Mean

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Mean"
Single de Taylor Swift
do álbum Speak Now
Lado B "The Story of Us"[1]
Lançamento Estados Unidos 14 de março de 2011
(veja abaixo o histórico de lançamento)
Formato(s) CD single, download digital
Gravação 2010
Gênero(s) Country pop, bluegrass
Duração 3:59
Gravadora(s) Big Machine Records
Composição Taylor Swift
Produção Nathan Chapman, Taylor Swift
Certificação(ões) Gold.png Ouro (RIAA)
Informações sobre o vídeo musical
Gravação abril de 2011
Director(es) Declan Whitebloom
Duração 4:04
Cronologia de singles de Taylor Swift
Último
Último
"Back to December"
(2010)
"The Story of Us"
(2011)
Próximo
Próximo
Lista de faixas de Speak Now
Último
Último
"Dear John"
(5)
"The Story of Us"
(7)
Próximo
Próximo
Amostra de áudio
informação do ficheiro · ajuda

"Mean" é uma canção do terceiro álbum de estúdio da cantora estadunidense Taylor Swift, intitulado Speak Now. Foi lançada como single promocional do álbum em 17 de outubro de 2010[2] [3] e, mais tarde, como seu terceiro single oficial, pela Big Machine Records.[4] [5] "Mean" contém elementos pesados ​​de violinos e banjos, e foi considerada a faixa mais "country" do álbum, tendo sido composta pela própria Swift e produzida por Nathan Chapman. De acordo com a cantora, sua letra foi feita para "se vingar" de seus críticos, que duvidam da qualidade de suas canções, assim como de sua habilidade para cantar.[6]

A canção recebeu, em geral, uma avaliação positiva dos críticos, que elogiaram sua letra e o country profundo. "Mean" obteve sucesso nas paradas dos Estados Unidos e do Canadá, alcançando o número onze da Billboard Hot 100[7] e o número dez da Canadian Hot 100.[8] Também venceu as duas indicações que concorria na 54° edição do Grammy Awards.

Composição[editar | editar código-fonte]

"Mean" tem três minutos e cinquenta e nove segundos[9] . É definida no compasso de tempo comum, e tem um ritmo moderado de 82 batimentos por minuto. De acordo com Theon Weber, do The Village Voice, a canção é "feita de palmas, um banjo amável e uma muiti-faixas da Taylor".[10] . Bill Lamb do about.com expressou que "Mean é uma das canções country mais abertamente de todas as gravações já feitas por Taylor Swift, com um banjo claro e liderando o caminho".[11] , e Matt Bjorke comentou que a canção é "a mais country da Taylor Swift, além de ser como uma 'casa baixa' extremamente, quase como um som bluegrass".[12] . A canção foi escrita numa chave de Mi maior e as vocais de Swift em uma extensão de duas oitavas do G ♯ 3 a C ♯ 5. Jon Caramaniaca do The New York Times observou a música para o seu "Som Rootsy", onde Swift canta.[13] . O coro tem sequencia de C # m / G # "mais de uma faixa bluegrass com influências acústicas diferente de tudo que ela ainda tinha gravado".

Liricamente, a canção fala de Swift abordando seus críticos em particular, que continuam questionando sua capacidade de cantar. Jill Serjeant da Billboard, escreveu que a canção parecia mirar nos críticos à atuação de Swift na edição de 2010 dos Prêmios Grammy, e em outros shows ao vivo na Fearless Tour.[14] . Ann Powers do Los Angeles Time também concordou que "Mean" era uma resposta aos críticos, principalmente nos trechos da música em que Swift diz: "Algum dia eu vou estar vivendo em uma cidade grande e velha", "E eu posso vê-lo daqui a alguns anos em um bar, Falando sobre um jogo de futebol."[15] [16] . Além de a canção refletir o problema do bullying, que é algo bem referente segundo Matt Bjorke da Roughstock, comentou: "É uma canção que realmente possa passar resposta para muitas pessoas, inclusive para aquelas que cometem bullying. É uma canção que realmente poderia fazer parte das campanhas anti-bullying nas escolas de todos os lugares". Já Bill Cordero do about.com disse que "a música pode facilmente servir como resposta para as pessoas que comentem o bullying".

Já a parte da música que diz: "Você com seus lados de comutação/E sua caminhada por mentiras e sua humilhação/Você, apontou os meus defeitos mais uma vez,/Como se eu já não os visse" ficou na quinta posição das dez melhores partes do Speak Now, segundo Leah Greenblatt do Entertainment Weekly.[17]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Em uma entrevista a E! News antes do lançamento do álbum Speak Now, Swift disse que Mean é uma resposta para as pessoas que a criticam constantemente o que ela faz[18] [19] . Swift também disse que a música ia percorrer pessoas de todas as idades e em diferentes situações. Ela continuou: "Isso [bullying] acontece, não importa o que você faz, não importa quantos anos você tem, não importa qual é o seu trabalho, haverá sempre alguém que te dirá algo. E lidar com isso é tudo o que você pode controlar, como você lida com isso. Esta canção é sobre como eu lido com isso"[20] . Em 2010, durante a programação especial de Ação de Graças da emissora NBC, Swift disse que a música era sobre um sentimento pequeno, e completou: "Há certas coisas que me fazem sentir melhor. Uma delas, é escrever canções, e a outra é ter pessoas ao meu redor que eu realmente amo. Algumas delas são a minha banda".

A canção foi lançada nos Estados Unidos como terceiro single oficial do álbum Speak Now em 14 de março de 2011.[21] . "Mean" foi cantada pela primeira vez na 46th Annual Academy of Country Music Awards em 3 de abril de 2011.[22] [23] [24] Em 30 de maio, Swift cantou a canção no The Ellen DeGeneres Show.[25] [26] [27]

Grammy[editar | editar código-fonte]

A canção ganhou as duas indicações que concorria na 54° edição do Grammy Awards, o de "Melhor Música Country"[28] e "Melhor Performace Country Solo"[28] [29] . Taylor também cantou "Mean" na premiação, com um visual rural.[30] [31] [32]

Videoclipe[editar | editar código-fonte]

Tema[editar | editar código-fonte]

O vídeo da música foi dirigido por Declan Whitebloom[33] e foi filmado durante dois dias em Los Angeles com o Orpheum Theatre servindo como plano de fundo.[34] O conceito do vídeo foi desenvolvido por Swift e Whitebloom, que elogiou o compromisso de Taylor e o envolvimento com a produção do vídeo.[35] [36] Em entrevista à MTV News, Whitebloom disse que "Mean" é muito pessoal para Taylor Swift, pois liricamente se trata de um crítico que foi um pouco duro demais com ela. No entanto, ele acrescentou que as pessoas podem se relacionar com sua imagem dizendo: "Todos nós temos histórias parecidas em nossa vida que atingiu semelhantes estímulos emocionais, e para abrir-lo e torná-lo mais amplo sobre os lotes de pessoas e situações, torna tudo mais acessível"[37] . Whitebloom descreveu o vídeo como vinhetas que apresentam cenas de várias situações e muito semelhante ao filme O Brother, Where Art Thou?[35] . Ele também afirmou que o vídeo foi inspirado no desempenho de Swift no 46th Annual Academy of Country Music Awards.[37] .

A atriz mirim Joey King é destaque no vídeo.[38] [39] [40] Antes do lançamento do vídeo, Jocelyn Vena da MTV "previu" que o vídeo de Mean seria uma "vídeo performace, em que [Swift] e sua banda iam se divertir às custas de alguém"[41] . O vídeo foi lançado na Country Music Television em 6 de maio de 2011 às 22:00 (03:00 UTC).

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Swift é amarrada ao trilho de um trem.

O videoclipe começa em um cenário de velho oeste, onde aparece a Taylor tocando com a sua banda. A letra da música, é uma resposta para as pessoas que fazem outras se sentirem mal. No video, é retratado o bullying[42] , com três personagens.

O primeiro desses personagens é um menino com uma revista de moda em um vestiário masculino, que passa a sofrer bullying praticado pelos jogadores do time de sua escola. O maior sonho dele é ser um estilista de moda. A segunda personagem é motivo de piada, principalmente pela fantasia que usa em seu emprego - seu sonho é ter dinheiro suficiente para entrar em uma faculdade. E a terceira é a atriz mirim Joey King[39] , do filme Ramona e Beezus, no vídeo as outras meninas não deixam ela sentar na mesa, pois usa um laço diferente no vestido.

Pela letra do clipe, podemos ver que a canção é um "meio de resposta" às pessoas que fazem outras sofrerem. Principalmente ao decorrer do clipe, onde o primeiro garoto se torna um estilista famoso, a segunda consegue o dinheiro necessário para entrar em uma faculdade, já a garota não aparece seu futuro, porém ela fica encantada vendo a Taylor e sua banda cantar na Broadway e fica fascinada. Em outra parte do clipe, Taylor segue fielmente a capa do single, e aparece ela nos trilhos de um trem amarrada. E pode ser vista essa cena várias vezes no decorrer do clipe, porém no fim ela consegue se soltar.[43]

Repercussão[editar | editar código-fonte]

Story Gilmore, do site americano Neon Limelight, disse que o clipe era "adorável",[44] e Amanda Lynne da Gather.com disse que não estava decepcionada com o vídeo e que estava do lado de Swift.[45] O The Huffington Post chamou o vídeo de "tão eficaz que coloca Swift ao lado de vira-latas e sonhadores"[46] . O Daily Mail elogiou o tema do vídeo, a auto-capacitação do clipe, escrevendo que, no vídeo, Swif "mostra como os jovens precisam se levantar em situações como essa na escola e se tornar bem sucedido mais tarde na vida"[47] . A mesma opinião foi dada por Jocelyn Vena da MTV que escreveu que o vídeo "é a mais recente entrada em uma avalanche de clipes de capacitação, o que temos visto em Firework da Katy Perry e Raise Your Glass da P!nk"[48] . Ashley Iasimone do Tasty of Country elogiou Swift no vídeo e a direção de arte do vídeo[49] . Jefferson Souza, em postagem no site da revista brasileira Capricho, elogiou o vídeo, principalmente pela autencidade da banda da Taylor e por contar histórias de outras pessoas.[50]

Numa perspectiva diferente, Kyle Anderson do Entertainment Weekly disse que a mensagem do videoclipe era confusa, escrevendo: "Ela está se igualando a um crítico profissional questionando sua habilidade para cantar"[51] . Donna Kaufman do iVillage também sentiu mensagens misturadas no vídeo, afirmando que "o vídeo não mostra Swift sendo intimidada (...) Em vez disso, ela é uma espécie de salvadora das crianças a fora, que estão todos os estereótipos rasos"[52] . Kyle Buchanan do The New York Times descreveu o vídeo como "o mais clichê, didático, auto-impressionado e cuidadosamente desrevalador" vídeo de Swift.[53] Drew Grant do salom.com sentiu que o vídeo tentou disseminar a mensagem de antiassédio moral de uma pessoa que nunca foi intimidado equiparando com um uma visão de conto de fadas malvado[54] . Sophie Schillaci do Zap2it notou que a falha do vídeo foi o pressuposto de que "as pessoas que cometem bullying vão apodrecer em sua cidade natal - Mas na vida real, há pessoas malvadas que são bem sucedidas"[55] . O videoclipe da canção foi indicado ao VMA 2011 na categoria de "Videoclipes com mensagens".[56]

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

"Mean" foi disponibilizado como download digital contendo simplesmente a canção como faixa.

Mean[57] [58]
N.º Título Compositor(es) Produtor(es) Duração
1. "Mean"   Taylor Swift Nathan Chapman, Taylor Swift 3:59
Duração total:
3:59

Desempenho comercial[editar | editar código-fonte]

"Mean" foi lançada como um single promocional de Speak Now em 19 de outubro de 2010, como parte da "Countdown to Speak Now", uma campanha exclusiva da iTunes Store[59] [60] . No seu lançamento como single promocional, estreou na segunda posição da parada Hot Digital Songs, com aproximadamente 163 mil downloads, o que levou à sua aparição na Billboard Hot 100 em 30 de outubro, onde ficou na décima primeira posição[61] [62] . Na semana seguinte, a canção caiu de posição.[63] . Em 6 de novembro de 2010, entrou na parada Hot Country Songs, estreando na quinquagésima quinta posição.[64] .

Em seu lançamento como single oficial, "Mean" voltou à Billboard Hot 100], na nonagésima posição.[65] . Também voltou à Hot Country Songs após, ficando na décima sétima posição.[66] . Na semana de 14 de maio de 2011, "Mean" saltou da décima segunda posição para a nona na Hot Country Songs, tornando-se na décima terceira canção consecutiva de Swift a figurar entre as dez primeiras da parada, fazendo dela uma das duas mulheres - a outra sendo Carrie Underwood - a ter treze canções consecutivas dentre as dez primeiras da parada. Posteriormente, a canção chegaria à segunda posição da parada.[67] [68] [69]

Antes do lançamento oficial como single, as vendas digitais tiveram bons índices nas paradas internacionais. No Canadá, entrou no Hot 100 canadense e chegou ao número dez[70] . "Mean" também teve uma aparição na parada de singles da Austrália, no número quarenta e cinco na semana de 7 de novembro de 2010[71] . Em 17 de maio, recebeu o certificado de disco de ouro pela RIAA por vender mais de 500 mil cópias.[72] .

Histórico de lançamento[editar | editar código-fonte]

País Data Formato Gravadora
 Canadá[77] 19 de outubro de 2011 Download digital Big Machine Records
 Estados Unidos[78]

Referências

  1. "Top Artist Finalists: Taylor Swift". Billboard. Página visitada em 21 de julho de 2011.
  2. Marques, Diego (19 de outubro de 2010). Ouça o novo single promocional de Taylor Swift, "Mean". Cifraclub News. Página visitada em 21 de julho de 2011.
  3. Ouça a nova música da Taylor Swift: "Mean" (em português). Vírgula (24 de outubro de 2010). Página visitada em 21 de julho de 2011.
  4. Faia, Amanda (PopLine). Taylor Swift anuncia "Mean" como novo single do álbum "Speak Now" (em português). 9 de março de 2011. Cópia arquivada em 09-07-2011.
  5. CMT (7 de março de 2011). Taylor Swift Releases "Mean" as Next Single (em inglês).
  6. Medeiros, Kavad (19 de outubro de 2010). Nova música de Taylor Swift é revelada, Mean. (em português). PopLine. Página visitada em 21 de julho de 2011.
  7. "Mean" na Billboard Hot 100.
  8. a b Billboard. "Mean" no Canadian Hot 100 (em inglês). Página visitada em 30 de junho de 2011.
  9. All Music. All Music - Speak Now Review. Página visitada em 01 de julho de 2011.
  10. Theon Weber. "The Iceberg Songs of Taylor Swift". The Village Voice. Página visitada em 01 de julho de 2011.
  11. Bill Lamb. [1] (em inglês). About.com. Página visitada em 01 de julho de 2011.
  12. Matt Bjorke. Taylor Swift - Speak Now. Roughstock. Página visitada em 01 de julho de 2011.
  13. Jon Caramanica. Taylor Swift Is Angry, Darn It (em inglês). The New York Times. Página visitada em 01 de julho de 2011.
  14. "Taylor Swift Sings Revenge; John Mayer Among Targets?" (em inglês). 20 de outubro de 2010 (Billboard).
  15. Letra da música traduzida em português. Página visitada em 02 de julho de 2011.
  16. Ann Powers (Los Angeles Times). "Taylor Swift: What it means to be 'Mean'". 19 de dezembro de 2010.
  17. Leah Greenblett (Entertainment Weekly.). "Taylor Swift's 'Speak Now': The 10 best lines from her new album" (em inglês). 19 de dezembro de 2010.
  18. EW.com (em inglês). Taylor Swift fala sobre críticos. Página visitada em 28 de junho de 2011.
  19. CMT.com (em inglês). Taylor Swift fala sobre o álbum "Speak Now". Página visitada em 28 de junho de 2011.
  20. E! (em inglês). Taylor Swift fala sobre bullying. Página visitada em 28 de junho de 2011.
  21. "R&R :: Going For Adds :: CHR/Country". 16 de abril de 2011. Página visitada em 01 de julho de 2011.
  22. Eggenberger, Nicole. "Watch Taylor Swift Perform ‘Mean’ at Academy of Country Music Awards!". 4 de abril de 2011.
  23. Taylor Swift faz performace de Mean no ACM (em português). 3 de abril de 2011 (PopLine).
  24. Capricho. Taylor Swift arrasa no Country Music Awards e canta “Mean” ao vivo (em português). 4 de abril de 2011.
  25. Ellen DeGeneres.. "Taylor Swift Performs 'Mean'" (em inglês). 30 de maio de 2011.
  26. rnbjunk.com. Taylor Swift canta Mean da Ellen DeGeneres (em italiano).
  27. Capricho. Taylor Swift faz apresentação superfofa de “Mean”. (em português).
  28. a b Nominees And Winners - Grammy.com (em inglês) (Grammy). Página visitada em 15 de fevereiro de 2012.
  29. Faia, Amanda (PopLine). Grammy 2012: Adele, Bruno Mars, Lady GaGa e Rihanna estão entre os indicados. 1 de dezembro de 2011. Página visitada em 15 de fevereiro de 2012.
  30. Grammy 2012: Com visual rural, Taylor Swift apresenta seu single "Mean". 13 de fevereiro de 2012 (PopLine). Página visitada em 15 de fevereiro de 2012.
  31. Rocha, Felipe. 54ª edição do Grammy acontece neste domingo (12); Adele é a grande favorita. 12 de fevereiro de 2012. Página visitada em 15 de fevereiro de 2012.
  32. Vídeo da performace (Dailymotion). Página visitada em 15 de fevereiro de 2012.
  33. Vena, Jocelyn (MTV). "Taylor Swift's 'Mean' Video Aims To Empower Fans. Singer plays up anti-bullying message in her video." (em inglês). 6 de maio de 2011.
  34. MTV. "Taylor Swift's "Mean" Video Debuts Friday" (em inglês). 4 de maio de 2011.
  35. a b Bonaguro, Alison (CMT Viacom). "OFFSTAGE: Taylor Swift Isn't "Mean" at All, Director Says" (em inglês). 6 de maio de 2011.
  36. Faia, Amanda (PopLine). Diretor elogia Taylor Swift (em português). 10 de maio de 2011.
  37. a b Vena, Jocelyn (Viacom). "Taylor Swift's 'Mean' Director Calls Her 'Timeless'" (em inglês). 9 de maio de 2011.
  38. Joey-king.net. "Taylor Swift music video". 7 de maio de 2011.
  39. a b IG. Joey King participa de clipe da Taylor Swift. 10 de maio de 2011. Página visitada em 30 de junho de 2011.
  40. Sinclair, Jessica (Long Island Press). "Taylor Swift Mean : Mean Video" (em inglês). 8 de maio de 2011.
  41. Vena, Jocelyn (MTV). "What Would Taylor Swift's 'Mean' Video Look Like?" (em inglês). 4 de maio de 2011.
  42. Redação Loveteen (9 de maio de 2011). Taylor Swift fala de bullying e sonhos em seu novo clipe, ‘Mean’ (em inglês). Loveteen. Página visitada em 21 de julho de 2011.
  43. Amanda Faia (8 de maio de 2011). Taylor Swift lança clipe para "Mean";. PortalPOPLine. popline.mtv.uol.com.br. Página visitada em 21 de julho de 2011.
  44. Gilmore, Story (neonlimelight.com.). "New Video: Taylor Swift Escapes Small Town Life In “Mean”. 7 de maio de 2011. Página visitada em lingua=inglês.
  45. Lynne, Amanda (Gather.com). "Taylor Swift Releases Video for 'Mean'" (em inglês). 7 de maio de 2011.
  46. The Huffington Post. AOL.. "Taylor Swift 'Mean' Music Video: Singer Takes On Critics, Bullies (VIDEO)" (em inglês). 9 de maio de 2011.
  47. Daily Mail. Associated Newspapers. "Taylor Swift releases new single "Mean" to empower fans who are being bullied". 8 de maio de 2011.
  48. Vena, Jocelyn (MTV). "Taylor Swift's 'Mean' Video Aims To Empower Fans" (em inglês). 6 de maio de 2011.
  49. Iasimone, Ashley (tasteofcountry.com.). "Taylor Swift Braves the Bullies in Beautiful New ‘Mean’ Video". 6 de maio de 2011.
  50. Jefferson Souza (7 de maio de 2011). Toda linda, Taylor Swift arrasa demais no clipe de “Mean”. Assista! (em inglês). Blogs Capricho: Play. capricho.abril.com.br/blogs/play. Página visitada em 21 de julho de 2011.
  51. Anderson, Kyle (Entertainment Weekly.Time.). "Taylor Swift battles bullies, critics, and silent movie villains in new 'Mean' video: Watch it here" (em inglês). 9 de maio de 2011.
  52. Kaufman, Donn (IVillage). "WATCH: Taylor Swift's "Mean" Video Creates Controversy" (em inglês). 9 de maio de 2011.
  53. Buchanan, Kyle (em inglês). 9 de maio de 2011.
  54. Grant, Drew (salon.com). "Taylor Swift's "Mean" doesn't equate to "It Gets Better"" (em inglês). 9 de maio de 2011.
  55. Schillaci, Sophie (Zap2it.). "Taylor Swift's 'Mean' video: A deserving message gone wrong". 9 de maio de 2011.
  56. Faia, Amanda (PopLine). Videoclipes com mensagens terão categoria especial no VMA 2011 (em português). 4 de agosto de 2011. Página visitada em 5 de agosto de 2011.
  57. "Mean Package".
  58. "Mean - Single".
  59. "Taylor Swift Countdown to Speak Now" (em inglês). iTunes Store. Apple Inc.. Página visitada em 21 de julho de 2011.
  60. "SPEAK NOW 3-WEEK ITUNES COUNTDOWN!" (em inglês). Taylor Swift.com (27 de setembro de 2010). Página visitada em 21 de julho de 2011.
  61. "Far*East Holds on Hot 100, Swift Makes Another Top Debut". Billboard. Página visitada em 21 de julho de 2011.
  62. Faia, Amanda (PopLine). Taylor Swift anuncia "Mean" como novo single do álbum "Speak Now" (em português). 9 de março de 2011. Página visitada em 21 de julho de 2011.
  63. "Taylor Swift - Mean - Music Charts". aCharts.us. Página visitada em 21 de julho de 2011.
  64. Morris, Edward (6 de novembro de 2010). "Taylor Swift's Speak Now Speaks Loud as Week's Best-Selling CD" (em inglês). CMT.com. Página visitada em 21 de julho de 2011.
  65. Billboard. Semana de 9 de abril de 2011, na Billboard Hot 100 (em inglês).
  66. "Hot Country Songs Chart Week of March 26, 2011".
  67. "Weekly Chart Notes: Taylor Swift, Adele, Richard Marx" (em inglês). Billboard (11 de maio de 2011). Página visitada em 21 de julho de 2011.
  68. "Advertisement Taylor Swift, Carrie Underwood Make Chart History" (em inglês). WTMA. Página visitada em 21 de julho de 2011.
  69. "Taylor Swift: Country Music Legend" (em inglês). Oh No They Didn't (6 de maio de 2011). Página visitada em 21 de julho de 2011.
  70. Billboard (1 de novembro de 2010). "Canadian Hot 100: Week of November 6, 2010 (Biggest Jump)" (em inglês). Billboard. Página visitada em 21 de julho de 2011.
  71. "Australian-charts.com - Taylor Swift - Mean" (em inglês). Hung Medien (19 de dezembro de 2010). Página visitada em 21 de julho de 2011.
  72. RIAA - Recording Industry Association of America. Recording Industry Association of America. Página visitada em 21 de julho de 2011.
  73. "Australian-charts.com - Taylor Swift - Mean". Hung Medien. Página visitada em 19 de dezembro de 2010.
  74. Histórico de Taylor Swift. Billboard. Página visitada em 21 de julho de 2011.
  75. CMT.com.. Morris, Edward. 6 de novembro de 2011. Página visitada em 19 de dezembro de 2010.
  76. RIAA. "Mean" certificado ouro (em inglês). Página visitada em 30 de junho de 2011.
  77. "Taylor Swift - Mean - Single" (iTunes Store. Apple Inc.). Título não preenchido, favor adicionar. Página visitada em 28 de janeiro de 2012.
  78. "Taylor Swift - Mean - Single" (iTunes Store. Apple Inc.). Título não preenchido, favor adicionar. Página visitada em 28 de janeiro de 2012.