McLaren F1

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
McLaren F1
1996 McLaren F1.jpg
Visão Geral
Produção 19931998
(106 unidades)
Fabricante McLaren Automotive
Modelo
Classe Esportivo
Supercarro
Carroceria Coupé 2 portas
Designer Gordon Murray
Ficha técnica
Motor BMW 6.1 V12 DOHC 48v de 627hp (636cv, F1 básico e F1 GT); 680hp (689cv, F1 LM)
Transmissão 6 Mudanças
Layout Motor Central; Tração traseira
Modelos relacionados
McLaren MP4-12C
Aston Martin Vanquish
Enzo Ferrari
Lamborghini Murciélago
Maserati MC12
Pagani Zonda
Ford GT
Dodge Viper
Saleen S7
Mercedes-Benz CLK GTR
Porsche Carrera GT
Bugatti Veyron
Dimensões
Comprimento 4,287 m
Entre-eixos 2,718 m
Largura 1,820 m
Altura 1,140 m
Peso 1.140 kg
Cronologia
Último
Último
McLaren P1
Próximo
Próximo


O McLaren F1 é um carro super desportivo, construído de 1993 até 1998. Por duas vezes bateu o recorde de veículo de rua mais rápido do mundo e com a chegada de mais esportivos e Supercarros,ele ficou em 10º carro mais rapido do mundo: de 386,7km/h. Tal recorde foi possível graças à sua aerodinâmica revolucionária, a sua leveza (chassis fabricado em fibra de carbono, material de alta resistência e leveza; motor em alumínio. Tais fatores, contribuem para que o carro pese "apenas" pouco mais que uma tonelada.) e ao seu motor incrivelmente bem ajustado. Também há um registo documentado em vídeo, do carro alcançando a absurda velocidade de 386,7 km/h, tendo como velocidade máxima no velocímetro, 400 km/h.

Em 2005 o seu recorde foi batido pelo sueco Koenigsegg CCR, que fez 395 km/h, e no mesmo ano o CCR foi batido pelo francês Bugatti Veyron com 407,5 km/h. Em 2007, houve nova batida de recorde pelo americano SSC Ultimate Aero, com 413 km/h. Em 2010, o recorde foi novamente batido, desta vez pelo Buggatti Veyron Super Sport, que alcançou 431 Km/h

Em 2014, o recorde foi novamente batido pelo Hennesey Venom GT, que alcançou 435,31 Km/h. E novamente o SSC Ultimate Aéro ganha a liderança do carro mais rápido do mundo com 444,4 k/h

História[editar | editar código-fonte]

Em 1989 a McLaren fundou a marca McLaren Cars. O Objetivo principal era fazer um super desportivo avançado que proporcionasse uma experiência única ao motorista. Então, em 1991, Gordon Murray começou a criar este carro. Para começar o seu desenho, foram feitos vários testes em túnel de vento para ver qual forma teria o melhor desempenho aerodinâmico. Também foram testados a posição e o tamanho do radiador, admissão, pressão aerodinâmica positiva, refrigeração dos freios, etc. Depois disso, Gordon decidiu desenhar o carro.

Características[editar | editar código-fonte]

Carroceria[editar | editar código-fonte]

O McLaren F1 pode ser usado como carro de passeio, e até a sua suspensão é macia. A sua carroceria é de um monocoque extremamente rígido e resistente, o que torna o carro muito veloz em rectas e capaz de fazer curvas como um monoposto de Fórmula 1.

O carro custava 1 milhão de libras no lançamento (hoje, por ser um ícone de esportividade, beleza e também por já não ser fabricado, o carro chega a custar £ 2 Milhões) mas, apesar do altíssimo preço a McLaren não obteve lucro. O seu preço de produção era muito alto, e pouquíssimas pessoas podiam comprá-lo. No final, a McLaren acabou vendendo menos do que esperava.

Apesar do design ser do inicio da década de 90, ainda passa a impressão de ser bastante actual. É sem dúvida um dos designs de desportivo e mais belos. As suas formas inspiram velocidade.

Interior[editar | editar código-fonte]

Interior do McLaren F1. Repare que o condutor fica no meio do carro.

Uma caracteristica deste carro é que o Mclaren ao contrario dos dois bancos que costumavam ter os carros "desta categoria", o Mclaren F1 tem 3 bancos onde o condutor ficava no meio e os 2 passageiros ao lado, ainda tem bagagem, e o condutor pode abrir as portas sem sair do banco, porem a entrada no carro é "um pouco complicada".

Motor[editar | editar código-fonte]

Gordon Murray queria que o motor tivesse 600mm de comprimento (com todos os equipamentos montados), não fosse turbinado, ou seja aspirado, pesasse até 240 kg e que produzisse mais de 558cv (550 hp).

Foram convidadas duas empresas para fabricar o motor: a Honda e a BMW. A Honda alegou que não tinha interesse no projeto; já a BMW, além de aceitar o desafio, superou as expectativas de Murray: ao invés dos 550 hp (558 cv) pedidos, o motor tinha 627 hp (636 cv).

O cofre do motor e parte do sistema de escape recebeu o revestimento de ouro puro 24 quilates. A aplicação do ouro, neste caso, não se deve a uma extravagância: esse material é um ótimo condutor térmico e arrefece com facilidade, algo necessário quando o motor é uma verdadeira bomba de força.

Versões[editar | editar código-fonte]

O McLaren F1 Também teve várias versões do qual estão listadas abaixo:

McLaren F1 GTR LM[editar | editar código-fonte]

McLaren F1 GTR

Versão criada apenas para corridas. Era menos potente, pois era acima do regulamento de sua categoria. Também teve uma versão com a traseira alongada. Tem um motor V12 6.1 DOHC das versões de rua, porém com 600hp (608cv). Ganhou por uma vez as 24 horas Le Mans e ficou em segundo e terceiro lugar.[carece de fontes?]

McLaren F1 Básico[editar | editar código-fonte]

Mclaren F1 basico Versão mais básica de todas, teve 64 unidades produzidas. Foi esta a versão que bateu duas vezes o recorde mundial de carro mais veloz do mundo. Tinha 627hp (636cv) de potência a 7500rpm, torque de 69,3kgfm a 5.600 rpm e chegava a 386,7 km/h.[carece de fontes?]

McLaren F1 LM[editar | editar código-fonte]

McLaren F1 LM
Visão Geral
Produção 1995
5 produzidos
Fabricante McLaren
Modelo
Designer Gordon Murray
Ficha técnica
Motor 6.1L V12
Transmissão caixa de seis velocidades
Dimensões
Comprimento 4.365 mm
Entre-eixos 2.718 mm
Largura 1.820 mm
Altura 1.120 mm
Peso 1.062 kg
Último
Último
Próximo
Próximo

O F1 LM é uma versão criada para comemorar as 24 horas de Le mans. Só 5 unidades dessa versão foram produzidas. Tinha 680hp (689cv). Mesmo assim era menos rapido do que o McLaren F1 original por causa da sua aerodinamica (spoilers e asa) que serviam para curvar mais rápido que o Mclaren f1 original. O carro pesava 1.062kg e tinha 680hp (689cv) á 7.800rpm com torque de 71,9 kgfm a 4500rpm e chegava a 362 km/h.[carece de fontes?]

McLaren F1 GT[editar | editar código-fonte]

O F1 GT teve apenas três unidades produzidas, com o mesmo motor do F1 basico, o V12 de 627hp (636cv) a 7500rpm com a velocidade máxima de 386,7 km/h. Seu peso total é de 1138 kg.[carece de fontes?]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]