Max Payne

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Max Payne
Capa do jogo.
Produtora Remedy Entertainment (WIN)
3D Realms
Rockstar Toronto (PS2)
Rockstar Vienna (Xbox)
Rockstar Leeds (GBA)
MacSoft (Macintosh)
Editora(s) Gathering of Developers (WIN)
Rockstar Games (PS2, Xbox, GBA, iOS)
Feral (Mac)
Greenleaf (Brasil)
Capcom (Japão)
Valve Corporation (Steam)
MacSoft (Mac)
Escritor(es) Sam Lake
Motor MAX-FX
Plataforma(s) Windows, Mac OS, IOS, Android, PlayStation 2, PlayStation 3, Xbox, Xbox 360, Game Boy Advance
Série Max Payne
Data(s) de lançamento Windows

Xbox e PlayStation 2

Macintosh

Game Boy Advance

Xbox 360
iOS
Gênero(s) Tiro em terceira pessoa
Modos de jogo Singleplayer
Número de jogadores 1
Classificação Permitido para maiores de 15 anos BBFC (Reino Unido)
Inadequado para menores de 18 anos i CERO (Japão)
Inadequado para menores de 17 anos i ESRB (América do Norte)
Inadequado para menores de 15 anos i OFLCA (Austrália)
Inadequado para menores de 18 anos i PEGI (Europa)
Inadequado para menores de 18 anos i USK (Alemanha)
Média 1 CD, 1 DVD
Requisitos mínimos Windows

Mac

  • Mac OS 9.1 ou superior ou, Mac OS X v10.1.4 ou superior
  • Processador 450 MHz PowerPC G3
  • 900Mb de espaço livre no disco rígido
  • 128Mb RAM (com memória virtual em 200Mb) (256 MB RAM necessários para versão OSX)
  • Placa gráfica de 16Mb Open GL compatível
  • Open GL 1.2
  • CarbonLib 1.4

iOS

•iOS 4.2 ou superior.

•Compativel com: iPhone 3GS, iPhone 4, iPhone 4S, iPod Touch( 3ª geração), iPod Touch( 4ª geração) iPad 1, iPad 2 e iPad 3

Controles Windows e Mac

PlayStation 2 e Xbox

IOS

Max Payne é um jogo eletrônico de tiro em terceira pessoa vencedor do BAFTA[1] desenvolvido pela empresa finlandesa Remedy Entertainment, produzido pela 3D Realms e distribuído pela Gathering of Developers em 2001 e pela Rockstar Games em 2002. Conta a história do policial Max Payne, que ao se infiltrar na máfia com o objetivo de investigá-la vê a máfia e a própria polícia se voltar contra ele. Isso o coloca numa vingança sem controle contra os fantasmas da sua vida.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Max Payne é um jogo eletrônico de tiro em terceira pessoa, no qual o jogador assume o papel do personagem-título, Max Payne. Quase todo o jogo envolve a utilização do "bullet time" para balear inimigo após inimigo. Os níveis são geralmente simples, com quase nenhuma caça às chaves; no entanto, alguns níveis incorporam elementos de plataforma e quebra-cabeças. No entanto, a ênfase principal do jogo está no tiroteio.

Inicialmente, a única arma que o jogador possui é uma pistola de 9 milímetros; à medida que o jogador progride, ele tem acesso à outras armas, incluindo pistolas (Bereta 92 e uma Desert Eagle), espingardas (espingardas de bomba de ação e de cano serrado e uma Pancor Jackhammer automática), sub-metralhadoras (Ingram e Colt Commando), um lançador de granadas M79, um rifle de precisão, e armas de ataque corporal e jogáveis (algumas destas armas podem ser usadas em dobro, sendo usada uma arma em cada mão).

A inteligência artificial do jogo é totalmente dependende dos comandos pré-escritos. A maior parte dos movimentos dos inimigos de inteligência artificial, como lançar granadas, se esconder atrás de caixas, fugir do jogador, são todos pré-escritos. Assim quando um nível é repetido, inimigos fazem os movimentos iniciais exatamente iguais aos que fizeram da primeira vez.

Para se mover ao longo do jogo, o jogador pode descobrir quais são os seus objetivos "escutando" os pensamentos de Payne, onde Payne repete para si mesmo quais são os seus próximos passos. Vários níveis do jogo envolvem pesadelos simbólicos-surrealistas relacionados aos efeitos das drogas resultando nas alucinações de Max.

Níveis com dificuldade avançada são extremamente desafiadores; o modo "Dead on Arrival" limita que o jogador salve apenas sete vezes por capítulo, e o modo "New York Minute" força o jogador a terminar o capítulo antes do tempo limite acabar - reabastecido por inimigo - é dificílimo. Quando o jogo é completado no modo "Dead on Arrival", Max é transportado para a "Final Battle" (Batalha Final), onde o jogador luta contra 20 assassinos de terno em Bullet Time infinito e cada um dos inimigos com uma Jackhammer Pancor.

Na dificuldade máxima, Max é (a partir de uma perspectiva de jogo) extremamente frágil e morre após sofrer poucos tiros de pistola de rifles, ou um tiro de espingarda preciso. A maioria dos inimigos pode ter vida superior a três vezes a de Max. O jogador pode curar Max consumindo analgésicos, que o jogador recolhe e transporta consigo.

Bullet Time[editar | editar código-fonte]

A jogabilidade de Max Payne gira muito em torno do "Bullet Time". Que quando acionada, o bullet time permite que o jogador desacelere o tempo, de forma que as balas podem ser vistas a olho nu - é uma forma de câmera lenta. Embora que Payne também seja desacelerado, ele permite que o jogador possa movimentar a mira em tempo real, permitindo que o jogador tire uma grande vantagem dos inimigos. Isso facilita que Max desvie de balas e permite que ele execute movimentos de combate especiais.

Ocasionalmente, quando o último personagem do grupo dos inimigos é morto, o ponto de vista muda-se para uma visão de terceira pessoa giratória em câmera lenta do corpo do inimigo caindo; do mesmo modo, a câmera segue uma bala disparada com precisão pelo jogador (mais comum com o rifle de precisão).

Versão para Game Boy Advance[editar | editar código-fonte]

A versão para GBA do jogo foi desenvolvida pela Mobius Entertainment Ltd, mais conhecida como Rockstar Leed. Desde que foi desenvolvido em uma plataforma muito menos poderosa, essa versão é muito diferente das versões de PC, Xbox e PS2: em vez de ser um jogo de tiro em 3D, o jogo é baseado em sprites gráficos e é exibido em um perspectiva isométrica. A jogabilidade do jogo foi mantida praticamente a mesma.

A história também continuou a mesma para o PC e os consoles, apesar de alguns níveis do original serem omitidos. O jogo inclui uma parte significativa das novelas gráficas originais, completa e com vozes.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Max Payne era um policial que estava se tornando bem sucedido. Tinha se casado, acabou de ter uma filha e via o sonho americano se realizando em sua vida. Tudo acabou no dia em que sua casa foi invadida por viciados pela droga Valquíria enquanto estava no trabalho, e acabam por assassinar sua esposa e sua filha.

Por conta disso Max Payne vai trabalhar no departamento de narcóticos da polícia de Nova York. Tentava encontrar os responsáveis pela droga Valquíria, chamada de V. Seu companheiro policial Alex Balder consegue achar provas do assassinato de sua família, porém ele é brutalmente assassinado por B.B., um ex-policial corrupto que tem ligações com a morte da família de Max Payne. Enquanto investigava a máfia infiltrado sob disfarce, sua vida se torna um caos quando seu contato na polícia é assassinado e a máfia se volta contra ele. Nesse momento a própria polícia liderada por Jim Bravura passa a persegui-lo como criminoso, acusado do assassinato de Balder.

Tentando sobreviver e entender o que estava acontecendo, Max encontra o russo Vladmir Lem. O bandido usa Payne para acertar as contas com a máfia em troca de patrociná-lo em sua matança. Procurando respostas, acaba por topar com a matadora de aluguel Mona Sax, que leva um tiro na cabeça tentando ajudá-lo.

No final é o misterioso senador Alfred Woden, líder de uma sociedade secreta que revela quem é a verdadeira responsável pela droga V do projeto Valhalla. Uma mulher chamada Nicole Horne, dona da Aesir, fachada para projetos ilegais. A droga foi originalmente criada para funcionar como estimulante para o Exército americano, reduzindo a fome, o sono e o medo. O problema era que, além de não apresentar o resultado esperado com a maioria dos soldados, a droga era só um pretexto para de testar um projeto fracassado em pessoas e a esposa de Max Payne havia descoberto essa conexão. Pagou com sua vida por causa disso - três cobaias da Aesir, drogados com V, invadiram a residência dos Payne e assassinaram brutalmente Michelle e sua filha Rose, de apenas 6 meses de idade.

Max Payne então empreende uma vingança sem limites contra ela invadindo o prédio da Aesir. Woden tem seus próprios motivos para querer eliminar Nicole Horne, por isso ele ajuda Max Payne fornecendo pistas, armas e uma planta do prédio da Aesir. Em troca, ele promete a Max que ele será livrado de todas as acusações dos homicídios de Punchinello, Lupino e outros bandidos e traficantes que Max matou em sua cruzada vingativa. Max acaba por derrubar o helicóptero de Nicole enquanto ela decolava para fugir. Tendo sua vingança finalizada, Max entregou-se à polícia. Trocando um discreto sorriso com Woden - "o sorriso dos vencedores", nas palavras de Max -, o detetive teve a certeza de que Woden cumpriria sua palavra.

Desenvolvimento e lançamento[editar | editar código-fonte]

Sam Lake escreveu a história de Max Payne, e serviu como modelo para o desenho do personagem-título.

Max Payne passou por um longo processo de desenvolvimento, iniciado pela Remedy Entertainment e 3D Realms em 1997. As primeiras imagens surgiram em 1998, outra curiosidade é que, em 1999 Max Payne iria ser lançado para Dreamcast, mas foi cancelado, e só foi lançado para Xbox (2001), Playstation 2 (2001), PC (2001), Macintosh (2003). Outra foi que no projeto em 1998, 1999, 2000 e 2001 as imagens eram diferentes, em 2001 um mês antes de lançar, continuou com imagens diferentes da versão lançada.

Uma demo de Max Payne foi apresentada na E3 de 1998, sendo recebida por alguns mais como vaporware do que desenvolvimento de jogo. Segundo Petri Jarvilehto, a empresa decidiu mostrar um vídeo no palco principal e o desenvolvimento em outra sala para evitar uma "síndrome de 'demo' da E3", descrita como "passar meses polindo uma demo para a exibição, o que é essencialmente distante do desenvolvimento normal".[2]

No Brasil, Max Payne estava previsto originalmente para ser lançado pela Electronic Arts Brasil, porém após ser firmado o contrato entre 3D Realms e Remedy com a Gathering of Developers, teve sua versão para Microsoft Windows lançada pela Greenleaf em 2001, a partir da parceria desta com a distribuidora estado-unidense. Como política empresarial da Greenleaf,[3] o jogo foi traduzido e dublado em português brasileiro, com dublagem realizada durante meses em São Paulo,[4] tendo Mauro Castro no papel principal.[5] O lançamento, prometido para setembro de 2001,[6] saiu somente em dezembro devido a atrasos na tradução.[7] Reinaldo Normand do Outer Space criticou a dublagem como "não [..] lá essas coisas, ficando com um aspecto de filme de ação de sessão da tarde", porém elogiou a atuação de Mauro Castro e, mesmo com as críticas, apontou a dublagem com um dos pontos positivos do jogo.[4] Max Payne é classificado como não recomendado para menores de 18 anos segundo o Departamento de Justiça, Classificação, Títulos e Qualificação.[8]

O sucesso de Max Payne levou à produção de uma sequência intitulada Max Payne 2: The Fall of Max Payne em 2003. Em março de 2009, a Rockstar Games anunciou o lançamento futuro de Max Payne 3 para Xbox 360, Play Station 3 e PC. Em 2008, foi lançado o filme Max Payne, com Mark Wahlberg e Mila Kunis.

Elenco de dubladores[editar | editar código-fonte]

Informações retiradas de Internet Movie Database.[9]

Personagem Dublador(a)
Max Payne James McCaffrey/Mauro Castro (br)
Alex Balder Chris Phillips
Jim Bravura Peter Appel
Mona Sax/Lady Amelia Julia K. Murney
B.B. Adam Grupper
Jack Lupino Jeff Gurner
Joey Finito/Virgilio Finito Tye Alexander (Tye Reign)
Vinnie Gognitti Joe Dallo
Kyra Silver Chelsea Altman
Alfred Woden John Randolph Jones
Nicole Horne Jane Gennaro
Rico Muerte/Joe Salem Joe Maruzzo
Angelo Punchinello Joe Ragno
Frankie "The Bat" Niagra/Vince Mugnaio Bruce Kronenberg
Vladimir/Marquis Valentine Dominic Hawksley
Michelle Payne Haviland Morris
Candy Dawn Joanie Ellen
Captain Baseballbat-Boy Ricky Ashley
Bicycle Helmet-Girl Victoria Pontecorvo
Mafiosos Navid Khonsari
Mercenários Renaud Sebbane

Recepção[editar | editar código-fonte]

 Recepção
Resenha crítica
Publicação Nota
1UP
Allgame
Edge
Electronic Gaming Monthly
Eurogamer
Pontuação global
Publicação Nota média
Metacritic 89% (PC / Xbox)[10] [11]
MobyGames
Game Rankings
Premiações
Premiador Prêmio
BAFTA Jogo para PC do ano (2001)[1]

Max Payne foi bem recebido pelos críticos com as versões de PC e Xbox ambas obtendo 89% no Metacritic.[10] [11] Uma análise da BBC comentou que "é um jogo de tiro em terceira pessoa atmosférico, claramente inspirado pela cinematografia de filmes de John Woo e The Matrix, com gráficos cativantes e sequências de ação criativas", elogiando os gráficos, jogabilidade e detalhe no jogo.[12]

A versão de PlayStation 2 sofreu com detalhes reduzidos e lentidão ocasional. Enquanto análises para a versão não eram tão boas quanto as para as versões de PC e Xbox, eram ainda assim positivas.

Referências

  1. a b Max Payne wins prestigious BAFTA I (em inglês). 3D Realms (28/10/2001). Página visitada em 29 de julho de 2009.
  2. Jarvilehto, Petri (30/06/1998). Max Payne Development Update (em inglês). 3D Realms. Página visitada em 28 de julho de 2009.
  3. Max Payne será lançado pela GreenLeaf (em português). Games Brasil (15/07/2001). Página visitada em 29 de julho de 2009.
  4. a b Normand, Reinaldo (11/12/2001). Max Payne (em português). Outer Space. Página visitada em 29 de julho de 2009.
  5. Max Payne (em português). Mauro Castro. Página visitada em 28 de julho de 2009.
  6. O jogo Max Payne chega ao Brasil em setembro (em português). Info Exame (13/08/2001). Página visitada em 29 de julho de 2009.
  7. Gomes, Saulo. Max Payne (em português). ZeroZen. Página visitada em 29 de julho de 2009.
  8. Jogos eletrônicos 2002 (em português). Departamento de Justiça, Classificação, Títulos e Qualificação. Página visitada em 29 de julho de 2009.
  9. Full cast and crew for Max Payne (em inglês). Internet Movie Database. Página visitada em 29 de julho de 2009.
  10. a b Max Payne (PC) on Metacritic (em inglês). Metacritic. Página visitada em 29 de julho de 2009.
  11. a b Max Payne (Xbox) on Metacritic (em inglês). Metacritic. Página visitada em 29 de julho de 2009.
  12. Hermida, Alfred (21/09/2001). Dark, gritty world of Max Payne (em inglês). BBC. Página visitada em 29 de julho de 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]