Melaleuca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaMelaleuca
Melaleuca lanceolata

Melaleuca lanceolata
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Myrtales
Família: Myrtaceae
Género: Melaleuca
L., 1767
Espécies
200+ espécies
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Melaleuca

Melaleuca é um género botânico pertencente à família Myrtaceae.

A Melaleuca alternifolia nativa da Austrália é também conhecida como árvore-Ti, Tea Tree, ou Árvore-do-chá.

Árvore-do-Chá é um arbusto pertencente ao género Melaleuca, também conhecido como "mirto-de-mel", os quais incluem as espécies M. alternifolia e M. leucadrendron. Ambas as variedades são utilizadas na medicina, apesar do seu nome, não têm qualquer relação com o que comummente conhecemos como chá.

História e origens[editar | editar código-fonte]

Cultivam-se principalmente na Austrália, onde são muito apreciadas pelas suas propriedades. Da árvore-do-chá extrai-se um óleo muito aromático e antisséptico, que se comercializa de diferentes formas, sobretudo como loção para primeiras curas. O óleo da Melaleuca alternifolia é muito eficaz como agente antibacteriano e antifúngico e como estimulador das defesas do organismo. [1] As suas aplicação são tão variadas que tanto se usa para eliminar verrugas como em casos de candidíase vaginal. As propriedades do óleo Malaleuca leucadrendron são similares, mas é mais estimulante do que o do Melaleuca alternifolia e tem um aroma canforado, pelo que se costuma utilizar como vermífugo e analgésico, para aliviar espasmos, doenças respiratórias e é especialmente útil em casos de dores de dentes. Embora os aborígenes australianos o utilizassem desde tempos remotos, oficialmente só foi registado na década de 1920, quanto as análises efetuadas revelam enorme eficácia deste óleo. Durante a Segunda Guerra Mundial, os soldados australianos usavam-no como desinfetante.

Uso[editar | editar código-fonte]

Medicinal[editar | editar código-fonte]

A Melaleuca alternifolia é usada para aliviar os sintomas proprios do pé-de-atleta e para eliminar verrugas, úlceras, acne, eritemas solares, piolhos e candidíase vaginal. A Melaleuca leucadrendron é recomendável em casos de sinusite, bronquite, infeções estomacais, lombrigas, reumatismo, nevralgias, contracções musculares, gota e diversas infeções cutâneas. O óleo da Melaleuca cajuputi usado como analgésico e anti-séptico, como da M. leucadrendron.

Cosmética[editar | editar código-fonte]

Utilizar diluído em água para uma eficaz limpeza cutânea e para tratar as borbulhas. O óleo da M. alternifolia é útil na elaboração de cremes para mãos e o corpo.

Caseiro[editar | editar código-fonte]

O óleo do M. leucadrendron é um potente inseticida, sendo utilizado igualmente no fabrico de detergentes. Também se usa na pastelaria como potenciador de sabor.

Atenção[editar | editar código-fonte]

Não se deve ingerir durante a gestação e recomenda uma utilização equilibrada, não exagere pois algumas determinadas plantas contém sempre teor de intoxicação.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • COSTA, Cássio - Segredos das Fontes Verdes
  • Planeta DeAgostini - Segredos das Plantas

Referências

  1. AZAMBUJA, W. Óleos Essenciais. Disponível em: <http://www.oleosessenciais.org/>. Acesso em 12 mar. 2013.
Ícone de esboço Este artigo sobre rosídeas, integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.