Meio-tom

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Uma tela de meio-tom e o modo aproximado como o cérebro humano percebe a variação de densidade dos pontos.

Meio-tom é um método de impressão de imagens (que naturalmente têm uma escala contínua de tons) usando um pouco de tinta para cada cor, variando somente o tamanho e/ou densidade de pontos de tinta ou toner.[1] O meio-tom causa uma ilusão de óptica provocada pelo contraste entre o tom da tinta e o tom do fundo do papel. O efeito tem seus limites, e quando os pontos (ou espaços negativos) ficam muito pequenos ou muito espaçados, a ilusão fica menos perceptível e o cérebro pode começar a perceber pontos individuais de novo. Um meio-tom, então, é basicamente uma reprodução para impressão de uma imagem de tom contínuo. A reprodução simula a ilusão de tom contínuo reproduzindo seus muitos pontos num tamanho não facilmente perceptível por quem observa. Estes pontos são geralmente impressos num tamanho pouco abaixo da acuidade visual de um observador olhando de uma distância comum. Essa ilusão de óptica é importante porque compensa a inabilidade das impressões e tintas para criar escalas de tons que vão do sólido (geralmente black) ao tom de um papel sem tinta (geralmente branco).[2]

Telas de Meio-tom[editar | editar código-fonte]

O padrão de pontos que é usado para representar uma sombra específica é chamado de tela de meio-tom.

Resoluções Típicas de Meio-tom
Tela de Impressão 45-65 lpi
Impressão a Laser (300dpi) 65 lpi
Impressão a Laser (600dpi) 85-105 lpi
Impressão Offset (papel jornal) 85 lpi
Impressão Offset (coated paper) 85-185 lpi
Fotografia em meio-tom preto e branco com pontos redondos numa tela de 45°
Mesma fotografia em cores, em meio-tom CMYK

Resolução de telas de meio-tom[editar | editar código-fonte]

A resolução de uma tela de meio-tom é medida em linhas por polegada (lpi). Isto é o número de linhas de pontos em uma polegada, paralela ao ângulo da tela. Conhecida como screen ruling, a resolução de uma tela é escrita com o sufixo lli (exemplo: 150lpi).

Quanto maior a resolução, maior o detalhe que ela consegue reproduzir. Porém, quando a resolução é mais alta, é necessário um processo de impressão melhor. Por isso a resolução da tela deve estar de acordo com o processo de impressão escolhido.

Telas múltiplas e meio-tom em cores[editar | editar código-fonte]

Quando telas diferentes se encontram, uma série de efeitos visuais pode ocorrer, incluindo as bordas ligeiramente maiores, assim como o padrão moiré. Esse problema pode ser minimizado rotacionando as telas uma em relação à outra. Esse ângulo de tela é outra medida usada em impressão, medida em graus no sentido horário de uma linha correndo para a esquerda (9 horas é 0º).

Meio-tom é também muito usado para imprimir imagens em cores. O princípio é o mesmo, variando a densidade das 4 cores primárias, ciano, magenta, amarelo e preto (CMYK), qualquer tonalidade de cor pode ser reproduzida.

Neste caso há um problema adicional que pode ocorrer. As cores devem ficar fisicamente próximas umas das outras para enganar os olhos e parecer que é uma única cor. Para isso a indústria estabeleceu um conjunto de ângulos conhecidos, assim os pontos formam círculos ou rosetas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Enciclopédia Britannica. halftone process.
  2. Kalker, Ton; Cox, Ingemar J.; M. Ro, Yong. Digital Watermarking: Second International Workshop, IWDW 2003, Seoul, Korea, October 20-22, 2003, Revised Papers, Volume 2 (em <código de língua não-reconhecido>). Berlim: Springer Science & Business Media, 2004. p. 201. ISBN 354021061X.