Masseter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portal A Wikipédia possui o
Portal da Odontologia

Masseter é um músculo de grande espessura, quadrilátero, que se estende do arco zigomático à face lateral do ramo da mandíbula. É composto por duas partes ou feixes:

  • Um ântero-lateral(superficial), e outro
  • póstero-medial.

Generalidades[editar | editar código-fonte]

Está localizado na porção lateral da mandibula e é inervado pelo nervo trigêmeo.

Em caso de disfunção da articulação temporomandibular (ATM), este músculo pode apresentar-se hipertrofiado em um ou nos dois lados da face, causando muito desconforto ao paciente.

Inserções[editar | editar código-fonte]

Esquema mostrando o músculo masseter e demais músculos do crânio

Feixe superficial[editar | editar código-fonte]

O feixe superficial, mais volumoso e importante, sai em forma de lâmina tendínea da margem inferior do arco zigomático, no seu setor zigomático; daí nascem fibras carnosas que, com obliqüidade ínfero-posterior, vão terminar na parte lateral do ramo da mandíbula, nas proximidades de seu ângulo, de forma direta ou por meio de fibras tendíneas.

Feixe profundo[editar | editar código-fonte]

O feixe profundo origina-se em forma de fibras carnosas diretas ou tendíneas na face medial da parte temporal do arco zigomático ou na fáscia do músculo temporal, onde se confunde com seu feixe posterior. Daí as fibras têm direção ínfero-anterior e são separadas, no início do feixe superficial por um pequeno espaço triangular; a seguir ficam encoberto pelo feixe superficial até sua inserção terminal na face lateral do ramo da mandíbula. Nesta inserção elas se encontram isoladas ou parcialmente confundidas com o feixe superficial. Ambos os fascículos são separados, em sua parte posterior, por um tecido conjuntivo frouxo, interpretado por alguns autores como bolsa serosa.

Em algumas dissecações, as fibras mais posteriores do masseter provêm da cápsula e do disco da articulação temporo-mandibular.

Ação[editar | editar código-fonte]

É levantador da mandíbula; o feixe superficial traciona a mandíbula supero-anteriormente, enquanto as fibras profundas a movem para cima e ligeiramente para trás. O trismo (contração tônica músculos da mastigação) dificulta-se em processos inflamatórios da região da mastigação. É um sintoma característico do tétano.

Fáscia massetérica[editar | editar código-fonte]

A face lateral do músculo masseter é coberta por um fáscia bastante resistente e de forma retangular, que envia traves fibrosas para o interior dos corpos musculares. Na frente, atrás e embaixo fixa-se nas margens do corpo e do ramo da mandíbula; acima insere-se no osso zigomático. Tal disposição permite a formação de uma loja osteofascial aberta e apenas no nível da incisura da mandíbula, através da qual há comunicação com a fossa infratemporal.

Ver também[editar | editar código-fonte]