Mazama bororo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaMazama bororo
Taxocaixa sem imagem
Estado de conservação
Status iucn3.1 VU pt.svg
Vulnerável (IUCN 3.1) [1]
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Artiodactyla
Família: Cervidae
Género: Mazama
Espécie: M. bororo
Nome binomial
Mazama bororo
Duarte, 1996
Distribuição geográfica
Distribuição geográfica do veado-mateiro-pequeno.   Presente   Possivelmente presente
Distribuição geográfica do veado-mateiro-pequeno.
  Presente   Possivelmente presente
Sinónimos
  • Mazama intermedia Duarte & Jorge, 1998
  • Mazama americana Rossi, 2000

Mazama bororo conhecido popularmente por veado-mateiro-pequeno, veado-bororó-de-são-paulo ou veado-vermelho é uma pequena espécie de cervídeo, endêmico do Brasil, do gênero Mazama.[2] [3] Ocorre exclusivamente na ecorregião das florestas da Serra do Mar, mas as únicas populações selvagens são conhecidas ocorrem na Serra de Paranapiacaba, no Parque Estadual Intervales.[4] [5] Provavelmente a espécie ocorria desde o leste de Santa Catarina até o sul de São Paulo e ainda ocorre em outras unidades de conservação, como o Parque Estadual Carlos Botelho e o Parque Estadual de Jacupiranga.[4] [3]

Seu porte é muito semelhante ao de Mazama nana, mas a coloração lembra Mazama americana, que é maior. Se assemelha a um híbrido entre essas duas espécies, mas difere principalmente por conta do cariótipo.[6] Pesa cerca de 25 kg e mede até 50 cm na altura da cernelha.[4] Muito pouco se sabe a cerca da biologia da espécie e a maior parte das informações provém de relatos imprecisos de moradores das regiões em que habita.[7] Aparentemente, é um animal solitário e crepuscular, como o veado-mateiro (M. americana) e se alimenta principalmente de frutos.[7]

A IUCN considera a espécie como "vulnerável", mas ela não consta na lista do IBAMA.[1] Apesar disso, consta na lista de espécies ameaçadas do estado de São Paulo como "vulnerável" e no Paraná, como "deficiente de dados".[8] Estima-se que a população não ultrapasse 5 500 animais.[8] Além da fragmentação e perda do habitat, a espécie é ameaçada principalmente pela caça indiscriminada e pela coleta ilegal do palmito-juçara (Euterpe edulis), que geralmente está associada à caça também.[8]

Referências

  1. a b Duarte, J.M.B (2008). Mazama bororo (em Inglês). IUCN 2013. Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN de 2013 Versão 2. Página visitada em 24 de janeiro de 2014.
  2. Grubb, P.. Order Artiodactyla. In: Wilson, D.E.; Reeder, D.M. (eds.). Mammal Species of the World. Baltimore: Johns Hopkins University Press, 2005. 637–722 pp. ISBN 978-0-8018-8221-0 OCLC 62265494
  3. a b Duarte, J.M. et al. (2012). "Avaliação do risco de extinção do Veado-mateiro-pequeno Mazama bororo Duarte, 1996, no Brasil". Biodiversidade Brasileira 3: 42-49.
  4. a b c Vogliotti, A.; Duarte, J.M.B.. In: Duarte, J.M.B.; González, S.. Neotropical Cervidology: Biology and Medicine of Latin American Deer. Jaboticabal, Brasil: FUNEP, 2010. Capítulo: Small Red Brocket Deer Mazama bororo (Duarte 1996). , 172-176 pp. ISBN 978-85-7805-046-7
  5. Vogliotti, A., and J. M. B. Duarte. (2009). "Discovery of the first wild population of the small red brocket deer Mazama bororo (Artiodactyla: Cervidae)". Mastozool. Beotrop. 16 (2): 499-503.publicação de acesso livre - leitura gratuita
  6. Duarte, J. M. B., and W. Jorge.. (2003). "Morphologic and cytogenetic description of the small red brocket (Mazama bororo Duarte, 1996) in Brazil". Mammalia 67 (3): 403-410. DOI:10.1515/mamm.2003.67.3.403.
  7. a b Vogliotti, A.. História natural de Mazama bororo (Artiodactyla; Cervidae) através da etnozoologia, monitoramento fotográfico e rádio-telemetria, 2004. 113 f. Dissertação de Mestrado - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo, Piracicaba, São Paulo, 2004.
  8. a b c Duarte, J.M.B.; Piovezan, U.; Zanetti, E.S.; Ramos, H.G.C.. In: Duarte, J.M.B.; Reis, M.L.. Plano de Ação Nacional para a Conservação dos Cervídeos Ameaçados de Extinção. Brasília: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, 2012. Capítulo: Espécies de Cervídeos Brasileiros com Preocupações de Conservação. , 27-77 pp.
Ícone de esboço Este artigo sobre artiodáctilos, integrado no Projeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.