Matsubayashi-ryu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Matsubayashi-ryu


Grafia
Outros nomes Matsubayashi Shorin-ryu
Kanji 松林流
Origem
Fundador Shoshin Nagamine
Representação
Sítio oficial Sítio oficial
Karate icon.svg

Matsubayashi-ryu (em japonês: 松林流, Matsubayashi-ryū) é uma escola de caratê, que se desenvolveu dentro do estilo Shorin-ryu, fundada por Shoshin Nagamine, em 1947, que tem com um dos fins a preservação das técnicas orginais do Okinawa-te, reunindo movimentos desde Tomari-te e Shuri-te. Também é conhecido como Shorin-ryu ou Matsubayashi Shorin-ryu.[1]

História[editar | editar código-fonte]

O-Sensei Shoshin Nagamine é natural de Naha e começou a treinar caratê do estilo Tomari-te com o mestre Chojin Kuba, quando jovem, por motivos de saúde. Mais tarde, tornou-se o mais proeminente do dojô e, em 1947, como forma de prestar homenagem aos dois grandes mestres de caratê Kosaku Matsumora, do estilo Tomari-te, e Sokon Matsumura, do Shuri-te, estabeleceu sua própria escola, nomeando-a com o kanji (matsu), presente nos nomes dos dois mestres, mais o kanji (rin), que no caso pode soar como bayashi. Seus mestres diretos foram Chotoku Kyan e Choki Motobu, os quais foram alunos de Sokon Matsumura e Kosaku Matsumora.

A escola de caratê é herdeira de toda a ancestralidade do estilo Shorin-ryu, cuja origem pode ser traçada até escolas de kung fu e do te, de Oquinaua, sem com isso olvidar e se fechar a outras influências, pois a arte marcial desarmada de Oquinaua, o Te, mesmo evoluindo em três vertentes distintas, Naha-te, Shuri-te e Tomari-te, estas duas últimas vertentes, por serem mais achegadas nas técnicas, acabaram por fundir-se no que veio a ser chamado de estilo Shorin-ryu.[2] E este ramo acabou por gerar mais quatro, sendo o Matsubayashi um deles.[3]

O caratê, no começo do século XX, passou por um profundo movimento de mudanças, que acabou por transformar completamente o sentido que se dava. Fato marcante é que deixou de ser conhecida por "todê" (唐手, tode?, mão chinesa) por "caratê" (空手, karate?, mão vazia), e deixou de ser "jutsu" (, jitsu?, uma arte, uma desciplina militar) para ser "dô" (, ?, um caminho, uma filosofia para a vida).[3]

Após a Segunda Guerra Mundial, Sensei Nagamine encontrou um livro do mestre Gichin Funakoshi, intitulado "Introdução ao Caratê", que lhe deu incentivo e ideia para fazer do caratê uma forma e uma meta para sua vida.

Desta feita, em 1947, Sensei Naganime inaugurou seu primeiro dojô, com o nome de Matsubayashi-ryu Kododan Estudos de Caratê e Artes Marciais Antigas (numa tradução livre). O nome também reflete uma homenagem em respeito aos dois grandes mestres que foram os instrutores dos mestres diretos de Sensei Naganime.

À abertura seguiram-se notoriedade e crescimento, angariando muitos alunos e, dentre eles, muitos militares que faziam a ocupação de Oquinaua pelos Estados Unidos

Como aconteceu com os estilos e escolas fundados pelos grandes mestres, com a linhagem Matsubayashi-ryu viu-se fragmentar, após o falecimento de Sensei Nagamine Sensei em 1997.[4]

Características[editar | editar código-fonte]

O estilo pretende preservar as técnicas dos estilos Shuri-te e Tomari-te e, por causa disso, como os demais estilos de caratê, tem como fundamentos o trinômio kihon-kata-kumite.

Kata[editar | editar código-fonte]

Sobre os katas dá-se muita ênfase e o treino busca ser rigoroso e persistente, sendo praticado um conunto de dezoito: Fukyugata Ichi, Fukyugata Ni, Pinan Shodan, Pinan Nidan, Pinan Sandan, Pinan Yondan, Pinan Godan, Naihanchi Shodan, Naihanchi Nidan, Naihanchi Sandan, Ananku, Wankan, Rohai, Wanshu, Passai, Gojushiho, Chinto e Kusanku.[5] [6]

Notas

[a] ^ Considera-se a escola Matsubayashi-ryu como sendo uma das quatro grandes escolas oriundas do Shorin-ryu tradicional de Oquinaua. As outras três são Kobayashi-ryu, Shobayashi-ryu e a linhagem ortodoxa de Sokon Matsumura.[1]

Referências

  1. a b Nagamine, Shōshin. The Essence of Okinawan Karate-Do (em inglês). North Clarendon: Tuttle, 1998. Capítulo: 1. p. 19-23. ISBN 0804821100
  2. Matsubayashi Ryu - Shorin Ryu Karate style (em inglês). Visitado em 06.nov.2012.
  3. a b Clayton, Bruce. Shotokan's secret: the hidden truth behind karate's fighting origins (em inglês). Santa Clarita: Ohara, 2004. p. 64. ISBN 0897501446
  4. History of the Matsubayashi-Ryu School and It's Divisions (em inglês). Visitado em 27.dez.2010.
  5. Matsubayashi Shorin-Ryu Karate Do. Visitado em 09.dez.2010.
  6. Kata — Matsubayashi-Ryu Karate (em inglês). Visitado em 09.dez.2010.