Mateus Solano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde maio de 2012).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Mateus Solano
Mateus Solano no estúdio do programa Sem Censura, da TV Brasil, em 2011.
Nome completo Mateus Solano Schenker Carneiro da Cunha
Nascimento 20 de março de 1981 (33 anos)
Brasília, DF
Nacionalidade  brasileiro
Ocupação Ator
Cônjuge Paula Braun (2008-presente)
Atividade 2003-presente
IMDb: (inglês)

Mateus Solano Schenker Carneiro da Cunha mais conhecido como Mateus Solano (Brasília, 20 de março de 1981) é um ator brasileiro.

Mateus tornou-se conhecido ao interpretar Ronaldo Bôscoli, na minisserie Maysa, os gêmeos idênticos Miguel e Jorge, em Viver a Vida e o antagonista Félix Khoury, em Amor à Vida.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Mateus nasceu em Brasília, mas no início da adolescência, já trabalhava em pequenos serviços. Buscando a sua independência pessoal e investir na carreira de ator, mudou-se sozinho para Washington e depois para Lisboa. Após algum tempo, voltou a morar com sua mãe no Rio de Janeiro.

O lado artístico de Mateus vem de família, já que o mesmo é primo das também atrizes Juliana e Gabriela Carneiro da Cunha.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Mateus já possui mais de 12 anos de carreira baseada principalmente no teatro. Formado em artes cênicas na UniRio, Solano fez o Tablado e um estágio na prestigiada companhia francesa Théâtre du Soleil, levado por sua prima, Juliana. Nos palcos do Rio e São Paulo já atuou em quase 30 peças.[2]

Ele também fez participações em séries como Sob Nova Direção, Faça Sua História e Casos e Acasos mas foi só como a sua participação na minissérie Maysa - Quando Fala o Coração, interpretando Ronaldo Bôscoli, que ganhou destaque.[3] Depois da minissérie, entrou para o elenco da novela Viver a Vida, como os gêmeos Jorge e Miguel que tem personalidades muito diferentes. Também fez o filme Linha de Passe como Marcelo, de 2008. Além disso, trabalhou em propagandas para a operadora Oi e fez, em 2008, a série para celular Mateus, o Balconista, atualmente em exibição no canal pago Woohoo.[4]

Em 2011 participou de Morde & Assopra, de Walcyr Carrasco como o cientista Ícaro. No mesmo ano fez uma participação especial em A Mulher Invisível. No ano seguinte participa de um episódio de As Brasileiras, e pouco depois integra o elenco principal de Gabriela como o político Mundinho Falcão.[5]

Em 2013, interpreta o grande vilão Félix Khoury em Amor à Vida. Félix é o filho mais velho de César (Antônio Fagundes), o dono de um renomado hospital, e tem como objetivo se tornar o único herdeiro da fortuna de seu pai, e para isso fará de tudo para tirar sua irmã adotiva Paloma (Paolla Oliveira) do caminho. Além disso, Félix ainda esconde ser homossexual e mantém um casamento de aparências com a estilista Edith (Bárbara Paz).[6] [7] [8] [9] .

Realizou o primeiro beijo entre um casal homossexual em uma telenovela da Rede Globo, juntamente com Thiago Fragoso.[nota 1] [10]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

É casado desde 2008 com a atriz Paula Braun. Em 18 de outubro de 2010 nasceu a primeira filha do casal, Flora.[11]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão
Ano Título Papel
2006 Malhação Carlos
2007 Paraíso Tropical André/Jaime
Pé na Jaca Ari
2009 Viver a Vida Miguel Guimarães Machado
Jorge Guimarães Machado
2011 Morde & Assopra Ícaro Sampaio
2012 Gabriela Mundinho Falcão
2013 Amor à Vida Félix Khoury
Séries e minisséries
Ano Título Papel Notas
2003 Linha Direta Stuart Angel Episódio: "O Caso Zuzu Angel"
2004 Um Só Coração Gustavo Gomes
2005 A Diarista Paulão Episódio: "Nete, a feia"
2006 JK Júlio Soares
2007 Sob Nova Direção Elzimar Episódio: "Uma Babá Nada Perfeita"
Sítio do Picapau Amarelo Pop Man Episódio: "O Anjinho da Asa Quebrada"
2008 Mateus, o Balconista Mateus
Faça sua História Toby Crane
Cléber Augusto
Episódio: "A Estrela do Irajá"
Episódio: "A Vingadora Capixaba"
Casos e Acasos Gilson Episódio: "O Trote, o Filho e o Fora"
2009 Maysa - Quando Fala o Coração Ronaldo Bôscoli
2011 A Mulher Invisível Frederico Martins (Fred)
2012 As Brasileiras Heitor Episódio: "A Vidente de Diamantina"
Cinema
Ano Título Papel
2004 O Primeiro Grito
2008 Linha de Passe Marcelo
Maridos, Amantes e Pisantes Amante
Alice Sergio
2009 Vida de Balconista Mateus
2011 A Novela das 8 João Paulo
2013 Confia em Mim Caio [12] [13]
O Menino no Espelho Domingos

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Premiações
Ano Prêmio Categoria Trabalho Resultado
2009 Prêmio Quem de Televisão[14] Melhor Ator
Viver a Vida
Indicado
2010 Melhores do Ano Melhor Ator Revelação Venceu
Meus Prêmios Nick Ator Favorito Venceu
Troféu Imprensa Revelação do Ano Venceu
Prêmio Contigo! de TV Melhor Ator de Novela Venceu
Melhor Ator Revelação
Maysa: Quando Fala o Coração
Indicado
2013 Meus Prêmios Nick Ator Favorito
Amor à Vida
Venceu
Prêmio Extra de Televisão[15] Melhor Ator Venceu
Prêmio APCA[16] Melhor Ator Venceu
Prêmio Quem de Televisão[17] Melhor Ator Venceu
Melhores do Ano[18] Melhor Ator Venceu
2014 Troféu Imprensa Melhor Ator Venceu
Troféu Internet Melhor Ator Venceu
Prêmio Contigo! de TV Melhor Ator de Novela Venceu

Notas

  1. Outros beijos gays recentes na televisão brasileira foram entre mulheres. Na novela "Amor e Revolução", do SBT, as atrizes Giselle Tigre e Luciana Vendramini se beijaram, em 2011. Na série "Força-tarefa", exibida pela Globo em 2009, o beijo foi das personagens de Hermila Guedes e Fabíula Nascimento.}}

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]