Mehmed Talat

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mehmet Talat

Mehmed Talat (em turco otomano: طلعت محمد, turco: Mehmet Talât) (1874-1921), também conhecido como Talat Paxá ou Talat Paşa (turco otomano: طلعت پاشا), foi um dos líderes do Comitê de União e Progresso que controlava o Império Otomano durante a Primeira Guerra Mundial[1] . Sua carreira na política otomana começou quando tornou-se deputado de Edirne em 1908, então ministro do Interior, e finalmente em 1917 grão-vizir.[1] Ele fugiu do império com Enver Paşa e Cemal Paşa, em 1918, e foi assassinado em Berlim em 1921 por Soghomon Tehlirian, um sobrevivente do Genocídio Armênio.[1]

Mehmed Talat, quando ministro do Interior, ordenou em 24 de abril de 1915, a prisão de líderes armênios em Constantinopla, e solicitou a Lei Tehcir de Maio de 1915 que iniciou o Genocídio [2] [3] [4] da população armênia do Império Otomano. .[5] [6] [7] [8] [9] [10] [11]

Referências

  1. a b c Sylvia Kedourie, S Tanvir Wasti (1996) Turkey: Identity, Democracy, Politics. ISBN 0714647187 page 96
  2. Akcam, Taner, A Shameful Act, (Holt & Co.:New York, 2006),165, 186-187.
  3. Ussher, Clarence, An American Physician in Turkey, (Boston: Houghton Mifflin Co.,1917),244.
  4. Hartunian, Abraham H.,Neither to Laugh nor to Weep,(Boston: Beacon Press, 1968), 62.
  5. http://web.archive.org/web/20060416082159/http://www.genocidewatch.org/TurkishPMIAGSOpenLetterreArmenia6-13-05.htm
  6. http://www.genocidescholars.org/images/Resolution_on_genocides_committed_by_the_Ottoman_Empire.pdf
  7. http://www.genocidescholars.org/images/IAGS_Resolution_1997_on_the_Armenian_Genocide.pdf
  8. Ferguson, Niall. The War of the World: Twentieth-Century Conflict and the Descent of the West. New York: Penguin Press, 2006 p. 177 ISBN 1-5942-0100-5
  9. Kiernan, Ben, Blood and Soil:Genocide and Extermination in World History from Carthage to Darfur,(Yale University Press, 2007), 414.
  10. Rosenbaum, Alan S., Is the Holocaust Unique?, (Westview Press, 2001), 122-123.
  11. Naimark, Norman, Fires of hatred, (Harvard University Press, 2001), 57.