Matsutake

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaMatsutake
Matsutake

Matsutake
Classificação científica
Reino: Fungi
Divisão: Basidiomycota
Classe: Agaricomycetes
Ordem: Agaricales
Família: Tricholomataceae
Género: Tricholoma
Espécie: T. matsutake
Nome binomial
Tricholoma matsutake

Matsutake (松茸?), Tricholoma matsutake, é o nome comum de um cogumelo micorrízico muito procurado que cresce na Ásia, Europa e América do Norte. É valorizada pelos japoneses por seu distinto odor apimentado.1 2

Habitat e distribuição[editar | editar código-fonte]

O Matsutake cresce debaixo de árvores e são normalmente escondidos por folhas caídas. Ele forma uma relação simbiótica com as raízes de um número limitado de espécies de árvores. Sabe-se que o Matsutake cresce na China, Japão, Coreia, Finlândia e Suécia, entre outros países. No Japão, ele é normalmente associado com o Pinho Vermelho Japonês.

Espécies similares[editar | editar código-fonte]

No Noroeste Pacífico da América do Norte, a espécie Tricholoma magnivelare é encontrado nas florestas coníferas em uma ou mais das seguintes espécies: Pseudotsuga, Abies procera, Abies magnifica, Pinus lambertiana, Pinus ponderosa ou Pinus contorta. Na Califórnia e em partes de Oregon, ele também se associa com madeiras duras, incluindo Lithocarpus densiflorus, Arbutus, Rododendro, Gaultheria shallon e Manzanita. O T. magnivelare normalmente é chamado de Matsutake branco, visto que não tem a coloração marrom do espécime asiático.

Em 1999, N. Bergius e E. Danell relataram que o espécime sueco (Tricholoma nauseosum) e o matsutake japonês (T. matsutake) são da mesma espécie.3 O relatório levou a um aumento da importação de matsutake do norte da Europa para o Japão devido ao sabor similar.

Songi gui (송이구이), matsutake grelhado na cozinha coreana

Custo e disponibilidade[editar | editar código-fonte]

O Matsutake é difícil de se encontrar, apesar de ser fácil de cultivar, além de ter um preço muito alto. A produção doméstica de matsutake do Japão tem diminuído bastante nos últimos 50 anos, devido a propagação de um pinheiro nematódeo Bursaphelenchus xylophilus, o que exerceu uma grande influência sobre o preço. A produção anual de matsutake no Japão é, hoje, menor do que 1 000 toneladas. A demanda japonesa pelo cogumelo é em sua maior parte importada da China, Coreia, região do Noroeste Pacífico na América do Norte (norte da Califórnia, Oregon, Washington e Colúmbia Britânica) e Norte da Europa (Suécia e Finlândia).4 O preço do matsutake no mercado japonês depende da sua qualidade, disponibilidade e origem. O matsutake japonês, no começo da estação, que recebe as melhores críticas, pode ultrapassar os 2 mil dólares por quilograma. Por outro lado, o valor médio do matsutake importado é cerca de 90 dólares por quilograma.5

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Ashkenazi, Michael; Jacob, Jeanne. Food culture in Japan. [S.l.]: Greenwood Publishing Group, 2003. p. 49. ISBN 0313324387
  2. Play That Fungi Music (em inglês)
  3. Eric Danell, The Swedish matsutake and the Japanese matsutake are the same species!, The Edible Mycorrhizal Mushroom Research Group, Department of Forest Mycology and Pathology, Swedish University of Agricultural Sciences (em inglês).
  4. 輸入マツタケに異変 中国産激減、フィンランド参戦, J-CAST, 2007/9/26 (em japonês).
  5. Matsutani, Minoru, "Japan's long love affair with 'matsutake'", Japan Times, 9 de novembro de 2010, p. 3 (em inglês).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]