Martin Donnelly

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde março de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Martin Donnelly
Martin Donnelly VW Scirocco R-Cup - 2012.jpg
Informações pessoais
Nacionalidade Reino Unido Britânica
Registros na Fórmula 1
Temporadas 19891990
Equipes Arrows e Lotus
GPs disputados 15 (13 largadas)
Títulos 0
Vitórias 0
Pódios 0
Pontos 0
Pole positions 0
Voltas mais rápidas 0
Primeiro GP Grande Prêmio da França de 1989
Último GP Grande Prêmio de Portugal de 1990

Hugh Peter Martin Donnelly (Belfast, 26 de Março de 1964), é um automobilista norte-irlandês.

Arrows[editar | editar código-fonte]

Donnelly chegou à Fórmula 1 em 1989, pilotando o carro da Arrows no GP da França, no lugar do inglês Derek Warwick. Chegou em décimo segundo lugar.

Lotus[editar | editar código-fonte]

Em 1990, Donnelly assinou com a tradicional equipe Lotus, tendo como companheiro de time Derek Warwick, que havia sido substituído em 1989. Apesar de nunca ter chegado na zona de pontos, Donnelly conseguia algumas performances de destaque até a F-1 chegar a Jerez de la Frontera, na Espanha. Foi neste momento que a carreira de Donnelly mudou radicalmente.

A tragédia de Jerez[editar | editar código-fonte]

Nos treinos livres do GP da Espanha, em Jerez, Donnelly sofreu um terrível acidente a mais de 270 km/h, potencialmente fatal. O seu carro bateu brutalmente, e ficou totalmente destruído. Donnelly foi arremessado junto com o assento do carro a 30 metros do local do acidente, onde ficou imóvel até a chegada dos médicos. O piloto estava com ambas as pernas retorcidas, claramente mostrado na televisão. A primeira impressão era a de que ele não teria sobrevivido. A torcida esperava o pior. O norte-irlandês sofreu graves lesões nas pernas, traumatismo craniano e teve um longo processo de recuperação. Nunca mais pode participar de competições de alto nível como piloto. Mas, em 1993, Eddie Jordan, dono da equipe que levava seu sobrenome na Fórmula 1, deu uma oportunidade para Donnelly testar um de seus carros. Apesar disto, Martin não conseguiu assinar com a Jordan Grand Prix para a Temporada de Fórmula 1 de 1993.

Dono de equipe[editar | editar código-fonte]

Depois de não ter sido contratado pela Jordan para correr em 1993, Donnelly passou a gerenciar uma equipe de Fórmula Vauxhall.

Volta à ativa[editar | editar código-fonte]

Em 2004, Donnelly correu em um Mazda RX-8 numa corrida em Silverstone, e terminou em vigésimo-sétimo lugar.

Em setembro de 2007, aos 43 anos, Donnelly bateu outros 35 Lotus Elise para vencer a classe A, em Donington Park. Esta vitória foi seguida de perto pela vitória na segunda corrida do dia do Troféu Elise.

Atualmente[editar | editar código-fonte]

Donnelly está atualmente trabalhando como instrutor no desenvolvimento da Comtec Racing.

Ícone de esboço Este artigo sobre Automobilismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.