Maurice Halbwachs

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Maurice Halbwachs (Reims, 11 de março de 1877Buchenwald, 16 de maio de 1945) foi um sociólogo francês da escola durkheimiana. Escreveu uma tese sobre o nível de vida dos operários, e sua obra mais célebre é o estudo do conceito de memória coletiva, que ele criou.

Na École Normale Supérieure, em Paris, estudou filosofia com Henri Bergson, o qual o influenciou enormemente. Lecionou em vários liceus antes de viajar à Alemanha em 1904, onde estudou na Universidade de Gottingen. Retornou à França em 1905, onde encontrou Émile Durkheim e se interessou por sociologia. Reuniu-se ao conselho editorial do Année Sociologique, onde trabalhou com François Simiand editando a seção de economia e estatística. Em 1909 voltou à Alemanha para estudar marxismo e economia em Berlim.

Durante a Primeira Guerra Mundial Halbwachs trabalhou no Ministério da Guerra. Logo após o fim da guerra ele tornou-se professor de sociologia e pedagogia na Universidade de Strasbourg. Manteve a posição por uma década. Foi professor visitante por um ano na Universidade de Chicago. Em 1935 foi chamado para a Sorbonne, onde ensinou sociologia, trabalhou com Marcel Mauss e foi editor dos Annales de Sociologie, o jornal que sucedeu o Année Sociologique. Em 1944 ele recebeu uma das maiores honrarias da França, uma cátedra de psicologia social no Collège de France. Desde muito tempo socialista, Halbwachs foi detido pela Gestapo após a ocupação nazista de Paris e deportado para Buchenwald, onde foi executado em 1945.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • A Memória Coletiva. Centauro: 2011.
  • Morfologia Social. Edições 70: 2010.
espanhol
  • Las Classes Sociales. Fondo de Cultura; 1970.
inglês
  • On Collective Memory, Chicago, The University of Chicago Press, 1992
  • The Collective Memory, New York, Harper & Row Colophon Books, 1980, 182 pages
francês
  • Les Cadres Sociaux de la Mémoire, Paris, Presses Universitaires de France, 1952, originally published in Les Travaux de L'Année Sociologique, Paris, F. Alcan, 1925.
  • La Mémoire Collective, Paris, Presses Universitaires de France, 1950

Referências

  • UCSB Collective Memory seminar website
  • Michel Verret, Lectures sociologiques: Bourdieu, Passeron, Hoggart, Halbwachs, Janet, Le Play, Girard, Naville, Paris, Harmattan, 2009 (ISBN 978-2-296-10391-7).
  • Dietmar Wetzel, Maurice Halbwachs, Konstanz, UVK Verlagsgesellschaft, 2009 (ISBN 978-3-86764-106-7).
  • Marie Jaisson et Christian Baudelot, eds, Maurice Halbwachs, sociologue retrouvé, Paris, Rue d’Ulm, 2007 (ISBN 978-2-7288-0387-3).
  • Annette Becker, Maurice Halbwachs, un intellectuel en guerres mondiales 1914-1945, Paris. Agnès Viénot, 2003 (ISBN 2-914645-46-5).
  • Gérard Namer, Halbwachs et la mémoire sociale, Paris, L’Harmattan, 2000 (ISBN 2-7384-9595-8).
  • Realino Marra, Halbwachs, la memória collettiva e lo spazio giuridico, «Sociologia del diritto», XV-1, 1988, pp. 141–50.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Portal A Wikipédia possui o:
Portal de Filosofia