Massacre de Akihabara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Polícia

O Massacre de Akihabara (秋葉原通り魔事件), que teve lugar no distrito de Chiyoda Akihabara, Tokyo, Japão, em 8 de junho de 2008 fez 7 vítimas. Aproximadamente às 12:30 daquela tarde (JST - Japan Standard Time), um assaltante atingiu uma multidão com o seu veículo, um 2-ton, atropelando 5 pessoas. Então, saiu de seu veículo e esfaqueou aleatoriamente pelo menos 12 pessoas com uma adaga. Uma série de ambulâncias foram enviadas ao local para atender os feridos, e na cena do crime foram constatados inicialmente duas mortes; ao fim do dia, o número já havia aumentado para sete.

Poucos minutos após o ataque, a polícia prendeu o suspeito, identificado como Tomohiro Kato (加藤智大), em uma rua adjacente por suspeita de tentativa de assassinato. Kato, 25, é um residente de Susono. Vestido com uma camiseta preta, uma jaqueta e calças casséau na hora do ataque, ele está sob custódia policial em Post Manseibashi.

Vítimas[editar | editar código-fonte]

  • Kazunori Fujino (藤野和倫, 19 anos)
  • Takahiro Kawaguchi (川口隆裕, 19 anos)
  • Katsuhiko Nakamura (中村勝彦, 74 anos)
  • Naoki Miyamoto (宮本直樹, 31 anos)
  • Mitsuru Matsui (松井満, 33 anos)
  • Kazuhiro Koiwa (小岩和弘, 47 anos)
  • Mai Muto (武藤舞, 21 anos) - única mulher.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]