Meio-Norte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Meio norte)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Sub-regiões do Nordeste: 1 Meio-norte,
2 Sertão, 3 Agreste e 4 Zona da Mata

O Meio Norte é uma das sub-regiões do Nordeste do Brasil. Possui duas das nove capitais da região, São Luís e Teresina, e duas importantes cidades no interior, Parnaíba, no Piauí, e Imperatriz no Maranhão. Latitudinalmente o Meio-Norte pode ser subdividido em setentrional e meridional, e longitudinalmente em leste e centro-oeste, sendo o leste ocupado pelo Piauí ocidental, e o centro-oeste pelo estado maranhense.

Características[editar | editar código-fonte]

O Meio-Norte é uma faixa de transição entre a Amazônia e o Cerrado, e é também conhecida como Mata dos Cocais devido às palmeiras de babaçu e carnaúba encontradas na região. No litoral chove cerca de 2 000 mm anuais, indo mais para o leste e/ou para o interior esse número cai para 1 500 mm anuais, e no sul do Piauí, uma região mais parecida com o sertão, chove, em média, 700 mm por ano.

Economia[editar | editar código-fonte]

Teresina, a capital do Piauí, é considerada a capital do meio-norte, pelo seu grande e crescente desenvolvimento e pela sua localização estratégica que abrange vasta área de influência.

O avanço da agricultura nesta zona geográfica ocorre sobretudo com a soja, mas também com arroz, milho e algodão. A produção de soja, de algodão e de milho concentra-se no sul desta sub-região, que faz parte do cerrado nordestino. No Piauí, o estado mais promissor no agronegócio, destacam-se as cidades de Uruçuí, Bom Jesus e Ribeiro Gonçalves. No Maranhão, o desenvolvimento é facilitado pelas excelentes condições de logística da região para exportação. Desde 1992, quando começou a funcionar o Corredor de Exportação Norte, toda a produção agrícola do sul do Maranhão passou a escoar para o Porto de Ponta da Madeira, em São Luís, por um longo trecho de estrada de ferro operado pela Vale. O cultivo nessa área é realizado em fazendas altamente mecanizadas, com os melhores índices de produtividade agrícola por hectare no Brasil. Tem ainda como benefício a menor distância em relação ao mercado europeu. Na Pecuária, vale destacar a criação de bovinos no Piauí, em áreas de cerrado.

Devido ao seu clima, apresenta também uma vegetação típica, formada por palmeiras de babaçu e coqueiros de carnaúba (a Mata dos Cocais) mais ao leste e interior do Maranhão e oeste do Piauí, porém na região oeste do Maranhão já não há mais Mata dos Cocais e sim Floresta Amazônica com áreas de transição entre a Mata dos Cocais e o Bioma Amazônico na região a leste do Rio Pindaré, no Maranhão.

Já a indústria é mais forte e diversificada na Grande Teresina e em São Luís.

Referências

  1. Estimativa Populacional 2013 (PDF) Censo Populacional 2013. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1º de julho de 2013). Página visitada em 31 de janeiro de 2014.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Observatório de Geografia(território brasileiro) - Araújo,Regina/da Silva, Sandra Corrêa/Guimarães, Raul Borges - 1ª edição/ editora Moderna.2009
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.