar | editar código-fonte]

  1. Sebastião José de Carvalho e Melo (1699-1782), 1.º conde de Oeiras e 1.º marquês de Pombal.
  2. Henrique José de Carvalho e Melo (1742-1812), filho do anterior, 2.º conde de Oeiras e 2.º marquês de Pombal, presidiu o Senado da Câmara de Lisboa. Por não ter gerado descendência legítima, seu irmão o sucedeu nos títulos da Casa.
  3. José Francisco Xavier Maria de Carvalho Melo e Daun (1753-1821), irmão do anterior, 1.º conde de Redinha, 3.º de Oeiras e 3.º marquês de Pombal.
  4. Sebastião José de Carvalho Melo e Daun (1785-1834), filho do anterior, 2.º conde de Redinha, 4.º de Oeiras e 4.º marquês de Pombal.
  5. Manuel José de Carvalho Melo e Daun de Albuquerque Sousa e Lorena (1821-1886), filho do anterior, 6.º conde de Oeiras e 5.º marquês de Pombal.
  6. António de Carvalho Melo e Daun de Albuquerque e Lorena (1850-1911), filho do anterior, 5.º conde de São Tiago de Beduído, 8.º de Oeiras e 6.º marquês de Pombal.
  7. Manuel José de Carvalho e Daun de Albuquerque e Lorena, 7.º marquês de Pombal e 9.º conde de Oeiras (1875-?)
  8. Sebastião José de Carvalho Daun e Lorena, 8.º marquês de Pombal (1903-?)
  9. Manuel Sebastião de Almeida de Carvalho Daun e Lorena, 9.º marquês de Pombal (1930-)
Ícone de esboço Este artigo sobre História de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.