Marques Batista de Abreu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marques
Informações pessoais
Nome completo Marques Batista de Abreu
Data de nasc. 12 de fevereiro de 1973 (41 anos)
Local de nasc. Guarulhos (SP),  Brasil
Altura 1,74 m
Destro
Apelido Xodó da Massa, Calango, Messias
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Atacante
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
1992–1995
1996
1997
1997–2002
2003
2003–2005
2005–2006
2006–2007
2008–2010
Brasil Corinthians
Brasil Flamengo
Brasil São Paulo
Brasil Atlético Mineiro
Brasil Vasco da Gama
Japão Nagoya Grampus
Brasil Atlético Mineiro
Japão Yokohama Marinos
Brasil Atlético Mineiro
144 000(35)
066 000(11)
011 000(1)
302 000(115)
059 000(25)
019 000(2)
030 000(10)
031 000(2)
054 000(8)
Seleção nacional
1994–2002 Brasil Brasil 013 000(5)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 20 de Maio de 2010.


Marques Batista de Abreu
Deputado estadual de  Minas Gerais
Mandato 2011 a 2015
Dados pessoais
Partido PTB
Profissão Politico

Marques Batista de Abreu, ou apenas Marques (Guarulhos, 12 de fevereiro de 1973), é um ex-futebolista e atual político brasileiro, eleito deputado estadual de Minas Gerais pelo PTB.

Como atleta, Marques atuou por Corinthians, Flamengo, São Paulo Futebol Clube, Vasco da Gama, Atlético Mineiro e clubes do Japão. Também teve passagens pela seleção brasileira. Se aposentou em 2010, depois de uma terceira passagem pelo Galo, clube pelo qual se tornou ídolo.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Marques começou sua carreira no futebol em 1992, jogando pelo Corinthians e, após três anos no Parque São Jorge, teve rápidas passagens por Flamengo e São Paulo.

Marques defendeu as cores do Flamengo durante a temporada 1996 do futebol brasileiro. Durante sua passagem pelo Flamengo, teve a missão de substituir Edmundo que foi para o Corinthians, formou o trio de ataque flamenguista ao lado de Sávio, Bebeto e Romário, atuou em 66 partidas, fez 11 gols e conquistou quatro títulos: Taça Guanabara, Taça Rio, consequentemente o título invicto do Campeonato Carioca de Futebol de 1996, e o título da Copa Ouro, além disso, enquanto atleta do Flamengo, foi convocado algumas vezes para a Seleção Brasileira Olímpica, marcou três gols num amistoso contra Gana na qual o Brasil venceu por 8 a 2.

Apesar de também ter conquistado títulos por Corinthians e Flamengo, foi somente com os títulos no Atlético que o jogador viria a se destacar nacionalmente, além de se identificar para sempre com um clube de futebol. Em seu primeiro ano no Galo, Marques foi Campeão Sulamericano invicto no time comandado pelo treinador Emerson Leão, com Dedê, Taffarel, Doriva, Jorginho etc. Em duas passagens pelo Atlético, Marques atuou em mais de 350 jogos e marcou cerca de 130 gols. É o 9º maior artilheiro da história do clube (bem próximo de atingir a marca de Ubaldo Miranda), participou do segundo turno da queda do Galo para a segunda divisão em 2005. Mas se transferiu para o futebol japonês sem a oportunidade de ver o Galo subir com recorde nacional de público nas séries A, B e C e 7 pontos de vantagem para o vice-campeão Sport Recife.

Ídolo incontestável da torcida atleticana, Marques viveu suas melhores fases enquanto esteve no clube mineiro, o que acabou lhe rendendo oportunidades na Seleção Brasileira. Jogador veloz e habilidoso, além de marcar muitos gols, sabia servir como ninguém os companheiros de ataque como Guilherme (artilheiro do Campeonato Brasileiro de 1999 e do Campeonato Mineiro em 2000 e Copa Sul Minas em 2001 e Valdir "Bigode", artilheiro da Copa Conmebol em 1997 muitas vezes foram bem servidos pelo garçon Marques.

Deixou saudades na torcida do Galo, que ainda se recorda especialmente da campanha no Brasileirão de 99, quando Marques fez parceria com o centroavante Guilherme, levando o time até a final do campeonato brasileiro após 19 anos. Uma lesão, porém, tirou Marques da partida final contra o Corinthians, fato creditado por muitos como decisivo naquela derrota.

No final de 2007, após duas temporadas no Japão, Marques acertou seu retorno para o Atlético, onde pretende encerrar a carreira de futebolista para se engajar na política.

Em 19 de maio de 2010, Marques tem sua aposentadoria antecipada, pois Vanderlei Luxemburgo(até então o técnico do Galo) não aceitou a renovação do jogador com o clube. Seu último gol no ano foi na finalissíma do Campeonato Mineiro entre Atlético 2x0 Ipatinga onde o Galo saiu vencedor. O Xodó entrou no segundo tempo e poucos minutos depois fez um gol que entrará para a história de todos os Atleticanos.

Política[editar | editar código-fonte]

Nas eleições de 2010, Marques se candidatou para deputado estadual pelo estado de Minas Gerais, pelo partido PTB, sendo eleito com 153.200 votos, o segundo candidato mais votado em Minas Gerais.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Corinthians
Flamengo
Atlético Mineiro
Vasco da Gama

Outras Conquistas[editar | editar código-fonte]

Atlético Mineiro

Prêmio Individuais[editar | editar código-fonte]

Atlético Mineiro

Artilharias[editar | editar código-fonte]

Atlético Mineiro

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.