Massacre (Marvel Comics)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde dezembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Massacre
Nome original Onslaught
Outro(s) nome(s) Charlie Silus
Sir David, o Grande
Charles Xavier
Magneto
O Que Há de Sobreviver
A Entidade
Xavier Negro
Sexo Masculino
Espécie Entidade psíquica
Poder(es)
  • Acesso ao Plano Astral
    (Viagem Astral, Projeção Astral Material, Psicometria, Senso Dimensional)
  • Telepatia
    (Ilusão Telepática, Camuflagem Telepática, Impacto Mental, Controle da Mente, Possessão Mental, Alteração Mental, Amnesioscinese, Escudo Psiônico, Rajada Psiônica, Projeção Astral, Detecção Mental)
  • Telecinese
    (Estacas Psiônicas, Campo de Força, Explosões Concussivas, Vôo, Intangibilidade, Hologramas Telecinéticos)
  • Manipulação Espectro Eletromagnética
    (Visão Eletromagnética, Pulso Eletromagnético, Magnetocinese, Campo de Força Magnético, Manipulação de Ferro Orgânico)
  • Força Sobre-Humana
  • Armadura Impenetrável
  • Imunidade Telepática
  • Absorção Mutante
  • Manipulação de Seres Vivos
  • Manipulação da Realidade
Criado por Scott Lobdell
Mark Waid
Andy Kubert
Primeira aparição X-Man #15 (maio de 1996)
Editor(es) Marvel Comics
Projecto Banda desenhada  · Portal Marvel Comics

Massacre (Onslaught, no original em inglês) é um personagem fictício do Universo Marvel Comics. Criado pelos escritores Scott Lobdell e Mark Waid e desenvolvido pelo artista Andy Kubert com a ajuda de alguns outros artistas. Ele inicialmente apareceu nos quadrinhos na década de 90. Foi o responsável pela Saga Massacre Marvel, que começou em Massacre: X- Men e terminou em Massacre: Universo Marvel e que culminou nos eventos mostrados em Heróis Renascem. O personagem apareceu pela primeira vez em X-Man #15. Massacre é uma entidade psíquica senciente criada a partir da fusão das consciências de dois mutantes extremamente poderosos: Professor Charles Xavier e Max Eisenhardt.

No início sua natureza não era clara, ele foi derrotado apenas graças aos esforços combinados de algumas das mais famosas equipes do universo Marvel.

História[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Tudo começou na saga Atrações Fatais, durante uma batalha entre os X-Men e os Acólitos de Magneto, Wolverine tenta matar Magneto que, em resposta, arranca o adamantium de seus ossos, ferindo-o gravemente. Os ferimentos de Wolverine foram tão graves que até mesmo seu fator de cura teve problemas para curá-lo. Esse ato de Magneto foi a gota d'água para Xavier. Até o momento ele vinha tolerado cada uma das más ações de Magneto, até mesmo suas ações recentes que causaram a morte de centenas de pessoas em todo o mundo em um único dia, Xavier finalmente tinha chegado ao seu limite. Ele usou seus poderes telepáticos para desativar a mente de Magneto, deixando-o em um estado catatônico.[1] Porém, durante o contato psíquico entre os dois, a essência mais maligna de Magneto foi transferida para o ego suprimido de Xavier, toda a raiva, a tristeza e o enorme desejo de vingança de Magneto entraram na consciência de Xavier; por sua vez, esta pequena parte elementar da psiquê de Magneto se misturou e se enraizou no lado negro da mente de Xavier onde sua frustração e raiva reprimida pela intolerância da humanidade com os mutantes esteve suprimida nos últimos 30 anos. Esta agregação resultou em uma personalidade separada dentro de Xavier, o ser conhecido como Massacre (esses fatos foram mostrados em X-Men (Volume 2) #25 e Fantásticos X-Men).

A entidade permaneceu adormecida até a primeira história da Era do Apocalipse terminar. Aos poucos, as frustrações e um grande número de fracassos na vida de Xavier, tais como o seu sonho de paz e harmonia entre mutantes e humanos começou a aumentar, agravadas pelo crescimento diário da histeria anti-mutante, pelas as mortes de dezenas de mutantes ao redor do mundo, e sua por sua incapacidade em regenerar Dentes de Sabre que fugiu da Mansão X e quase matou a mutante Psylocke durante sua fuga (salva graças à Aurora Rubra). Xavier chegou ao seu ponto de ruptura quando humanos anti-mutantes mataram um jovem mutante perto dos jardins do Instituto Xavier para Estudos Avançados, a base secreta dos X-Men. Foi neste ponto que Massacre despertou novamente dentro Xavier e começou a manifestar-se também em outros. Massacre agora estava livre para colocar em prática seus planos contra a humanidade.

Após um encontro com o criminoso misticamente habilitado chamado de Juggernaut (Cain Marko, meio-irmão de Xavier), Massacre invade uma base Sentinela sancionada pelo governo. Ele, literalmente, baixou as especificações atuais dos androides caçadores de mutantes e porções apagadas das memórias dos funcionários que trabalhavam na fábrica clandestina. Logo depois, enquanto se escondia na mente de Xavier, Massacre encontrou Nate Grey (filho de Scott Summers e Jean Grey). Lá, Nate, devido a um mal entendido, arrancou a forma astral de Xavier de dentro do plano astral, um feito nunca antes alcançado. No entanto, de algum modo, através das ações de Nate, Massacre foi capaz de escapar da mente de Xavier e mover-se de forma independente pelo plano material. Depois de tomar posse plena da mente e do corpo do Professor, Massacre convocou os X-Mens e, em uma versão deturpada do ideal de Magneto, lhes ofereceu a oportunidade de transformá-los em soldados. Porém, quando eles recusaram participar do plano que os obrigaria a participarem de uma guerra mundial contra os humanos, a Entidade então revela aos X-Mens que irá destruir os aventureiros fora da lei. É nesse momento que um soldado mutante, viajante no tempo, chamado Bishop, lembrando de uma história de sua infância de um traidor que matou um X-Men, começou a perceber que o culpado era Xavier como Massacre. Bishop então resgata seus companheiros de equipe e leva o corpo de Xavier com ele, causando a fuga de Massacre.

Porém, após conhecer a realidade da "Era do Apocalipse" e ver o que os mutantes fizeram com o planeta, ele concluiu que nenhuma forma de vida era digna do planeta e decidiu causar um Genocídio Planetário, ou seja, destruir todas as formas de vida inteligentes da Terra.

Para este fim, e uma vez livre, ele planejou capturar dois dos mais poderosos mutantes existentes: Nate Grey, detentor de enormes poderes psíquicos, e uma criança chamada Franklin Richards, um mutante que possui o poder latente de alterar a realidade. Logo no inicio de seu plano, Massacre criou uma projeção psíquica infantil chamada Charles para ganhar a confiança do jovem Franklin Richards e conseguindo com exito completar a primeira parte de seu objetivo, apesar de uma desesperada tentativa de resgate por parte dos pais de Franklin, Senhor Fantástico e Mulher Invisível, membros do lendário super-time conhecido como o Quarteto Fantástico. Agora levando Franklin, Massacre captura Nate, com a intenção de usar seu poder psíquico-prime para abastecer seu próprio plano de transformar a raça humana em uma consciência coletiva. Feito isso a Entidade voltou para Nova Iorque e reprograma as Sentinelas para obedecerem aos seus comandos e formar um círculo de proteção em torno da ilha de Manhattan, selando completamente a ilha do resto do mundo.

Paralelamente, seus agentes transformados Post, Holocausto, o Fera Negro e até mesmo Blob (aprimorados pelos poderes da entidade) atuavam como seus agentes de campo, enfrentando todos os outros heróis e diminuindo a resistência ao seu líder.

É nessa momento que os X-Men, o Quarteto Fantástico e os Vingadores, os mais poderosos heróis da Terra, desafiam Massacre. Seu primeiro confronto com a Entidade e seus asseclas resultou no resgate de um Xavier, agora impotente, que manteve sua personalidade benevolente habitual. Massacre agora existia apenas como uma fortíssima energia psíquica contida dentro de sua armadura. O segunda e último confronto ocorreu em sua cidadela no Central Park. Após uma série de tentativas para libertar Franklin e Nate da armadura aparentemente impenetrável da Entidade, os heróis se reagrupam para planejarem o próxima investida. Durante o seu próximo assalto, Jean Grey (como a Fênix) usou sua telepatia para desativar a parte da mente monstruosa do Hulk, que continha a racionalidade de seu alter ego, o Dr. Bruce Banner. O agora selvagem Hulk, possuidor de uma inteligência quase animal e com uma força inacreditável, ferozmente lutou contra Massacre e conseguiu destruir parte de sua armadura. A explosão resultante da energia psíquica separou Banner de Hulk, e deixou Massacre como um ser feito unicamente de pura energia e completamente imune a danos físicos. A Entidade então utiliza os poderes de Franklin para criar um segundo sol que iria destruir os heróis e Manhattan.

Para impedir isso, o Vingador conhecido como Thor, o Deus do Trovão Asgardiano e Senhor das tempestade e dos relâmpagos, voou em direção ao ser de energia e, com um forte golpe, distorce a forma de Massacre. Percebendo que os esforços de Thor não foram suficientes para destruir o seu adversário, os Vingadores e o Quarteto Fantástico entram no campo de energia, seguidos por Hulk e (embora com relutância) Dr. Destino. Os X-Mens, no entanto, não foram capazes de fazer o mesmo, pois foi teorizado que se Massacre, um ser de origem mutante, viesse a possuir um hospedeiro mutante, ele se tornaria um ser incontrolável. Como resultado dessa investida Massacre foi dissolvido e, aparentemente destruído, juntamente com os heróis que haviam se atirado dentro do abismo de energia criado na armadura da Entidade. As Sentinelas restantes foram desativadas, Franklin e Nate foram resgatados, e Manhattan foi devolvido ao seu estado normal. Mais tarde, porém, foi revelado que os Vingadores, o Quarteto Fantástico, Hulk e Dr. Destino não estavam mortos, como havia sido imaginado. Em vez disso, os todos eles renasceram em um "universo de bolso" criado por Franklin. Meses mais tarde Os Vingadores e todos os outros foram devolvidos aos seus legítimo universo, possuindo apenas lembranças obscuras de seu tempo no outro universo.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Poderes e habilidades[editar | editar código-fonte]

Massacre é enorme e tem um uniforme similar ao de Magneto. No seu auge, Onslaught é capaz de telepatia, a telecinesia ,  a projeção de energia , sentindo presenças mutantes , manipulando campos magnéticos , afetando a própria realidade, controlando as leis que governam o universo . Poderes de Onslaught foram cerca de 100 vezes acima do nível Omega (nível da Fénix) l . Em sua primeira forma (quando ele era um com Xavier) , Onslaught mostrou uma grande variedade de habilidades , incluindo a força imensurável , e resistência incrível. Poderes psiônicos de Onslaught apareceu sem limites , aparecendo a superar até mesmo a de Xavier em seu juízo perfeito . Ele era especialmente poderoso no Plano Astral , onde ele parecia ter habilidades incoparaveis. Mesmo os poderes de Fenix foram completamente inútil contra ele. Do que foi visto, ele parece ter o controle mental total sobre alguém ou alguma coisa que ele deseja , que vão desde alterar a percepção de acreditar que é alguém ou em algum outro lugar ( ele demonstrou isso fazendo Wolverine acreditar que ele era um filhote de lobo, e fazendo tempestade acho que ela era uma criança ), além disso fez o adamantium de Wolverine ficar com mesma rigidez de ossos , para a maioria das formas possíveis de telecinese, sua telecinese é capaz de penetrar em capacetes usados por magneto . Onslaught também possuía muitas formas de projeção de energia , todos os que estão em altos níveis de energia. Mesmo em seu nível inicial , Ele conseguiu retirar o crystal de Cytorrak de Juggernaut e o lançou do outro lado do mundo, usou as habilidades de controlar a gravidade e afundou Juggernaut e outros mutantes no solo sem nenhum esforço.

Possui capacidade de se multiplicar, gerando vários clones e de transformar esses clones em outras coisas, podendo ser desde humanos até objetos celestiais. Possui poderes de controlar o tempo e o espaço, além da intangibilidade.

Depois de evoluir plenamente em seu próprio , a consciência separada e tendo Professor X rasgado dele no Plano Astral , Onslaught evoluiu para uma segunda forma , menos parecido com Magneto e mais parecendo um monstro cibernético . Nesta forma , graças à adição de todo o potencial de Franklin Richards e Nate cinza combinado , seus poderes foram aumentados para níveis que nunca foram atingidos , incluindo a capacidade de manipular massa (sua aquisição completa de todos os Sentinelas ) , criar e remodelar a matéria à vontade ( mostrado quando ele criou a sua cidadela , e quando ele criou um segundo sol para destruir a Terra ) , e uma onisciência aparente ( como evidenciado quando ele facilmente frustrado uma tentativa de esgueirar-se em sua cidadela ) . Ele poderia usar seu combinada reality- deformação e telecinese para aumentar sua força física , a ponto de que ele era capaz de ficar com uma força fisica muito superior que a do Hulk , além de ter a força muito superior à de Hulk, Onslaught conseguiu manipular a mente de Hulk para diminuir a força de Hulk, fazendo com que Hulk fosse facilmente derrotado. Contra Fénix e Feiticeira escarlate ocorreu algo similar, os poderes da feiticeira foram cancelados e de fenix não foram suficientes contra ele. Fazendo com que Onslaught seja o personagem mais forte do universo.

Referências

  1. X-Men Vol 2 #25