Mesozoico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde junho de 2009)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
< | Éon Fanerozoico |  

Paleozoico

Mesozoico

Cenozoico

Era Período M. anos
Mesozoico Cretáceo 145,5 ±4,0
Jurássico 199,6 ±0,6
Triássico 251,0 ±0,4

Na escala de tempo geológico, o Mesozoico é a era do éon Fanerozoico que está compreendida entre 251 milhões e 65,5 milhões de anos atrás, aproximadamente. A era Mesozoica sucede a era Paleozoica e precede a era Cenozoica, ambas de seu éon. Divide-se nos períodos Triássico, Jurássico e Cretáceo, do mais antigo para o mais recente.

O nome Mesozoico é de origem grega e refere-se a 'meio animal' sendo também interpretado como "a idade medieval da vida". Esta era é especialmente conhecida pelo aparecimento, domínio e desaparecimento dos dinossauros e amonites.

No início desta era, toda a superfície terrestre se concentrava num único continente chamado Pangeia. Porém com o tempo este supercontinente começou a fragmentar-se em dois continentes: a Laurásia para o Hemisfério Norte e o Gondwana para o Sul.

O clima no início do Mesozoico era predominantemente quente e seco, tornando-se mais húmida no Jurássico (POPP, 1995, p. 283). As temperaturas elevadas não permitiam a retenção de tanta água nos glaciares como atualmente, fazendo com que o nível do mar fosse mais elevado, e havia também maior expansão das moléculas de água. A temperatura e humidade estimularam a evolução de vegetação exuberante, provocando um grande desenvolvimento dos herbívoros e, consequentemente, dos carnívoros.

Esta foi uma era dominada pelos répteis, como os dinossauros, pterossauros e plesiossauros. Durante o Mesozoico estes animais conquistaram a Terra e desapareceram mais tarde de forma misteriosa, sendo a causa mais provável a colisão de um meteorito com a Terra, sendo estimada como a segunda maior extinção em massa da terra. (A maior ocorreu no final do pérmico, estima-se que esta tenha extinguido 90% de todas as espécies que viviam na Terra.)

Os primeiros mamíferos se desenvolveram, apesar de não serem maiores que ratos. As primeiras aves apareceram durante o Jurássico, e embora a sua descendência seja motivo de grande discussão entre os cientistas, grande parte aceita que tenham origem nos dinossauros. As primeiras flores (Angiospérmicas) apareceram durante o período Cretáceo.

Após a extinção em massa do final do Paleozoico, seguiu-se a Era Mesozoica, durante a qual a Terra voltou lentamente a enriquecer em vida. As florestas de fetos foram sendo substituídas por florestas de árvores com pinhas, como as sequoias, e outras, como ginkgos e palmeiras primitivas. No final desta era surgiram as plantas com flor. O Mesozoico foi a era dos répteis, tendo estes dominado a Terra. Nesta era também apareceram os primeiros mamíferos semelhantes a pequenos musaranhos. O clima era quente e nos mares abundavam amonites, que se extinguiram no final do Mesozoico, juntamente com os grandes répteis e a maioria de outras espécies.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referência bibliográfica[editar | editar código-fonte]

  • ELMI, S. & BABAIN, C. 1996. Histoire de la Terre. Masson, 3a ed., Lyon, 187p.
  • LEMOIGNE, Y. 1988. La Flore au cours des temps Géologiques. Geobios, Memoir spécial, no 10, v.2, 296p.
  • McALESTER, A. L. 1978. História Geologica da Vida. Editora Edgar Blücher Ltda., São Paulo, 3a ed., 174p.
  • McKINNEY, F. K. 1991. Exercises in Invertebrate Paleontology. Blackwell Scientific Publication, Oxford, 272p.
  • POPP, José H. 1995. Geologia Geral. Livros Técnicos e Científicos, São Paulo/Rio de Janeiro, 4a ed.
  • POUGH, F. H.; HEISER, J. B. & McFARLAND, W.N. 1993. A vida dos Vertebrados. Atheneu, São Paulo, 834p.
  • SALGADO-LABORIOU, M. História Ecológica da Terra.
  • OSÓRIO, L. S. 2012. Biologia e Geologia, Preparar os testes. Areal Editores.