Mastozoologia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Mamalogia, ou Mastozoologia, é o ramo da zoologia que se ocupa do estudo dos mamíferos. Um de seus ramos é a primatologia, que estuda os primatas. Os mamíferos são caracterizados principalmente pela presença de glândulas mamárias e pelo corpo revestido de pêlos. Existem cerca de 5.400 espécies de mamíferos atuais[1] , incluindo os maiores animais vivos, assim como alguns dos menores vertebrados. Os mamíferos possuem adaptações aos mais diversos ambientes, podendo locomover-se na terra, na água e no ar, ocupando desde desertos até florestas. Algumas espécies são representadas por poucos indivíduos que muitas vezes ocupam uma área geográfica muito pequena, estando ameaçados de extinção.

O campo de atuação do mastozoólogo vai desde a pesquisa básica até o trabalho técnico aplicado. Essa pesquisa pode envolver diversos campos do conhecimento, como sistemática, ecologia, comportamento, morfologia, fisiologia, parasitologia, genética, evolução, paleontologia, dentre outros. Os mastozoólogos atuam em instituições de ensino, em empresas que realizam estudos de impacto ambiental, em órgãos governamentais ligados ao meio ambiente e à saúde e em organizações não-governamentais que utilizam informações científicas para promover a conservação da biodiversidade.

O estudo dos mamíferos é muito importante para a sociedade, pois o conhecimento gerado pode ser aplicado em diversos setores, da saúde ao meio ambiente. A prevenção e o tratamento de muitas doenças infecto-contagiosas humanas depende de um bom conhecimento da origem e da evolução de todos os organismos envolvidos, que muitas vezes inclui outros mamíferos além do homem. O conhecimento sobre esses animais tem sido fundamental na compreensão de doenças como a AIDS e as hantaviroses. Por outro lado, um grande conhecimento sobre a biologia das espécies e do ambiente onde vivem é fundamental para que o manejo de espécies ameaçadas de extinção e o controle de espécies invasoras sejam realizados de forma adequada. Não por acaso, os mamíferos estão entre os principais grupos enfocados em estudos de impacto ambiental, sendo indicadores da qualidade ambiental. Conclui-se, portanto, que os mamíferos são componentes-chave no planejamento ambiental, no uso sustentável dos recursos naturais e na busca por uma melhor qualidade de vida.[2]

Referências/notas[editar | editar código-fonte]

  1. Don E. Wilson & DeeAnn M. Reeder (eds.). 2005. Mammal Species of the World. A Taxonomic and Geographic Reference (3rd ed), Johns Hopkins University Press, 2.142 pp. (http://www.press.jhu.edu)
  2. O que é mastozoologia? http://www.cchn.ufes.br/dbio/disciplinas/masto/o_que_e_masto.htm

Veja também[editar | editar código-fonte]