Melito de Sardes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
São Melito de Sardes
Um dos Papiros de Chester Beatty com um trecho de uma homilia de Melito de Sardes
Bispo de Sardes, Apologista
Morte 180 dC
Veneração por Igreja Católica
Igreja Ortodoxa
Igreja Católica Oriental
Festa litúrgica 1 de abril
Gloriole.svg Portal dos Santos

Melito de Sardes, também Melito, o Eunuco, (m. ca. 180 dC) foi o bispo de Sardes, uma cidade perto de Esmirna, na Anatólia ocidental; e uma grande autoridade na igreja primitiva.[1] Sua lista de livros do Antigo Testamento é uma das mais antigas conhecidas.

Peri Pascha[editar | editar código-fonte]

Fora uma homilia, Peri Pascha (Sobre o Pessach) no Papiro de Bodmer, apenas fragmentos de seus trabalhos sobreviveram. Melito foi um escritor do cristianismo primitivo muito prolífico, a julgar pelas listas de obras preservadas por Eusébio e Jerônimo.[2] Ele escreveu também uma celebrada apologia pelo Cristianismo, que foi enviada ao imperador Marco Aurélio[2] .

Cânon de Melito[editar | editar código-fonte]

Melito nos proveu com o que é possivelmente o mais antigo cânon cristão do Antigo Testamento conhecido, tendo viajado por toda a Palestina (e provavelmente à famosa biblioteca de Cesareia Marítima) tentando obter informações sobre este assunto.[3]

O cânon de Melito era este:

De Moisés, cinco livros: Gênesis, Êxodo, Números, Levítico e Deuteronômio; Josué (filho de Nun), Juízes, Rute; de Reis, quatro livros; de Crônicas, dois; de Salmos de Davi, de Provérbios de Salomão (Sabedoria) também, Eclesiastes, Cântico dos Cânticos, Jó; de profetas: Isaías, Jeremias; dos doze profetas menores, um livro; Daniel, Ezequiel e Esdras.
 
História Eclesiástica, Melito, citado por Eusébio[3]

Morte e legado[editar | editar código-fonte]

Uma carta de Polícrates de Éfeso ao Papa Vítor I, mencionada por Eusébio, indica que "Melito, o Eunuco" foi enterrado em Sardes.[4]

A reputação de Melito como escritor permaneceu forte durante a idade média: diversas obras foram pseudefigraficamente atribuídas a ele.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Wikisource-logo.svg "St. Melito" na edição de 1913 da Catholic Encyclopedia (em inglês)., uma publicação agora em domínio público.
  2. a b Wikisource-logo.svg "De Viris Illustribus - Melito the bishop", em inglês.
  3. a b Eusébio de Cesareia. História Eclesiástica: Melito and the Circumstances which he records. (em inglês). [S.l.: s.n.]. Capítulo: 26. , vol. IV.
  4. Eusébio de Cesareia. História Eclesiástica: The Disagreement in Asia. (em inglês). [S.l.: s.n.]. Capítulo: 24. , vol. V.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Hansen, Adolf, and Melito. 1990. The "Sitz im Leben" of the paschal homily of Melito of Sardis with special reference to the paschal festival in early Christianity. Thesis (Ph. D.)--Northwestern University, 1968.
  • Melito, and Bernhard Lohse. 1958. Die Passa-Homilie des Bischofs Meliton von Sardes. Textus minores, 24. Leiden: E.J. Brill.[1]
  • Melito, J. B. Pitra, and Pier Giorgio Di Domenico. 2001. Clavis Scripturae. Visibile parlare, 4. Città del Vaticano: Libreria editrice vaticana. [2]
  • Melito, J. B. Pitra, and Jean Pierre Laurant. 1988. Symbolisme et Ecriture: le cardinal Pitra et la "Clef" de Méliton de Sardes. Paris: Editions du Cerf. [3]
  • Melito, and Josef Blank. 1963. Vom Passa: die älteste christliche Osterpredigt. Sophia, Quellen östlicher Theologie, Bd. 3. Freiburg im Breisgau: Lambertus-Verlag. [4]
  • Melito, and Othmar Perler. 1966. Sur la Pâque et fragments. Sources Chrétiennes, 123. Paris: Éditions du Cerf. [5]
  • Melito, and Richard C. White. 1976. Sermon "On the Passover.". Lexington Theological Seminary Library. Occasional studies. Lexington, Ky: Lexington Theological Seminary Library. [6]
  • Melito, and Stuart George Hall. 1979. On Pascha and fragments. Oxford early Christian texts. Oxford: Clarendon Press. [7]
  • Waal, C. van der, and Melito. 1973. Het Pascha der verlossing: de schriftverklaring in de homilie van Melito als weerspiegeling van de confrontatie tussen kerk en synagoge. Thesis—Universiteit van Suid-Afrika. [8]
  • Waal, C. van der, and Melito. 1979. Het Pascha van onze verlossing: de Schriftverklaring in de paaspreek van Melito van Sardes als weerspiegeling van de confrontatie tussen kerk en synagoge in de tweede eeuw. Johannesburg: De Jong. [9]