Max Rudolf

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Max Rudolf (Frankfurt,15 de junho de 190228 de fevereiro de 1995) foi um maestro alemão, que passou grande parte de sua carreira nos Estados Unidos.

Rudolf estudou violoncelo, piano, órgão, trompete e composição (com Bernhard Sekles) no Conservatório Hoch em Frankfurt. Ocupou cargos em Freiburgo, Darmstadt e Praga, antes de se mudar para os Estados Unidos em 1940. Em 1945 ele se tornou um cidadão estadunidense. Ele serviu como maestro no Metropolitan Opera entre 1946 e 1958 quando se tornou diretor musical da Orquestra Sinfônica de Cincinnati, por treze anos. Durante esse períoso ele se tornou um construtor e professor, trabalhando no Instituro Tanglewood. Ele escreveu a gramática da condução, o texto mais amplamente usando para condução orquestral. Sendo publicado pela primeira vez em 1950 sendo reeditado em 1980 e novamente em 1984.

Após sua posse na Orquestra Sinfônica de Cincinnati, atuou como maestro na Orquestra Sinfônica de Dallas, entre 1973 e 1974 e como conselheiro artístico na Orquestra Sinfônica de Nova Jersey, de 1976 a 1977, bem como um maestro convidado em muitas orquestras estadunidenses. Nessa época ele se tornou chefe do departamento de condução e ópera no Instituto de Música Curtis (entre 1970 até 1973 e novamente entre 1983 até 1989).

Referências[editar | editar código-fonte]