Mesas girantes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Salão parisiense com as "mesas girantes" (revista "L'Illustration", 1853).

As chamadas mesas girantes (em Portugal, mesas falantes) protagonistas da chamada dança das mesas, foram fenômenos aos quais alegava-se natureza mediúnica, amplamente difundido na Europa e nos Estados Unidos, a partir de meados do século XIX.

O fenômeno consistia no movimento, sem causa física aparente, de mesas e outros objetos pesados, em torno dos quais reuniam-se, nos salões, pessoas de todas as classes sociais à época.

Durante uma fase inicial, que perdurou aproximadamente até 1870, as mesas girantes foram, por um lado, objeto de curiosidade e divertimento, em especial nos salões nobres e burgueses europeus. Por outro lado, a curiosidade despertada pelos fenômenos tornaram-nos objeto de observação e pesquisa, permitindo o estudo e sistematização de conhecimentos assim obtidos num corpo filosófico, o Espiritismo, codificado pelo pedagogo francês Rivail, sob o pseudônimo de Allan Kardec.

Após esse período inicial, abriu-se uma fase de intensa curiosidade científica, que tinha por objeto as mesas e outras formas de manifestação tidas como espiritistas. Os físicos William Crookes, Oliver Lodge e Michael Faraday, os astrônomos Camille Flammarion e Friedrich Zöllner, o naturalista Alfred Russel Wallace, o criminologista Cesare Lombroso, e Sociedades Científicas de diversos países, criadas especificamente para este fim, dedicaram-se à investigação dos fenômenos.

Apesar de alguns deles terem concluído pela explicação espiritista para os acontecimentos, as inúmeras fraudes existentes e a turbulenta situação política enfrentada pela Europa na segunda metade do século XIX contribuíram para dissipar o interesse científico pelas mesas girantes e ocorrências similares.

Após realizar vários experimentos para testar as causas do fenômeno, Faraday concluiu que ele era explicado pelo efeito ideomotor.[1]

Referências

  1. Faraday, Michael. (1853). "Experimental Investigation of Table-Moving". Journal of the Franklin Institute 56 (5): 328-33 pp.. DOI:10.1016/S0016-0032(38)92173-8 (Finally, I beg to direct attention to the discourse delivered by Dr. Carpenter at the Royal Institution on the 12th of March, 1852, entitled 'On the influence of Suggestion in modifying and directing Muscular Movement, independently of Volition':-which, especially in the latter part, should be considered in reference to table moving by all who are interested in the subject.). Página visitada em 06/08/2014.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre o espiritismo ou sobre um espírita é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.