Meia Hora (Brasil)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Dezembro de 2008).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Emblem-scales.svg
A neutralidade desse artigo (ou seção) foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.
Meia Hora de Notícias
Periodicidade diário
Formato Tabloide
Fundador(es) Chagas Freitas
Presidente Maria Alexandra Vasconcellos
Diretor José Mascarenhas
Editor Humberto Tziolas
Fundação 2004
Slogan É Pra Ler e Curtir!
Sede Rio de Janeiro
Circulação Rio de Janeiro
Página oficial www.meiahora.com

Meia Hora de Notícias é um jornal do Rio de Janeiro, ligado ao grupo O Dia. Trata-se de um tabloide popular de preço baixo (R$ 0,70). Tem de 32 a 44 páginas, é matutino e tem como objetivo ser de fácil compreensão. É destinado as classes C e D, em virtude das notícias locais e da linguagem popular empregada. Apresentou-se inicialmente como opção mais barata e prática ao Extra mas acabou criando um novo público, a que se seguiram concorrentes como o Expresso, ligado às Organizações Globo. Grande parte do noticiário é retirado de O Dia.

A proposta é publicar noticias sobre cidades, polícia, esportes, utilidades públicas, oportunidades , entretenimento , classificados e lazer em textos curtos e numa linguagem repleta de gírias e erros. Suas editorias são Serviço, Geral, Voz do Povo, Polícia, Esporte, Saúde, De tudo um pouco, Tecnologia e Mundo. Algumas páginas são destinadas à vida de celebridades e outras são dedicadas ao Jornal da FM O Dia, contendo testes de conhecimentos sobre assuntos diversos, piadas, promoções, programações de rádio e agenda. Além de cadernos de veículos,imoveis, negócios, empregos dentre outros fora as paginas reservadas aos classificados.

Seus slogans: "Nunca foi tão fácil ler jornal" e "Se tempo é dinheiro, meia hora é só R$ 0,70". o periódico tem como público um segmento, identificado em pesquisa, que não tem recursos e/ou tempo disponível para ler jornal.

Este tabloide é muito criticado pelos leitores de jornais mais tradicionais sempre tendo crítica por seu conteúdo, geralmente mais popular, e por sua linguagem, que abusa de gírias e de um português bastante coloquial.

O tabloide alcançou uma faixa grande da população principalmente pela iniciativa de colocar no trem vendedores autônomos que, com o colete da empresa, anunciam a venda do produto. A forte quantidade de propaganda nos meios de transporte é outro motivo da popularidade, em ônibus, estações e nos trens pode-se ver a propaganda e os slogans do jornal. A música vinculada nas estações sobre o jornal sempre tem ritmos populares, ampliando sua identificação com as classes populares. Tem tiragem média nos dias de semana de 230 mil exemplares,[1] o que o torna o terceiro, jornal mais lido do estado—atrás, respectivamente, d’O Globo e do Extra— e o 6º do país.O Meia Hora chegou a ter uma versão exclusiva para São Paulo entre os anos de 2010 e 2011 mas não repetiu o mesmo sucesso da versão original carioca e foi retirado de circulação. Em 2013 foi eleito o Jornal Mas Lido do Rio

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre meios de comunicação ou jornalismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Grupo O Dia

O Dia | FM O Dia | Meia Hora | TV O Dia |Marca Campeão