Mecoptera

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaMecoptera
Panorpa communis V.jpg

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Superordem: Endopterygota
Ordem: Mecoptera
Hyatt & Arms, 1891
Famílias[1]

Os mecópteros (Mecoptera, do grego meco = longo; ptera = asa) é uma ordem de insectos com cerca de 555 espécies agrupadas em nove famílias distribuídas por todo o mundo. Os membros desta ordem são por vezes chamados moscas-escorpião a partir da maior família, a Panorpidae, em que os machos tem genitais aumentados que são semelhantes ao ferrão de um escorpião.

Enquanto mecópteros modernos são esmagadoramente predadores ou consumidores de organismos mortos, os primeiros podem ter desempenhado um papel importante antes da evolução de outros insetos na polinização de gimnospermas extintas.[2] [3]

Anatomia e biologia[editar | editar código-fonte]

Mecópteros são de pequeno e médio porte com insetos magros e de corpo alongado. Eles têm peças bucais relativamente simples, com mandíbulas longas e palpos carnudos, que se assemelham aos das moscas verdadeiras mais primitivas. Como muitos outros insetos, que possuem olhos compostos sobre os lados de suas cabeças, e três ocelos nas topos. A maioria dos mecópteros se alimentam de vegetação em ambientes úmidos; em climas mais quentes, eles podem, portanto, estarem ativos somente por curtos períodos do ano.[4]

Ecologia[editar | editar código-fonte]

Provas de DNA indicam que pulgas, são em vez disso tradicionalmente consideradas uma ordem separada (Siphonaptera), em vez disso são altamente especializadas Mecópteros.[5] Algumas evidências morfológicas existes ao agrupamento de Siphonaptera e Mecoptera Boreidae. Duas sinapomorfias são a produção de resilina, um tipo muito flexível e elástico de cutícula, e uma reversão para ovaríolos panpísticos. Se agrupados com as pulgas, Mecópteros teriam cerca de 3000 espécies conhecidas.

Um macho alimentando-se de uma mosca-das-flores

São normalmente encontrados em vegetação seca, densa, sombreada, chuvosa e úmida.

Referências

  1. Byers, G. W. and Thornhill, R. 1983. Biology of he Mecoptera. Annual review of Entomology. 28: 203-228
  2. Ollerton J. Coulthard E. (2009). Evolution of Animal Pollination. Science, 326: 808-809. doi:10.1126/science.1181154
  3. Ren D, Labandeira CC, Santiago-Blay JA, Rasnitsyn A, Shih CK, Bashkuev A, Logan MA, Hotton CL, Dilcher D. (2009). Probable Pollination Mode Before Angiosperms: Eurasian, Long-Proboscid Scorpionflies. Science, 326 (5954), 840-847. doi:10.1126/science.1178338
  4. Hoell, H.V., Doyen, J.T. & Purcell, A.H.. Introduction to Insect Biology and Diversity, 2nd ed. (em ). [S.l.]: Oxford University Press, 1998. p. 488–491. ISBN 0-19-510033-6.
  5. Whiting, Michael F.. (2002). "Mecoptera is paraphyletic: multiple genes and phylogeny of Mecoptera and Siphonaptera" (em inglês). Zoologica Scripta 31 (1): 93–104. DOI:10.1046/j.0300-3256.2001.00095.x. Visitado em 02 de fevereiro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Mecoptera
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Mecoptera
Ícone de esboço Este artigo sobre insetos, integrado no Projeto Artrópodes é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.