Lionel Messi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Messi)
Ir para: navegação, pesquisa
Lionel Messi
Lionel Messi
Lionel Messi durante a final da Copa do Mundo FIFA de 2014.
Informações pessoais
Nome completo Lionel Andrés Messi[1] [2]
Data de nasc. 24 de junho de 1987 (27 anos)
Local de nasc. Rosário, Argentina
Nacionalidade Argentina argentina
 espanhola[3]
Altura 1,69 m[1] [2]
Canhoto
Apelido Leo[2] , La Pulga Atómica, Messias
Informações profissionais
Período em atividade 2003-
Clube atual Espanha Barcelona
Número 10
Posição Atacante, Falso 9
Site oficial leomessi.com
Clubes de juventude
1995–2000
2000–2003
Argentina Newell's Old Boys[4]
Espanha Barcelona
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
2003–2004
2004–2005
2004–
Espanha Barcelona C
Espanha Barcelona B
Espanha Barcelona
0010 0000(5)
0022 0000(6)
0283 00(248)
Seleção nacional3
2004–2005
2007–2008
2005–
Flag of Argentina.svg Argentina Sub-20
Flag of Argentina.svg Argentina Sub-23
Flag of Argentina.svg Argentina
0016 000(11)
0005 0000(2)
0093 000(42)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 27 de setembro de 2014.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 13 de julho de 2014.

Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro Pequim 2008 Equipe

Lionel Andrés Messi[1] [2] (Rosário, 24 de junho de 1987) é um futebolista argentino que atua como atacante ou meia ofensivo. Atualmente, joga pelo Barcelona e pela Seleção Argentina, equipe a qual é capitão desde o segundo semestre de 2011.

Na opinião da grande maioria dos especialistas do esporte, sua qualidade técnica, jogadas, velocidade, habilidade na perna esquerda, trabalho de equipe e extraordinária vocação para o gol, o tornam o melhor futebolista do mundo atualmente. Os europeus desde já o comparam aos grandes nomes da história do futebol, como Pelé, Garrincha, Di Stéfano, Maradona, Puskas ou Cruijff, o colocando como 2º maior jogador de todos os tempos atrás somente de Pelé. Seus feitos com a camisa do Barcelona o levaram a arrebatar por quatro vezes consecutivas (2009, 2010, 2011 e 2012) o Ballon d'Or, oferecido pela revista francesa especializada France Football, a mais tradicional premiação do futebol dado ao melhor futebolista europeu, que a partir de 2011 passou a denominar-se Bola de Ouro da FIFA. Em março de 2012, com apenas 24 anos, Messi se tornaria o maior artilheiro da história do Barcelona, superando o ídolo do clube catalão nas décadas de 1940 e 1950, César Rodríguez.[5] Ao marcar o seu 91º gol em dezembro de 2012, em partida contra o Valladolid (Barcelona 3-1), Messi superou o recorde de gols num só ano no futebol mundial, considerando apenas partidas oficiais disputadas com a camisa do Barcelona e Seleção Argentina.[6] [7]

No dia 26 de agosto de 2009, Messi fixou a sua prorrogação de contrato com o Barcelona, válida até junho de 2016. Sua multa rescisória está avaliada em € 300 milhões (R$ 800 milhões), sendo considerada uma das maiores da história do futebol.[8] Messi recebe aproximadamente um salário de € 875 mil (R$ 2 milhões), se tornando o segundo futebolista mais bem pago da atualidade, perdendo apenas para o português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid.[9] Por ano, essa quantia chega a € 10,5 milhões (R$ 24 milhões).[10] [11]

Começou sua carreira aos 7 anos de idade, no ano de 1994, jogando pelo Newell's Old Boys, da Argentina, seu clube do coração e equipe a qual Diego Maradona jogou na fase final de sua carreira. Seu destaque nas categorias de base foi imenso, chamando a atenção de olheiros do Barcelona, que os levaram a Espanha. Sua estreia profissional com o time principal do Barcelona aconteceu no dia 16 de novembro de 2003, em uma partida contra o FC Porto.[12] [13] Por vez, seu primeiro gol como profissional viria quase um ano depois, em um jogo contra o Espanyol válido pelo Campeonato Espanhol, em 16 de Outubro de 2004, aos 17 anos de idade. Inicialmente atuava ao lado de Ronaldinho Gaúcho, o melhor do mundo naquela época. Seu primeiro grande título como profissional foi a La Liga 2003-04. Dois anos mais tarde, viu sua equipe conquistar a Liga dos Campeões diante do Arsenal de Thierry Henry. Seu auge começou na temporada 2006-07, quando ao fim dela, virou um dos três finalistas para disputar o prêmio de melhor do mundo, ficando em segundo lugar.[14] Perdendo para o brasileiro Kaká, do Milan e desbancando Cristiano Ronaldo.[15] Essa temporada foi marcada pela contratação de Josep Guardiola, treinador que mais tarde viria a fazer história.[16] [17]

Em 2008-09, ficou a responsabilidade de Messi ser o principal astro da equipe catalã, o que deu certo, alcançando um feito incrível de todos os títulos disputados, conquistados na temporada. Entre eles, a Liga dos Campeões derrotando o Manchester United de Cristiano Ronaldo e Wayne Rooney e o Campeonato Espanhol, que foi liderado pelos catalães durante 29 rodadas consecutivas.[18] Ao fim dessa temporada, foi eleito pela FIFA o melhor jogador do mundo e a Ballon d'Or da revista France Football.[19] [20] Com a conquista desse prêmio individual, se tornou o futebolista mais jovem da história a vencer tal prêmio, com 22 anos.[21] Nos anos seguintes, com a fusão destes dois prêmios e virando o agora chamado Bola de Ouro da FIFA, Messi entrou para a história ao ser o primeiro a conquistar esse prêmio, no ano de 2010.[22] Nesse ano, disputou com seus companheiros de Barcelona, Xavi e Iniesta. Na temporada 2010-11, foi fundamental peça do clube catalão nas conquistas do Campeonato Espanhol e da Liga dos Campeões, após vitória sobre o Manchester United por 3-1, nesse jogo, Messi marcou o segundo gol do Barcelona.[23] Teve um incrível desempenho de 53 gols e 24 assistências, em 55 jogos na temporada, sendo bastante elogiado por todos os fãs do futebol. Novamente conquistou a Bola de Ouro da FIFA, superando Xavi e Cristiano Ronaldo.[24] Após este último, Lionel Messi tornou-se então o terceiro futebolista a vencer por três vezes o prêmio da FIFA, após Ronaldo e Zinédine Zidane, mas o primeiro na história a conquistá-lo em três anos consecutivos: 2009, 2010 e 2011. Suas características dentro de campo rendem comparações com o também argentino, Diego Maradona.[25] [26] Em 20 de março de 2012, uma matéria da revista France Football apontou Messi como o jogador mais caro e bem pago do mundo, ele soma R$ 25,2 em salários, R$ 3,6 em prêmios, R$ 50,2 em publicidade, totalizando uma quantia de 79 milhões. Deixou pra trás jogadores importantes como David Beckham e Cristiano Ronaldo.[27] Em 18 de abril de 2012 foi eleito pela revista estadunidense Time como uma das 100 pessoas mais influentes do mundo atual.[28]

Infância e juventude

Filho de Jorge Messi e Celia Cuccittini,[29] desde criança demonstrava grande apego à bola, a ponto de negar-se a ir às compras com a família quando não lhe deixavam levar alguma bola.[29] Daria seus primeiros passos nas categorias menores do Abanderado Grandoli, um pequeno clube onde os outros membros da família já haviam jogado [29] - o endereço era a quinze quadras da casa dos Messi.[29] Entrou para a equipe após ser chamado pelo velho treinador para completar o time para uma partida. Tinha apenas quatro anos.[29]

Posteriormente, seu pai, Jorge, seria seu treinador na categoria baby do Grandoli.[29] Lionel conseguia se sobressair com garotos de até sete anos.[29] No entanto, o garoto não duraria muito tempo na equipe: os pais o tiraram do clube após não lhes deixarem acompanhar um jogo do filho por falta de dinheiro para pagar os ingressos.[29] Quando completou sete anos, ingressou então nas divisões menores do clube do coração, o Newell's Old Boys.[29] Ainda assim, não se contentava em jogar na Lepra, jogando regularmente futebol na rua da casa ao lado dos irmãos mais velhos Matías e Rodrigo Messi e dos primos maternos Emanuel e Maxi Biancucchi[29] Lionel àquela altura conseguia jogar contra adversários de dezoito anos.[29]

Porém, com onze anos detectou-se um problema hormonal que retardava o desenvolvimento ósseo de Messi e, consequentemente, seu crescimento.[29] [30] Por um ano e meio, o tratamento de 900 dólares mensais,[29] que consistia em injeções alternadas em cada perna toda noite, foi custeado pela fundação onde seu pai trabalhava, até que a fonte secou.[29] Como o Newell's não quis custear a continuação do tratamento, o pai ofereceu o filho ao River Plate.[29] [30] O interesse do clube da capital fez com que o Newell's voltasse atrás, mas de forma insuficiente, oferecendo duzentos pesos ao mês.[29]

Carreira

Barcelona

A descoberta

O pai, então, resolveu apostar a sorte no exterior, também para poupar a família dos efeitos da crise econômica que ocorria na Argentina.[29] Uma prima da mãe de Jorge Messi vivia em Lérida, na Catalunha, e acolheu os Messi. Lionel passou a ser observado por um olheiro do Barcelona,[29] que o recomendou para testes no clube. Com treze anos e 1,40 de altura, conseguiu se sair bem contra garotos dois anos mais velhos. Recebeu o apoio de Josep María Minguella, o mesmo homem que trouxera Diego Maradona ao Barça, mas o presidente Joan Gaspart e o diretor desportivo Carles Rexach hesitavam em adquirir o jovem, uma vez que teria de custear as despesas não só do tratamento, mas também da mudança familiar.[29]

O Barcelona só se convenceu após Rexach observar Messi, que estava no Infantil B, jogar pelo Infantil A contra uma equipe de jogadores bem mais velhos. Além de pagar pelo tratamento e pela mudança da família de Messi, o Barcelona também contrataria Jorge para ser informante.[29]

Cquote1.svg Eu o contratei em 30 segundos! Ele me chamou muita atenção. Em meus 40 anos de futebol, jamais havia visto coisa semelhante. De cinco situações de gol, converteu quatro. E tem uma habilidade excepcional. Me lembrou o melhor Maradona. Seu primeiro contrato eu assinei, simbolicamente, em um guardanapo. Queria contratá-lo o quanto antes. Não podia deixá-lo escapar.[30] Cquote2.svg
Carles Rexach, sobre Messi

Ainda assim, o começo foi difícil. Um tratamento mais intensivo (e caro) precisou ser feito.[29] O Newell's negou-se a enviar a documentação necessária para o Barcelona, precisando-se de intervenção da FIFA em favor da permanência do garoto de 14 anos no clube catalão, uma vez que um jovem de sua idade necessitava estar ao lado do pai, oficialmente informante do Barcelona.[29] Com a família radicada na Espanha, cresceu 30 centímetros em trinta meses.[29]

No novo país, seria "rebatizado" de Leonel Messi, daí surgindo o apelido Leo.[29] Na temporada juvenil de 2002/03, marcou 37 vezes em 30 partidas e passou a ser conhecido pelos jogadores da equipe principal, criando boa relação com os brasileiros Fábio Rochemback, Thiago Motta e, principalmente, Ronaldinho Gaúcho, que lhe apresentaria como "seu irmão mais novo",[29] e com seus compatriotas Juan Román Riquelme e Javier Saviola.[29] Ainda sem ter estreado entre os profissionais, já era disputado pelas seleções juniores de Argentina e Espanha.[29] Arsène Wenger, técnico do Arsenal, conhecido por garimpar jovens e desconhecidos jogadores, chegou a convidá-lo para jogar na equipe inglesa, que na mesma época tirara Cesc Fàbregas das mesmas categorias do Barcelona,[29] que imediatamente prorrogou o contrato de Messi até 2012.[29]

Início como profissional

Messi foi integrado ao time principal na temporada 2003-2004, com apenas dezesseis anos, debutando em um amistoso contra o Porto, na inauguração do Estádio do Dragão, em 16 de novembro de 2003. O primeiro jogo oficial, porém, viria quase um ano depois, na temporada seguinte. Foi no clássico contra o Espanyol, em 16 de outubro de 2004.[29] Tornou-se na época o mais jovem jogador do time em partidas oficiais, tanto pelo futebol espanhol quanto pela Liga dos Campeões da UEFA [29] - marcas que posteriormente seriam batidas por Bojan Krkić, em 2007. O primeiro gol viria contra o Albacete, já na temporada seguinte, em 1º de maio de 2005.[29]

Até então, Messi era desconhecido do público argentino,[29] mesmo já descoberto pela mídia de seu país natal: um jornalista da revista El Gráfico, que preparava uma reportagem sobre talentos precoces da América do Sul levados pelos europeus, impressionou-se com depoimentos sobre Messi, o que o levou a entrar em contato com Rexach.[30] Após descrença por parte da revista, cansada de "novos Maradonas" que não vingavam, o repórter conseguiu que o pai de Messi enviasse vídeos do filho, que finalmente convenceram a redação, logo publicando uma nota sobre o jovem,[30] ainda em 2003, onde Rexach previa que em dois anos o garoto já seria uma superestrela mundial.[29]

Depois de artilheiro, melhor jogador e campeão do [[Campeonato Mundial de Futebol Sub-20 de 2005, ganhou mais espaço no Barcelona, que renovaria mais uma vez seu contrato, até 2014. Na temporada 2005-06, conseguiu lugar cativo entre os titulares da campanha que resultaria no bicampeonato espanhol e na segunda Liga dos Campeões do clube. Todavia, não pôde atuar na decisão continental em virtude de uma lesão nas quartas-de-final, contra o Chelsea, após levar uma pancada de Asier del Horno.[29]

Em junho de 2005 renovou seu contrato com o Barcelona até o ano de 2014. Antes uma estrela coadjuvante de seu ídolo, Ronaldinho Gaúcho, foi aos poucos tomando o lugar deste, conforme decaía, após um longo período em que o brasileiro foi considerado o melhor jogador do mundo pela FIFA.[31] [32]

2008–2010: O despertar do auge e os prêmios

Na temporada 2008-09, assumiu definitivamente o posto de principal astro dos blaugranas, ao conduzir o time a uma inédita Tríplice Coroa (Copa del Rey, La Liga e UEFA Champions League).[33] Com vários gols e lances geniais, alcançou inclusive a artilharia da Champions League com nove gols marcados, um deles na grande final, vencida por 2-0 contra o Manchester United, em partida considerada por muitos como um "tira-teima", já que pôs frente à frente os dois principais jogadores do mundo no momento: Messi e Cristiano Ronaldo.[34] [35]

Em 18 de setembro de 2009 renovou seu contrato com o Barcelona, ​agora com duração até 2016, uma cláusula de rescisão de 250 milhões de euros, e cerca 9 milhões e 500 mil euros anuais de salário. Meses depois, em 1 de dezembro, venceu o prêmio Ballon d'Or, entregue pela revista francesa France Football ao melhor jogador da última temporada.[36] Em 19 de dezembro, o Barcelona foi campeão da Copa do Mundo de Clubes da FIFA. Na partida final contra o Estudiantes, da Argentina, o Barcelona venceu na prorrogação com o um dos gols marcados por Messi aos cinco minutos do segundo tempo, e o jogo terminou com o placar de 2-1 a favor dos catalães, dando pela primeira vez o título mundial de clubes à equipe.[37] Após a partida, Messi foi eleito não só o Homem do Jogo, mas também recebeu a Bola de Ouro, entregue ao melhor jogador do torneio.[38] . Dois dias depois, em 21 de dezembro, Messi foi eleito pela primeira vez o Melhor jogador do mundo pela FIFA, à frente do português Cristiano Ronaldo, do brasileiro Kaká e dos espanhóis Xavi e Iniesta.[39] Finalizou o ano de 2009 com um total de seis títulos pelo Barcelona (Copa del Rey, La Liga, UEFA Champions League, Supercopa de España, UEFA Super Cup e Copa do Mundo de Clubes da FIFA) e os prêmios Ballon d'Or e de Melhor jogador do mundo pela FIFA. Era até então o melhor ano de sua carreira, mas anos ainda melhores estariam por vir.[40] [41]

Já em 2010, no dia 16 de janeiro, marcou seu 100º gol pelo Barcelona, aos 85 minutos de jogo, na vitória por 4-0 sobre o Sevilla.[42] [43] Ainda nesta mesma partida, logo em seguida, marcou o de número 101, fechando a goleada.[44] Messi, em seguida, começou uma sequência impressionante de onze gols em cinco jogos. O primeiro veio contra o Málaga numa vitória por 2-1, em seguida, ele marcou mais dois contra o Almería num empate por 2-2. Continuou na semana seguinte, um hat-trick frente ao Valencia numa vitória por 3-0, em seguida, mais dois contra o VfB Stuttgart, na vitória por 4-0 que garantiu a classificação do Barcelona para as quartas-de-final da UEFA Champions League, e, finalmente, mais um hat-trick contra o Real Zaragoza, em uma vitória por 4-2. Neste período, Messi chegou a espetacular marca de oito gols no período de uma semana. Fez seu 200° jogo oficial pelo Barcelona em 24 de março daquele ano, contra o Osasuna.[45] [46]

Leo durante a Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2009, onde o Barça sagrou-se campeão.

Em 6 de abril de 2010, pela primeira vez em sua carreira, Messi marcou quatro gols em uma única partida, na vitória por 4-1 sobre o Arsenal num Camp Nou lotado, que garantiu ao Barça a vaga na semi-final da UEFA Champions League.[47] [48] Aquela foi sem dúvidas uma das melhores partidas de Messi até hoje, e, após esta partida, as atenções do mundo do futebol voltavam-se ainda mais para ele. Em 10 de abril, marcou seu 40º gol da temporada 2009-10, o primeiro da vitória por 2-0 contra Real Madrid no Camp Nou, o chamado El Clásico.[49] Em 1 de maio, Messi jogou sua 50ª partida na temporada e marcou mais dois gols na vitória por 4-1 sobre o Villarreal.[50] Apenas três dias depois, em 4 de maio, Messi marcou mais dois em outra vitória, desta vez por 4-1 sobre o Tenerife. Em 8 de maio, Messi marcou o seu 32° gol pela Liga, durante uma vitória fora contra o Sevilla, e fechou a temporada com mais dois gols contra o Real Valladolid, igualando o recorde de Ronaldo de mais gols marcados numa única temporada da La Liga, com 34 gols na temporada 1996-97.[51] [52] Ao final da temporada, foi eleito o melhor jogador da La Liga pela segunda temporada seguida.[53]

2010–2011: A melhor temporada da carreira, título espanhol e europeu

Messi em partida contra o Manchester City pela final do Troféu Joan Gamper.

Em 21 de agosto, já pela temporada 2010-11, Messi marcou mais um hat-trick logo em sua primeira partida da temporada, uma vitória por 4-0 sobre o Sevilla, pela Supercopa de España, competição em que o campeão espanhol enfrenta o campeão da Copa del Rey. Pela Liga, ele também iniciou a temporada com um gol, marcando logo aos três minutos contra o Racing Santander, em 29 de agosto. Continuou em excelente forma para o jogo da UEFA Champions League contra o Panathinaikos, onde marcou mais dois gols. Em 19 de setembro sofreu uma lesão no tornozelo no jogo contra o Atlético de Madrid, após uma violenta entrada do zagueiro Tomáš Ujfaluši.[54] [55] De início, temia-se que Messi havia sofrido uma lesão que poderia ter retirado-o de campo por um período de seis meses, mas a ressonância magnética realizada no dia seguinte mostrou que ela não seria tão grave.[56]

Após a sua recuperação, retornou em outubro marcando no empate por 1-1 contra o Mallorca. Continuou sua fantástica sequência de gols marcando contra Copenhague, Real Zaragoza e novamente o Sevilla. Depois de um outubro espetacular, ele começou o mês de novembro marcando novamente contra o Copenhague, num empate em 1-1, e novamente num 3-1 contra o Getafe, onde também deu assistências para os outros dois gols. Neste período, desandou a marcar, e chegou a incrível marca de sete jogos consecutivos marcando gols, quebrando seu próprio recorde anterior, de seis. Chegou também a marca de 50 gols no de 2010. Contra o Almería, fez seu segundo hat-trick da temporada, em uma impressionante vitória por 8-0 fora de casa, sendo o segundo seu 100º gol pela La Liga. Chegou ao seu nono jogo consecutivo com gols (dez, se incluirmos o marcado pela Argentina num amistoso contra o Brasil) numa vitória em casa por 3-0 contra o Panathinaikos, pelo returno da fase de grupos da UEFA Champions League. A sequência de jogos com gols terminou em 29 de novembro, no El Clásico contra o Real Madrid, onde o Barcelona venceu por 5-0. Messi não marcou nenhum, mas deu assistências para dois dos cinco gols. No jogo seguinte, marcou dois gols e deu mais uma assistência contra o Osasuna. No chamado El Derbi Barceloní, contra o Espanyol, partida em que o Barcelona venceu por 5-1, deu mais duas assistências.[57] [58]

Em 10 de janeiro de 2011, iniciou o ano sendo eleito o melhor jogador do mundo pela segunda vez consecutiva, com o prêmio agora denominado Bola de Ouro da FIFA,[59] [60] devido a junção do prêmio da FIFA com o da France Football. Venceu seus companheiros Xavi Hernández e Andrés Iniesta, ambos da Seleção Espanhola de Futebol. Havia uma grande discussão em torno deste prêmio, já que Xavi e Iniesta haviam vencido a Copa do Mundo no ano anterior, e cogitava-se que o fato do torneio também ser organizado pela entidade máxima do futebol poderia pesar na decisão final da entrega do prêmio.[61] [62]

Messi ao lado de Pepe, em 2011, durante um dos quatro jogos entre Real Madrid e Barcelona que aconteceram num curto período de pouco mais de duas semanas. Tal fato só havia ocorrido há quase um século.

Seu primeiro gol no ano veio contra o Deportivo La Coruña, numa vitória por 4-0 fora de casa, novamente dando também duas assistências. No jogo seguinte, mais um hat-trick, o terceiro da temporada, contra o Real Betis. Seguiu marcando gols contra Racing Santander, Almería e Hércules. Em 5 de fevereiro, o Barcelona bateu o recorde de vitórias consecutivas na liga com 16 vitórias ao derrotar o Atlético de Madrid por 3-0 no Camp Nou. Messi fez uma partida espetacular e marcou mais um hat-trick. Depois de dois jogos sem gols, voltou a marcar contra o Athletic Bilbao em uma vitória por 2-1.[63] Na semana seguinte, marcou seu primeiro gol de cabeça na temporada numa vitória por 3-0 contra o Mallorca.[64] O Barcelona agora igualava o recorde de vitória seguidas fora de casa pela Liga, que pertencia ao Real Sociedad na campanha de 1979-80 com uma invencibilidade de 19 jogos fora de casa. Este recorde foi quebrado três dias depois, quando Messi marcou o único gol da vitória sobre o Valencia no Estádio de Mestalla.[65] Em 8 de março, marcou dois gols contra o Arsenal na UEFA Champions League, eliminando o clube londrino do torneio, como já havia feito na temporada anterior, e classificando o Barça para as quartas-de-final. Pelo jogo das quartas, em 12 de abril, marcou na vitória contra o Shakhtar Donetsk, se tornando o maior artilheiro da história do Barcelona numa única temporada e classificando o clube para as semi-finais.[66] [67] Marcou mais um no Clásico contra o Real Madrid, realizado no Estádio Santiago Bernabéu.[68] Este foi o primeiro jogo da sequência de quatro entre Barcelona e Real Madrid num período de 18 dias. No segundo jogo, pela final da Copa del Rey, o Barça foi derrotado por 1-0 e acabou perdendo o título do torneio para os merengues.[69] O terceiro jogo foi pelo jogo de ida da semi-final da Liga dos Campeões, em 27 de abril, novamente no Santiago Bernabéu, e Messi marcou dois gols, um escorando a bola entre as pernas do goleiro Iker Casillas após cruzamento de Ibrahim Afellay e outro após uma espetacular arrancada desde o meio-de-campo, passando por quatro marcadores bem na sua característica, decretando a vitória por 2-0 dentro do estádio do seu maior rival.[70] No jogo de volta, agora no Camp Nou, o simples empate por 1-1 garantiu a vaga dos catalães na final da Champions League,[71] onde enfrentaram os ingleses do Manchester United, repetindo a final de 2009 do mesmo torneio.[72]

Messi e seus companheiros de equipe celebrando o título da Liga dos Campeões, em Barcelona.

Em 11 de maio, após o empate por 1-1 contra o Levante, o Barcelona sagrou-se campeão da Liga 2010-11 com duas rodadas de antecedência, abrindo seis pontos de vantagem sobre o Real Madrid a duas rodadas do final.[73] Este é o terceiro título nacional consecutivo do Barça, e o quinto desde que Messi começou a atuar na equipe. Duas semanas depois, na já mencionada final da UEFA Champions League, contra o Manchester United, Messi teve uma ótima atuação, marcando o segundo gol, dos 3-1 da vitória catalã, após passe de Andrés Iniesta, num belo chute forte e raso, característico do argentino, e sem chances para o goleiro Edwin van der Sar. Com a vitória, Messi conquistou sua terceira Liga dos Campeões, após 2005-06 e 2008-09.[74] Ao final da partida, foi eleito o Homem do Jogo, prêmio concedido pela UEFA ao melhor jogador da partida.[75]

Messi finalizou a melhor de sua carreira até hoje, com um total de 53 gols em 55 jogos: 31 pela Liga, 12 pela UEFA Champions League, 7 pela Copa del Rey e mais o hat-trick pela Supercopa de España no primeiro jogo da temporada.[76] [77]

2011–2012: Números impressionantes e os primeiros recordes

Aos 24 anos de idade, Messi iniciou a nova temporada em alta. Disputou a Supercopa da Espanha de 2011 contra o arqui-rival do Barcelona, o Real Madrid de Cristiano Ronaldo[78] . Nessa competição, marcou um dos dois gols no jogo de ida e dois no jogo de volta, se tornando o artilheiro da competição com três gols marcados e o título nacional[79] . Semanas mais tardes, por conquistar a UEFA Champions League, teve o direito de disputar a Supercopa da UEFA contra o Porto. Nesse jogo, marcou o primeiro gol da partida e deu passe para o segundo gol, marcado por Cesc Fàbregas, levando o Barcelona ao seu segundo título nos primeiros meses da temporada[80] . No início do Campeonato Espanhol, marcou dois gols na vitória partida contra o Villarreal[81] e dois hat trick (contra o CA Osasuna[82] e o Atlético Madrid nas vitórias por 8-0 e 5-0, respectivamente).[83]

Messi em jogo contra o Osasuna.

Em 28 de setembro de 2011, Messi, que vinha apagado na UEFA Champions League, marcou dois gols contra o BATE Borisov, entrando entre os artilheiros da competição e defendendo o título de artilheiro do torneio continental. Ao marcar o segundo gol, empatou com o ex-atacante catalão, László Kubala, se tornando o segundo maior goleador da história do Barcelona em competições oficiais com 194 gols marcados[84] . Logo depois, em um jogo contra o Racing de Santander, marcou dois gols e passou o ex-jogador húngaro. Antes mesmo de seu gol de número 200 pelo Barcelona, aconteceu no Campeonato Espanhol, diante do RCD Mallorca, partida ao qual fez mais um 'hat trick', e o colocando com 132 gols marcados em partidas pelo campeonato nacional, um a mais que Kubala. O gol de número 200 aconteceu em uma partida da Liga dos Campeões, contra o Viktoria Plzeñ. Em 11 de dezembro, Messi bateu de frente mais uma vez com Cristiano Ronaldo, desta vez em um dérbi válido pelo Campeonato Espanhol, jogo que foi realizado no Estádio Santiago Bernabéu, em Madrid. Na partida, o Barcelona saiu perdendo com gol de Benzema logo aos 25 segundos de jogo. Porém, aos 30 minutos, iniciou uma arrancada que resultou no gol de Alexis Sánchez, o de empate do Barcelona. Na segunda etapa do confronto, viu Xavi virar a partida e minutos mais tarde, participar do gol de Fàbregas, que selou a vitória de sua equipe por 3-1.[85]

No mês de novembro foi anunciado que Messi estaria entre os três finalistas, ao lado de Cristiano Ronaldo e Xavi na busca pela Bola de Ouro da FIFA de 2011, prêmio equivalente ao de melhor jogador de futebol do mundo no ano.[86] [87] Além disto, o argentino concorreria também ao Prêmio Puskás, entregue ao autor do gol mais bonito do ano, que o argentino marcou em um jogo pela UEFA Champions League nas oitavas de final contra o Arsenal, na vitória por 3-1.[88]

Com o título da Liga dos Campeões da UEFA conquistado na ultima temporada, Messi e o Barcelona ganharam o mérito de disputar o Mundial de Clubes da FIFA, representando a Europa. Entrando como favorito ao título, fez a sua estreia somente em 15 de dezembro no Estádio de Yokohama, no Japão enfrentando o Al-Sadd do Catar. Nesse jogo, Messi não fez gol, mas participou dos feitos e ainda organizou o time, saindo de campo com uma atuação elogiada[89] . Na final, realizada em 18 de dezembro contra o Santos, time que tinha as promessas do futebol, Neymar e Paulo Henrique Ganso, o argentino desencantou, e logo nos primeiros 20 minutos de jogo, fez o primeiro gol da partida. Após um belo passe de seu companheiro Xavi, Messi ficou de frente pro gol e tocou a bola por cima do goleiro Rafael, abrindo o placar. No terceiro gol, foi lançado, porém foi desarmado pelo zagueiro santista, na sequência, após tentativas de Thiago Alcântara e Daniel Alves, o volante Cesc Fàbregas marcou. O ultimo gol da partida foi marcado pelo argentino, que há menos de 10 minutos do final, recebeu um passe de Daniel Alves e driblou o goleiro, fechando a vitória dos catalães por 4-0 e garantindo o título mundial, o segundo de Messi, o segundo da história do Barcelona.[90] Ao término do jogo, foi premiado como o homem do jogo, ganhando um carro e a Bola de Ouro como melhor jogador do torneio, desbancando o companheiro de equipe, Xavi, e Neymar, que ficou com a Bola de Bronze.[91] [92]

No dia 20 de dezembro, dois dias após a conquista do Barcelona no Mundial de Clubes, o ex-treinador multi-campeão com o Boca Juniors e Vélez Sarsfield, Carlos Bianchi, exaltou as atuações de Messi, o colocando como o melhor jogador de futebol de todos os tempos, superando inclusive, os ex-jogadores Pelé e Diego Maradona.[93]

Cquote1.svg Há poucos dias, no meio de uma conferência um brasileiro me perguntou quem eu considerava o melhor jogador da história, se Pelé ou Maradona. E eu respondi que, com todo o respeito que merecem os dois, neste momento vejo Messi superior a todos. Passará muito tempo até que apareça um jogador como ele. Eu simplesmente tiro o chapéu para sua capacidade. Cquote2.svg

Em 9 de janeiro de 2012 Messi conquistou o prêmio Bola de Ouro da FIFA de 2011, ficando à frente do seu companheiro de equipe Xavi Hernández e de Cristiano Ronaldo.[94] Ao ganhar de novo este prêmio da FIFA, Lionel Messi tornou-se o terceiro futebolista a vencer por três vezes a premiação da entidade máxima do futebol, após Ronaldo e Zinédine Zidane, mas o primeiro na história a conquistá-lo em três anos consecutivos: 2009, 2010 e 2011. A premiação só não foi perfeita para Messi pois o Prémio FIFA Ferenc Puskás acabou ficando com o brasileiro Neymar, que venceu por um belíssimo gol marcado no Campeonato Brasileiro de 2011, contra o Flamengo.[95] Além do gol de Messi, a obra-prima marcada por Neymar venceu também um outro fantástico gol marcado por Wayne Rooney, após um voleio extremamente preciso no Dérbi de Manchester. No dia 14 de janeiro, fez seu primeiro grande triunfo em campo no ano de 2012, em um jogo realizado no Camp Nou, em Barcelona, válido pela Liga, Messi marcou dois gols na sofrida vitória por 4-2 diante do Real Betis. Naquela ocasião, fez seu time somar mais três pontos, e garantir seu time em segundo lugar na competição com 41 pontos, exatamente 5 atrás do Real Madrid.[96] Dias mais tarde, no Santiago Bernabéu, em Madrid, Messi encarou mais um derby contra o Real Madrid, desta vez válido pela Copa del Rey, a ultima vez que as equipes tinham se enfrentado nesse torneio, os merengues levaram a melhor na final com gol de Cristiano Ronaldo na prorrogação. Desta vez, Messi comandou o time a mais um grande triunfo na temporada. Após sair perdendo no placar com gol de Cristiano, participou de jogadas importantes e viu seus companheiros Puyol e Abidal marcarem seus gols, que garantiram a virada em 2-1 e vantagem no jogo de volta.[97] Nesse mesmo confronto, Messi participou de uma grande polêmica. Após uma tentativa de ataque, o argentino foi derrubado na área. Na sequência, o zagueiro brasileiro naturalizado português, Pepe acertou um pisão na mão de Messi, o que causou uma grande revolta da torcida catalã ao fim do jogo. O fato indignou muitos jogadores profissionais, algumas delas estrelas, como Wayne Rooney, atacante do Manchester United, que comentou em seu twitter o ato.[98] O técnico do Real Madrid, José Mourinho declarou que não foi proposital. Pepe, em coletiva ao fim do jogo se dispôs a pedir desculpas a Messi.[99]

Cquote1.svg Com respeito à jogada com o Lionel Messi, quero dizer desde já que o lance foi um ato involuntário. Mesmo assim, se Messi sente-se ofendido, peço desculpas, porque o que pretendo é defender a minha equipe e a minha instituição. Me entrego de corpo e alma, jamais me passou pela cabeça causar algum dano a um companheiro de profissão. Cquote2.svg
Pepe
Messi no derby contra o Real Madrid. Nesse jogo, sua equipe venceu por 2-1.

O técnico do clube catalão, Josep Guardiola também comentou o fato ocorrido não demonstrando preocupação, e muito menos polemizar ainda mais o fato, admitindo que Se foi involuntário, foi, não acrescentando mais nada.[100] No dia 22 de janeiro, Messi fez seu primeiro grande triunfo na temporada, um hat trick (Três gols em uma mesma partida). O feito ocorreu diante do Málaga, clube de importantes jogadores do futebol mundial como Júlio Baptista e van Nistelrooy. O jogador marcou dois belos gols, e mais um deles de cabeça, o que não é sua especialidade. O jogo acabou 4-1 para o time catalão com o chileno Alexis Sánchez completando ainda na primeira etapa. Com o resultado, a equipe ainda permanecia na segunda posição do campeonato espanhol, mirando o tetra campeonato seguido de Messi. Ao fim da partida, Messi comentou que todos os jogos são difíceis, ainda mais quando longes de casa, e que seu foco estaria no jogo da semana seguinte, contra o Real Madrid, pela volta da Copa del Rey.[101] Em 25 de janeiro, no jogo de volta da Copa del Rey, participou das jogadas que definiram o empate em 2-2 com o Real Madrid no Camp Nou, mas que acabou garantindo o Barcelona na próxima fase da competição nacional, derrotando mais uma vez, o rival de profissão, Cristiano Ronaldo. Os gols da partida foram marcados pelo brasileiro Daniel Alves e o espanhol Pedro. Messi se destacou ao fazer uma bela jogada, passando pelos zagueiros merengues antes de jogar a bola para o companheiro Pedro fazer o gol. Naquela altura, seu time abria o placar.[102]

Em 6 de fevereiro de 2012 Messi foi capa da edição internacional da revista estadunidense Time, com o título de King Leo (Rei Leo, em inglês, que faz uma referência ao filme O Rei Leão) que diz que o jogador é o "possível melhor" da história, embora faça uma ressalva sobre a relação de Messi com o povo argentino:[103]

Cquote1.svg Lionel Messi é o melhor jogador de futebol do mundo --possivelmente de todos os tempos. Então, por que os seus compatriotas não o amam? Cquote2.svg
Manchete da revista estadunidense Time

Dois dias mais tarde, Messi entrou em campo para jogar as semi finais da Copa do Rei contra o CF Valencia, valendo uma vaga na final da competição nacional.[104] Nesse jogo, Messi arma a jogada para o primeiro gol, marcado por Fàbregas. Sua equipe venceu por 2-0 e se classificou. Recentemente, o ex-jogador da Argentina, que atualmente defende o Benfica de Portugal, Pablo Aimar se diz honrado por ser uma das inspirações de Messi antes de ser profissional. Messi afirmou que sempre o adorava ver jogando e descreveu Aimar como um jogador brilhante.[105] Em 11 de fevereiro Messi disputou uma partida juntamente com o time misto do Barcelona que se preparava para a grande final da Copa del Rey. Nesse jogo, Messi e seu time pouco futebol produziram e acabaram perdendo para o Osasuna, na época, o oitavo colocado da tabela de classificação do Campeonato Espanhol.[106] Ao longo do campeonato, sua equipe não tinha um bom rendimento, pois perdia pontos e chegou a ver o seu arqui rival abrir 13 pontos de diferença na competição, acabando praticamente com as chances de título do Barcelona. Na liga dos campeões, Messi abriu as oitavas de final com o pé direito ao marcar um gol e fazer uma bela jogada para o gol de Alexis Sánchez na vitória por 3-1 sobre o Bayer Leverkusen na BayArena, em Leverkusen.[107] Nesse jogo, saiu de campo elogiado pela atuação e confirmando o favoritismo de sua equipe. O fato curioso é que após o término da partida, os jogadores do Bayer, Michal Kadlec e Manuel Friedrich trocaram as camisas com o argentino, causando revolta do ex-jogador alemão e hoje dirigente, Rudi Völler. Segundo Voeller, seu time estava muito empolgado em garantir as souvenir ao fim do jogo, e que as camisas de Messi seriam leiloadas por uma boa causa.[108] Em 17 de fevereiro, juntamente de seu companheiro de profissão, Kaká, acabou doando camisas de jogo autografadas para leilões beneficentes.[109] Dois dias mais tarde, em 19 de fevereiro Messi faria mais um espetáculo na temporada, desta vez contra o Valencia, adversário da semi final da Copa do Rei. Nesse jogo, o Barcelona venceu por 5-1, com quatro gols do argentino.[110] O primeiro deles foi em uma jogada de Pedro que terminou com conclusão de Messi, e no final da primeira etapa, administrou a virada. Marcou mais dois gols no segundo tempo e viu Xavi marcar o ultimo da grande vitória. Ao fim do jogo, Messi foi aplaudido pelos catalães. Esse jogo foi muito mais do que especial, pois se tornou o mais jovem jogador do Barcelona a fazer 200 jogos oficiais pelas competições nacionais, superando Xavi, Iniesta e Valdés, seus atuais companheiros de equipe.[111] Em 26 de fevereiro sua equipe encarou mais um grande jogo pelo Campeonato Espanhol, desta vez contra o Atlético de Madrid, e fora de casa. Depois de ver seu time abrir o placar com Daniel Alves em uma jogada iniciada de seus pés, marcou um belo gol de falta aos 35 minutos do segundo tempo, que acabou liquidando a vitória dos cules sobre o time de Madrid por 2-1.[112] [113] A aquela altura da competição, sua equipe continuava a 10 pontos do primeiro colocado, o Real Madrid, que tinha 64 pontos. No dia 28 de fevereiro, em uma entrevista coletiva do Barcelona, Messi reafirmou a quem estava presente que jamais jogaria no Real Madrid e sempre falando de seu desejo de continuar no Barcelona até o fim de sua carreira[114] .

Cquote1.svg Já respondi a essa pergunta muitas vezes. O Barcelona deu-me tudo. Cresci neste clube, souberam tratar de mim aqui. Devo tudo ao Barça e nunca me passaria pela cabeça sair para um clube rival e muito menos por dinheiro. Sou mesmo feliz onde estou Cquote2.svg
Lionel Messi

Após cumprir suspensão no jogo do final de semana pela La Liga, contra o Sporting de Gijón, Messi retornou no dia 7 de março, em jogo válido pelas oitavas-de-final Liga dos Campeões da UEFA, mais um espetáculo do Barcelona protagonizado por seu camisa 10. Após vencerem por 3-1 no jogo de ida realizado na Alemanha, o Barça fez 7-1 no Camp Nou, com cinco gols de Lionel Messi.[115] No placar agregado, o Barcelona garantiu sua classificação por 10-2 (3-1 na ida, 7-1 na volta), e Messi quebrou mais alguns recordes. Tornou-se o primeiro jogador a marcar por mais de uma vez quatro gols numa única partida de Liga dos Campeões (a primeira havia sido em 6 de abril 2010, em partida contra o Arsenal), e posteriormente o primeiro a marcar cinco vezes numa mesma partida deste torneio. De quebra, ainda aproxima-se a passos largos para tornar-se o maior artilheiro em toda a história do FC Barcelona. Ao fim do jogo, o treinador Pep Guardiola comentou que o trono do futebol mundial pertence a Lionel Messi e só mudará quando ele deixa-lo. O argentino ajudou o Barcelona a realizar um momento histórico, baseado no bom futebol apresentado nos últimos tempos, se classificou para as quartas de finais pelo quinto ano seguido, sendo semi finalista em duas e campeão nos anos de 2009 e 2011.[116] Outro que comentou de Messi apontando vários elogios foi o zagueiro campeão mundial com a Alemanha, Franz Beckenbauer. Em uma entrevista cedida no dia 7 de Abril, o ex-zagueiro considera Messi um ser fantástico, reunindo qualidades de grandes jogadores antepassados como o compatriota Diego Maradona e Bobby Charlton, artilheiro da Inglaterra no ultimo século.[117]

Cquote1.svg Messi é um génio, tem tudo. Por um lado, é muito habilidoso e inteligente em campo, com um pé esquerdo semelhante ao de Maradona. Por outro, tem também coisas de Bobby Charlton, pois é um cavalheiro do qual nunca escutarás nada de negativo, nem dentro nem fora dos relvados Cquote2.svg

A três meses do fim da temporada europeia, que geralmente finaliza no mês de junho, Messi superou sua marca na temporada 2009-10 no dia 7 de março. Ao marcar o quinto gol diante do Bayer Leverkusen em jogo válido pela Liga dos Campeões, o argentino chegou ao seu gol de número 48 na temporada, já que na temporada anterior marcara 47 gols. Sua temporada com maior número de gols foi em 2010-11, com 53 tentos. Seu ex-companheiro de Barcelona e campeão da Liga dos Campeões de 2006, o português Deco, declarou que o Barcelona de hoje em dia sem Messi não seria o mesmo. Também considerou que Messi pode vir a ser o melhor jogador de todos os tempos.[118] Os cinco gols marcados diante do Leverkusen impressionaram grandes futebolistas do mundo inteiro, entre eles, o atacante do Manchester United, Wayne Rooney, comentando que o jogador é uma piada, o melhor jogador dos tempos. Outros que o exaltaram foram os jogadores campeões com o Brasil na Copa do Mundo, Ronaldo e Rivaldo. O vice presidente do Milan, um dos maiores clubes da Itália, Adriano Galliani, comentou que testemunhou grandes craques do passado como Pelé, Maradona e até Alfredo Di Stéfano, mas que porém nenhum deles poderia ser comparado a Messi.[119] No dia 10 de março, em uma enquete feita pelo jornal Marca, um dos mais famosos jornais europeus do mundo, Messi ficou como o melhor jogador de todos os tempos, recebendo uma quantia impressionante de 50.1% dos votos, aproximadamente 87 mil votos, desbancando Zidane, Maradona, Pelé, Cruyff e até mesmo Di Stéfano.[120] Um dia mais tarde, em 11 de Março, Messi marcou dois gols na vitória sobre o Racing Santander fora de casa em jogo válido pelo Campeonato Espanhol. O primeiro deles em uma jogada iniciada por Xavi, que encontrou Fàbregas livre na ponta direita frente a frente com o goleiro, na finalização, o argentino colocou o pé abrindo o placar. O segundo foi em um polêmico pênalti envolvendo Fàbregas, na sequencia cobrou a penalidade com perfeição, no canto esquerdo do goleiro Mario Fernández e definindo a vitória. Os dois gols marcados por Messi o colocaram na história do futebol argentino, se tornando o primeiro jogador a marcar mais de 30 gols em três temporadas consecutivas. Também chegou a impressionante marca de 50 gols na temporada, há três de igualar seu recorde da temporada passada, considerada a melhor de sua carreira. Messi até aquele momento, estava há 6 gols de se tornar o maior artilheiro da história do Barcelona, prestes a superar César Rodríguez, grande ídolo do clube catalão na década de 50, falecido no ano de 1995.[121] Com o resultado, o Barcelona chegava aos 60 pontos, continuando a ficar 10 pontos atrás do Real Madrid, que também venceria no fim de semana.[122]

Camisa de Messi.

Em 12 de março, Lionel Messi realizou uma entrevista coletiva, e mostrou-se normal com a situação de estar prestes a se tornar o maior goleador da história do Barcelona.[123] Nessa coletiva, o argentino também argumentou sobre Pep Guardiola, o elogiando e apontando-o como o homem mais importante do clube na atualidade. O seu companheiro de equipe, Cesc Fàbregas comentou brevemente seus momentos de convívios com Messi, classificando-o como uma pessoa humilde, trabalhador e que gosta de jogar futebol.[124] Um dia mais tarde, o jornal espanhol AS noticiou que aos 13 anos, no ano de 2000, Lionel Messi teria recebido uma sondagem do Real Madrid, quase fechando o acerto[125] . O ex-jogador do Barcelona, Valencia e da Seleção Brasileira, Romário foi outro que deu a sua opinião sobre Lionel Messi. Em uma entrevista, Romário disse que para ser o melhor teria que passar Diego Maradona, e depois o supera-lo, e em seguida superar Pelé e ganhar uma Copa do Mundo com sua seleção.[126] No dia 17 de março, marcou um belo gol diante do Sevilla, que garantiu os três pontos do Barcelona na competição, ficando sete atrás do Real Madrid. A vitória foi por 2-0, para Messi, mais uma grande marca batida. Se tornou um dos únicos jogadores da história do clube catalão a chegar na incrível marca de 150 gols em campeonatos nacionais. Naquela altura, já estava há 5 gols de superar César Rodriguez e se tornar o maior artilheiro da história do Barcelona.[127] Recentemente, foi feito uma correção no histórico de estatísticas dos jogadores do Barcelona, César Rodríguez, maior artilheiro da história do clube, tem 232 gols marcados com a camisa do Barcelona, o que faz com que Messi fique apenas há dois gols de supera-lo.[128]

Em 4 de abril de 2012, Lionel Messi protagonizou uma vitória de 3-1 sobre a equipe do AC Milan, da Itália pela UEFA Champions League. Em um polêmico jogo envolvendo os árbitros e os jogadores do time italiano, o atacante argentino marcou dois gols, todos eles de pênalti. A vitória encaminhou o Barcelona para uma incrível sequência de cinco semifinais seguidas na competição europeia.[129] O resultado sobre o Milan resultou num jogo contra o Chelsea valendo vaga para a final.[130] Nessa mesma semana, liderou o clube catalão a mais uma vitória no Campeonato Espanhol, sobre o Real Zaragoza por 4-1, com mais dois gols.[131] No dia 10 de sbril, Messi marca mais um gol na vitória de 4-0 contra o Getafe no Camp Nou. Semanas se passaram, e Messi jogou ao lado de Pedro e Sánchez, o primeiro jogo da semi final da UEFA Champions League, contra o Chelsea, e acabou sendo derrotado por 1-0, gol do marfinense Didier Drogba.[132] [133]

2012–13: Recordes individuais e campeão espanhol

Messi em uma partida pelo Barcelona na temporada 2012-13.

Durante o primeiro jogo do Barcelona da temporada contra o Real Sociedad, Messi continuou a marcar gols na vitória por 5-1 no Camp Nou. Messi acrescentou mais um gol de pênalti na vitória por 3-2 contra o rival Real Madrid no jogo de ida da Supercopa de Espanha em Barcelona em 23 de agosto.[134] Ele fez mais um gol contra o CA Osasuna na vitória por 2-1 fora de casa.[135] Messi acrescentou mais um gol de falta, na segunda partida da Supertaça de Espanha, mas o Barcelona ​​com 10 jogadores, perdeu para o Real Madrid e ficou como vice-campeão.[136] Ele marcou o seu 15º gol no clássico contra o Real Madrid, que fez dele o artilheiro do Barcelona em jogos Clasico, colocando-o amarrado com Raúl , atrás apenas de Alfredo Di Stefano, com 18 gols.[137] [138] Marcou dois gols na vitória sobre o Spartak Moscou por 3 a 2 dentro de casa em 20 de setembro.[139]

Em 11 de novembro bateu o recorde de Gerd Müller e Pelé após marcar o seu 76.º gol na temporada 2012-13, contra o Mallorca.[140] [141] E marcou o seu 78º gol contra o Real Zaragoza.[142] Messi marcou duas vezes contra o Spartak Moscou na vitória por 3-0 fora de casa.[143] Marcou duas vezes contra o Athletic Bilbao e atingiu a marca de 84 gols na temporada.[144] Fez novamente dois gols em 9 de dezembro, e bateu a marca de Müller de 85 gols em 1972, contando com clube e seleção.[145] [146] Atingindo a marca de 86 gols na temporada.[147] [148] Em 12 de dezembro, marcou duas vezes contra o Córdoba.[149] [150] Em 16 de dezembro, fez dois gols na vitória sobre o Atlético Madrid por 4-1.[151] [152] Fez um gol contra o Real Valladolid e aumentou sua marca para 91 gols.[153] Disputou a FIFA Ballon d'Or com Andrés Iniesta e Cristiano Ronaldo e novamente ficou como favorito.[154] Ganhou o quarto prêmio como melhor do mundo entrando na história como o primeiro jogador há ganhar 4 vezes o prêmio.[155]

Após ganhar seu quarto prêmio seguido como melhor do mundo, Messi deu uma entrevista ao canal de ESPN.[156] [156]

Cquote1.svg O Meu objetivo é continuar crescendo não ficar satisfeito com aquilo que tenho. Gostaria de ter conquistado mais títulos no ano passado. Cquote2.svg

E semanas depois Messi renovou com o Barcelona até 2017.[157] Presidente Sandro Rosell anunciou a renovação de contrato com o argentino.[158] [159] [160] [161] Marcou um gol em 10 de fevereiro, contra o Getafe em mais uma vitória por goleada dentro de casa por 6 a 1.[162] [163] Fez dois gol contra o Granada em 16 de fevereiro, e virou o jogo para sua equipe por 2-1 fora de casa.[164] E alcançou seu gol 300º no Barcelona.[165] Marcou mais um contra o Sevilla em vitória por 2-1 dentro de casa.[166] [167] Fez um gol contra o Real Madrid na segunda partida contra o rival mas desta vez pelo campeonato espanhol perdendo o jogo por 2 a 1 após empatar jogo aos 18 minutos do primeiro tempo.[168] [169] E igualou Di Stéfano ex-maior artilheiro da história do clássico com 18 gols.[170] Marcou agora na vitória do Barcelona por 2 a 0 no Deportivo La Coruña em 9 de março.[171] Conquistou a classificação sobre o Milan no dia 12 de março, após marcar dois gols e ver sua equipe fazer mais dois vencendo o jogo de goleada por 4-0, ficando 4-2 no agregado.[172] [173] Marcou mais dois gols depois da partida contra o Milan, no Camp Nou sua equipe venceu o jogo por 3-1 com gol de Villa.[174] [175] Atingiu o recorde de marcar 19 vezes consecutivas no campeonato espanhol na partida contra o Celta de Vigo em 30 de março.[176] [177] Marcou o primeiro gol no jogo entre Paris Saint-Germain e Barcelona no empate por 2-2 com gol de Matuidi aos 46 minutos do segundo tempo em 2 de abril.[178] [179] Entrou no segundo tempo em 27 de abril, contra o Athletic Club, e marcou o gol que assegurou o empate em 2 a 2.[180]

Chegou a marca de 215 gols pelo Barcelona em campeonatos espanhóis após marcar duas vezes contra o Bétis em 5 de maio de 2013, ficando a uma vitória do título.[181] Neste mesmo jogo, Messi alcançou mais uma incrível marca em sua carreira: aos 25 anos de idade e apenas nove temporadas em ação, "La Pulga" já igualou o número de gols do maior ídolo da história do futebol argentino, Diego Maradona, em seus 22 anos de carreira (entre 1976 e 1998).[182] [183] O único quesito em que Maradona ainda leva larga vantagem é quando se trata de Seleção Argentina. O "Pibe" marcou 14 vezes em Copas do Mundo, contra apenas um tento de Messi, marcado na Copa de 2006. No total, foram 34 gols marcados por Maradona em partidas pela "Albiceleste", enquanto Messi já soma 32. Após o título espanhol Messi saiu com lesão muscular na partida contra o Atlético de Madrid em 12 de maio.[184] Depois do diagnóstico Messi ficará fora da temporada, e será desfalque certo para os três jogos restantes da temporada.[185]

Em 24 de maio de 2013, O site argentino rosario3.com noticiou a possibilidade de Messi ser emprestado pelo Barcelona para o Newell’s Old Boys, seu clube de coração, se a equipe eliminar o Boca Juniors e se classificar para a semifinal da competição.[186]

Como neste período o Barcelona não estará disputando nenhuma competição oficial, o atacante teria gostado da possibilidade. Mas, para ter o jogador, o Newell’s teria de convencer os espanhóis a bancar um seguro em caso de lesão de Messi. De acordo com a publicação, já há, inclusive, uma negociação entre o presidente do clube, Guillermo Lorente, e o pai do jogador, Jorge Messi, para tal acerto.

Em 16 de março de 2014, diante do Osasuna, Messi se tornou o maior artilheiro da história do Barcelona com 371 gols, assim passando do ex-atacante Paulino Alcántara. O jogo terminou 7-0 para o Barcelona, com direito a hat-trick do atacante.[187]

No dia 27 de setembro de 2014, Messi passou da marca de 400 gols na carreira na goleada por 6 a 0 em que marcou dois gols em partida válida pelo Campeonato Espanhol.[188]

Seleção argentina

2005: O começo e destaque no sub-20

Em 2005, após a primeira matéria sobre Messi na revista El Gráfico e o destaque no time principal do Barcelona, foi imediatamente convocado para ser o astro da seleção argentina Sub-20 no mundial, e assim, para acabar de vez com as intenções da Espanha de naturalizá-lo.[30] No Campeonato Mundial de Futebol Sub-20 de 2005 disputado na Holanda, comandou bem sua equipe na primeira fase, marcando gol contra o Egito e fazendo boas partidas diante de seleções de peso como Estados Unidos e Argentina, grandes candidatas a título.[30]

Messi na Copa América contra a Bolívia.

Na fase final, espantou o mundo com suas atuações decisivas, belos dribles e movimentação em campo, além dos belos gols marcados. Em 22 de junho, nas oitavas de final, num jogo diante da Colômbia, foi decisivo ao marcar o gol de empate, que logo depois, resultou em virada em 2-1 e classificação. Três dias mais tarde, contra a Espanha, seleção que o almejava, marcou um dos três gols na vitória por 3-1. Os outros dois foram marcados por Oberman e Zabaleta. Nas semifinais, participou de um jogo considerado dos mais emocionantes do campeonato. Em seu primeiro clássico contra o Brasil, marcou um gol logo aos 7 min, terminando em 2-1 e garantindo a classificação para a grande final contra a Nigéria, onde marcou dois gols e sacramentou o título argentino. Ao fim do campeonato, não foi só eleito o melhor jogador da final, como também, o ganhador da Bola de Ouro, equivalente ao de melhor jogador do torneio, e também a chuteira de ouro, dada ao artilheiro.[189] Naquela altura, já jogava suas primeiras partidas oficiais na seleção profissional da Argentina.[190]

2006: Copa do Mundo na Alemanha

Depois de ser uma importante peça na conquista da UEFA Champions League 2005-06 com o Barcelona ao lado de Ronaldinho, o torcedor argentino passou a cobrar o técnico José Pekerman para a disputa da Copa do Mundo FIFA de 2006, realizada na Alemanha. Contra a Costa do Marfim, passou o jogo no banco e assistiu a vitória por 2-1. Sua primeira partida em uma Copa do Mundo aconteceu no jogo seguinte da fase de grupos, contra a Sérvia e Montenegro, jogo onde fez história. Com 18 anos e 357 dias de idade, tornou-se o quinto jogador mais jovem a marcar um gol numa Copa do Mundo, ao marcar o último da goleada por 6-0 que sacramentou a classificação para a próxima fase.[191] [192] O bom desempenho chegou a coloca-lo entre os titulares para o grande jogo contra a Holanda. Ele esteve em campo até a metade do segundo tempo de partida, quando foi substituído por Cruz, jogo que terminou em 0-0, mas pelo critério de saldo, classificou a Argentina em primeiro lugar.[193]

Nas oitavas de final, contra o México, ficou boa parte no banco de reservas, quando substituiu Saviola aos 38 minutos do segundo tempo. Participou da prorrogação, onde chegou a marcar um gol na partida, que acabou sendo anulado pelo árbitro.[194] Mesmo assim, sua equipe acabou vencendo por 2-1, jogo que marcou a classificação as quartas de finais e seus 19 anos completados. Se servir de consolo, ao menos Messi conseguiu ir para a Copa, pois sua convocação foi dúvida até às vésperas do prazo final para a convocação, em maio.[195] Nas vésperas do jogo contra a Alemanha, acabou perdendo espaço e ficando no banco de reservas. Nesse duelo, sua seleção acabou sendo eliminada nos pênaltis e ficando fora do grupo dos quatro melhores colocados.[196]

2007: Copa América na Venezuela

No ano seguinte, esteve em seu melhor momento com a seleção ao marcar 6 gols e 3 assistências em 13 jogos disputados. Vestindo a camisa 18, fez belas participações nas vitórias de 4-1 sobre os Estados Unidos, 4-2 contra o Colômbia, e mais 1-0 diante do Paraguai,[197] o que os colocaram como grandes favoritos ao título.[198] Messi, no entanto, acabou passando em branco na primeira fase, prometendo um rendimento melhor na fase seguinte. No dia 8 de julho marcou seu primeiro gol em um jogo de Copa América, contra o Peru, garantindo a vaga para as semi finais do torneio. Três dias depois, em 11 de julho, fez sua melhor participação no torneio, marcando um gol contra o México na vitória por 3-0. Porém, na final, diante do Brasil, acabou sendo derrotado por 3-0 e terminando o torneio como vice campeão e 2 gols marcados em 6 jogos disputados.[199] No restante do ano, realizou um desempenho melhorado, marcando mais 11 gols e fechando o ano há um pé das Olimpíadas de Pequim.[200] [201]

2008: Olimpíadas de Pequim

Lance da partida semifinal dos Jogos Olímpicos de 2008 entre Brasil e Argentina: Messi dribla o defensor brasileiro Rafinha.

A partir da derrota na final da Copa América, a seleção argentina passou por um processo de reformulação no elenco, dispensando aqueles mais experientes e trazendo novas caras, algumas até novidades no elenco. Messi, porém, foi um dos únicos a se manter, sendo apontado como o grande líder do time para os anos que estavam por vir. No ano de 2008, foi convocado pelo treinador Sergio Batista para a disputa dos Jogos Olímpicos de Pequim. Na fase de grupos, contra a Costa do Marfim, marcou um dos gols da vitória por 2-1.[202] Na sequencia, participou também dos jogos contra a Austrália e a Sérvia, ambos vencidos.[203] Colocando a Argentina com 9 pontos em 9 disputados e com uma das melhores campanhas da primeira fase.[204]

No dia 18 de agosto de 2008 marcou um gol contra a Holanda aos 14 minutos de jogo, no tempo seguinte, sua equipe acabou cedendo o empate com gol de Bakkal. Na prorrogação, classificou-se com gol de Di María. No grande duelo das semi finais contra a seleção brasileira, reeditando a final da Copa América que acontecera há exatos um ano atrás, Messi foi decisivo e brilhou ao lado de Riquelme e Aguero, que marcaram os gols na vitória por 3-0, sacramentando a classificação para a final das Olimpíadas. Era a terceira final de Messi em quatro competições disputadas.[205] Na final contra a Nigéria, lembrando a final do campeonato sub-20 e com quase os mesmos elencos, Messi participou do gol que deu o título aos argentinos[206] . Ao fim do torneio, foi eleito um dos melhores atletas dos jogos olímpicos, quadro que também teve a presença de César Cielo, Kobe Bryant, Michael Phelps, Usain Bolt, Yelena Isinbayeva e outros.[207]

2010: Copa do Mundo na África do Sul

Outro momento memorável contra os rivais deu-se no mesmo ano, nas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2010, sendo aplaudido pela torcida brasileira no 0-0 entre as duas seleções, em jogo realizado no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. Entretanto, na mesma temporada em que se consagraria no Barcelona com a "tríplice coroa", passou a ter atuações aquém do esperado na seleção, sendo bastante criticado pela mídia argentina por não repetir os mesmos desempenhos que faz com a camisa do Barcelona.[208] [209]

Leo foi convocado para a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. O argentino fez uma Copa abaixo do que se esperava dele.[210] Após uma fantástica temporada no Barcelona, Messi não marcou nenhum gol no Mundial da África do Sul, apesar de ter tido várias chances, a principal delas acertou a trave.[211] A Argentina terminou eliminada nas quartas-de-final, após uma convincente vitória por 4-0 da Alemanha. Apesar do desempenho abaixo do esperado, Messi concorreu ao prêmio Bola de Ouro do torneio, entregue pela FIFA ao melhor jogador do mesmo. Entretanto, acabou perdendo para o uruguaio Diego Forlán, um dos artilheiros da Copa.[212]

Quatro meses após o fim da Copa do Mundo, em novembro, num amistoso contra o arquirrival Brasil, Messi mais uma vez destacou-se contra os brasileiros. O empate sem gols permanecia até os acréscimos da partida, quando Leo arrancou desde o meio-de-campo e quase que sem marcação, muito provavelmente pela exaustão dos zagueiros adversários próximo ao fim do jogo, pôde finalizar sem grandes dificuldades da entrada da área, decretando a vitória argentina pelo placar mínimo.[213]

2011: Copa América na Argentina

Encerrando o ano com vitória diante do rival, Messi teve a dura responsabilidade de ser o grande astro da Argentina na nova edição da Copa América, que seria realizada no país da capital Buenos Aires. Recém campeão da Champions League com o Barcelona, Messi ganhou a camisa 10 do treinador Sergio Batista e fez trio de ataque com Ezequiel Lavezzi e Kun Aguero. A parceria rendeu belos gols e a classificação com um desempenho muito abaixo do esperado para a próxima fase, onde sua equipe acabou ficando em segundo lugar, ficando atrás da Colômbia. Na fase de grupos, sua equipe empatou com a Bolívia de Marcelo Moreno em 1-1, após sair perdendo de 1-0.[214] Logo em seguida, empate em 0-0 com a Colômbia de Falcao García.[215] Os primeiros três pontos de sua equipe na competição foi uma vitória sobre a Costa Rica por 3-0.[216]

Messi com o rendimento baixo, acabou recebendo criticas da imprensa argentina. Nas quartas de final, contra o Uruguai, acabou sendo eliminado nos pênaltis. Ao fim do torneio, Messi terminou sem fazer um gol sequer.[217] A campanha abaixo do esperado resultou na demissão do treinador Sergio Batista e a contratação de Alejandro Sabella, que o anunciou como novo capitão da seleção, aumentando sua responsabilidade.[218]

2012

Messi com Kun Agüero em amistoso contra a Suíça.

Com o pouco futebol apresentado na Seleção Argentina nos últimos anos em comparação ao que produz no Barcelona, o treinador Alejandro Sabella, que foi contratado no meio do ano de 2011 e após a precoce eliminação dos hermanos na Copa América, informou aos noticiários que em seu time, Messi seria nomeado o capitão, o que o traria mais responsabilidade e experiência.[219] [220]

Em sua primeira partida no ano de 2012, rendeu o esperado de Messi, o atacante argentino pela primeira vez em sua carreira faz um hat-trick com a camisa de sua seleção. O feito aconteceu contra a Suíça, no dia 1 de março no Stade de Suisse, Wankdorf, localizado na cidade de Berna, capital da país.[221] Ao fim desse jogo, Messi saiu bastante aplaudido pelos próprios torcedores suíços e levou a bola do jogo para casa. Com esses três gols, Messi chegou aos 22 pela seleção, se tornando o quinto maior artilheiro da história da equipe, superando o antigo atacante Leopoldo Luque. Num amistoso realizado em 15 de agosto, chegou ao seu 27º gol pela seleção, na vitória por 3-1 sobre a Alemanha, jogo realizado em Frankfurt. Marcou um gol de pênalti contra a Venezuela na vitória por 3-0 em 22 de março de 2013.[222] [223]

2014: Copa do Mundo no Brasil

Foi convocado para disputar a Copa do Mundo FIFA de 2014.[224]

Comparações com Maradona

Messi durante a jogada do gol contra o Getafe, muito semelhante ao de Maradona.

Têm sido cada vez mais frequentes as comparações ao que é considerado a maior lenda do futebol argentino, não só pela forma explosiva de jogar, mas também pelos gols parecidos com os de Maradona que tem marcado ao serviço do Barcelona. Um deles, contra o Getafe, lembrou o gol mais famoso do Pibe, contra a Inglaterra, na Copa do Mundo FIFA de 1986, driblando vários adversários em aceleração, inclusive o goleiro, e finalizando com um toque sutil para o fundo das redes. Messi também faria o seu gol de mão contra o Espanyol, da mesma forma que Maradona fizera também contra os ingleses. Assim como Maradona, Messi também tem baixa estatura e chuta com a perna esquerda (os dois escrevem com a direita), além de ambos terem passado pelo Newell's Old Boys e pelo Barcelona ao longo de suas carreiras.

No dia 22 de fevereiro de 2012 Diego Maradona revelou estar cansado de suas comparações com Lionel Messi. Segundo Maradona, ele suplicaria para deixar o jogador do Barcelona em paz até que ele encerre sua carreira como jogador de futebol.[225]

Cquote1.svg “Lionel Messi está fazendo as coisas muito bem como para que o comparem comigo. Mas vejam que eu fiz minha carreira, e ele está fazendo a sua. Ao final de uma carreira um pode dizer “este foi melhor” ou “gostei mais desse”. Eu me rio quando a gente diz “é melhor que Maradona”. Deixemo-lo escrever sua própria história, e ao final de sua carreira um pode decidir quem é o melhor.” Cquote2.svg

Rivalidade com Cristiano Ronaldo

Desde o ano de 2007, quando foi indicado pela primeira vez entre os finalistas para melhor jogador do mundo, começou a grande rivalidade dentro dos campos com o português Cristiano Ronaldo, que na época, era o principal jogador do Manchester United, da Inglaterra. Nesse ano, ambos perderam o prêmio para o brasileiro Kaká, do Milan, da Itália. Na ocasião, Messi recebeu o prêmio de segundo melhor jogador do mundo após o erro de Pelé, que o tinha entregado a Cristiano Ronaldo, o terceiro colocado.[226] No ano de 2008 o prêmio ficou com o português que garantiu o título da Liga dos Campeões, Messi ficou em segundo. No ano de 2009, a rivalidade da dupla aumentou quando Barcelona e Manchester United foram finalistas da UEFA Champions League. O jogo terminou em 2-0 para os catalães, com gol de Messi, o segundo da partida. Nesse ano, o argentino levou a melhor, ficando em primeiro lugar na votação, e levando o prêmio de melhor do mundo.[227] Meses depois de ganhar o título europeu, Cristiano Ronaldo anunciou sua transferência ao Real Madrid, clube da Espanha. De lá pra cá, ambos tem brigado pelas artilharias dos principais campeonatos do continente. Em uma entrevista, Cristiano chegou a afirmar que Messi e ele são impossíveis de comparar.[228]

Messi ao lado de Cristiano Ronaldo num duelo entre Portugal e Argentina.
Cquote1.svg Messi e eu somos como uma Ferrari e um Porsche, impossíveis de comparar. Cquote2.svg

No ano de 2010 foi novamente o melhor jogador do mundo, desbancando Cristiano Ronaldo e passando a frente do atacante do Real Madrid no número de prêmios. No ano seguinte, ambos se enfrentaram na final da Copa del Rey de 2011, competição a qual os merengues venceram com gol de Cristiano Ronaldo. Dias mais tarde, Messi brilhou no clássico válido pela Liga dos Campeões ao marcar dois gols no Estádio Santiago Bernabéu e a classificação para a final. Em 2011, disputando com Xavi, Ronaldo e Messi foram finalistas da Bola de Ouro de 2011, vencida pelo argentino. Na ocasião, Ronaldo não pode comparecer na cerimônia, o francês Zinedine Zidane, grande estrela do Real Madrid e Juventus, foi o representar. Mesmo com a rivalidade dentro do campo, Messi e Cristiano Ronaldo revelam-se ser fãs um do outro, sendo grandes amigos. Na temporada 2011, ambos terminaram com 53 gols, sendo os lideres mundiais.[229]

Vida pessoal

Personalidade

Apesar do assédio que carrega por ser o melhor jogador de futebol da atualidade, Messi aparenta ser uma pessoa extremamente quieta, reservada, certas vezes tímida e bastante humilde. Ao contrário da maioria dos jogadores do seu círculo de amizades e do seu patamar de fama, sempre se mostrou distante das noitadas e das badaladas boates espanholas.

Interessado pela íntima e pouco divulgada vida pessoal de Messi, o jornalista e escritor Leonardo Faccio, conterrâneo do jogador e que também reside em Barcelona, escreveu "Messi, El chico que siempre llegaba tarde" ("Messi, o menino que sempre chegava atrasado", em espanhol), livro publicado pela editora Debate. Por incumbência de sua editora, Faccio tentou se aproximar de Messi durante muito tempo, conhecendo a personalidade do jogador. Na obra, o escritor apresenta Messi como um garoto jovem e aparentemente simples, diferente da grande maioria dos garotos de sua idade e seu poder aquisitivo, mas que ao mesmo tempo é uma pessoa complexa.[230] No total, Leonardo conseguiu apenas uma entrevista de 15 minutos com Lionel no ano de 2008, o suficiente para saber que "suas palavras limitam mais do que explicam" e, portanto, optou por se aproximar dele através de "mais de cem" pessoas do seu círculo social, dentre eles jogadores, treinadores e amigos próximos ao jogador.[230]

Cquote1.svg Às vezes nos esquecemos que Leo é muito novo. Por sua personalidade, passa boa parte do dia dormindo e permanece boa parte de seu tempo conectado através de um BlackBerry, que utiliza para se comunicar com seu círculo mais íntimo de amigos. Cquote2.svg
Leonardo Faccio, autor de uma obra sobre a vida pessoal de Messi.[230]

O livro também mostra o jogador como uma pessoa extremamente tímida, que foge da mídia e que odeia se ver jogando.[230]

Cquote1.svg De fato, Leo não gosta de ver o jogo de futebol. Só gosta de jogá-lo. Cada derrota é como o fim do mundo para ele. Cquote2.svg
Faccio em outro trecho da obra.[230]

Facci lembrou também que, pelo que conheceu de Messi, uma derrota com a seleção argentina carrega uma carga emotiva bastante diferente do que quando ocorre um fracasso pelo clube catalão.[230]

Cquote1.svg No Barcelona, existem pessoas que podem consolá-lo. Na Argentina, mais que o choro, existe frustração e impotência. Ali querem que ele tenha um papel que ele jamais assumiu. O de protagonista, de carregar a equipe nas costas Cquote2.svg
Concluiu Faccio.[230]

Mídia

Lionel Messi é o jogador mais assediado dos últimos anos, o tamanho sucesso dentro de campo, rendeu ser garoto propaganda dos jogos de vídeo game, Pro Evolution Soccer nas edições de 2009 e de 2011, coincidentemente nos anos em que teve mais sucesso e títulos, como a Liga dos Campeões. Também marcou presença na capa do jogo no ano de 2010, porém ao lado de Fernando Torres, atacante espanhol na época do Liverpool.

Relacionamentos

No início de 2011 Messi colocou um fim num relacionamento de longa data que mantinha com a também argentina Antonella Roccuzzo,[231] que ele conheceu ainda durante a sua infância em Rosário. Pouco tempo depois, em agosto do mesmo ano, os dois demonstraram publicamente ter reatado o romance ao serem fotografados juntos na ilha de Ibiza, leste da Espanha, durante as férias do jogador.[232] Em novembro de 2012 Lionel e Antonella tiveram o seu primeiro filho, Thiago Messi Roccuzzo, nascido em Barcelona.[233]

Patrocinadores

  • Turkish Airlines: É uma companhia aérea turca fundada em 1933, com sede na cidade de Istambul.[234]
  • Adidas: É uma empresa alemã de equipamentos esportivos, considerada uma das maiores do mundo.
  • EA Sports: É a linha de games esportivos da EA (Electronic Arts).
  • Pepsi: É uma marca de um refrigerante com sabor de cola que possui mais de 100 anos de história. A marca está presente em 75 países nos cinco continentes.
  • Herbalife: É uma multinacional estadunidense presente hoje em 76 países, que atua na indústria de nutrição humana, distribuindo seus produtos através de marketing de rede, onde cada elemento é um distribuidor independente.
  • Dolce & Gabbana: É uma internacionalmente famosa marca italiana criada pelo estilista siciliano Domenico Dolce. A grife é muito popular entre estrelas como Madonna, Gisele Bündchen, Monica Bellucci, Ayumi Hamasaki, Isabella Rossellini e Kylie Minogue.
  • Audemars Piguet: É uma marca de relógios criada na Suíça.
  • Chery: É uma indústria automobilística estatal da China.
  • Air Europa: É uma companhia aérea espanhola fundada em 1986, com sede na cidade de Palma de Mallorca. É a divisão aérea do grupo Globália. Desde 1991, a Air Europa tem como meta estabelecer-se como uma das companhias aéreas mais modernas da Europa.
  • WeChat: É um aplicativo de texto e serviços de comunicação de mensagens de voz desenvolvido pela Tencent na China.

Estatísticas

Até 30 de setembro de 2014.

Clube

[235] [236]

Clube Temporada Campeonato Nacional
Partidas Gols
Barcelona C 2003–04 10 5
Barcelona B 2003–04 5 0
2004–05 17 6
Total 32 11
Clube Temporada Campeonato nacional Copa nacional Liga dos Campeões da UEFA Supercopa nacional Supercopa da UEFA Mundial de Clubes Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
Barcelona 2004–05 7 1 0 1 0 0 1 0 0 9 1 0
2005–06 17 6 3 2 1 0 6 1 1 0 0 0 25 8 4
2006-07 26 14 2 2 2 1 5 1 0 2 0 0 1 0 0 0 0 0 36 17 3
2007–08 28 10 12 3 0 0 9 6 1 40 16 13
2008–09 31 23 11 8 6 2 12 9 5 51 38 18
2009–10 35 34 10 3 1 0 11 8 0 1 2 0 1 0 1 2 2 0 53 47 11
2010–11 33 31 18 7 7 3 13 12 3 2 3 0 55 53 24
2011–12 37 50 16 7 3 4 11 14 5 2 3 2 1 1 1 2 2 1 60 73 29
2012-13 32 46 12 5 4 1 11 8 3 2 2 0 50 60 16
2013-14 31 28 6 6 5 0 7 8 0 2 0 0 - - 46 41 6
2014-15 6 5 8 0 0 0 2 1 1 0 0 0 - - 8 6 9
Total 283 248 96 44 29 12 88 68 19 11 10 2 3 1 2 4 4 1 433 361 132

Seleção

[236]

Equipe Ano Partidas Gols Assist.
Argentina Sub-20 2005 16 11 3
Total 16 11 3
Argentina Sub-23 2008 5 2 2
Total 5 2 2
Argentina 2005 5 0 0
2006 7 2 2
2007 14 6 3
2008 8 2 1
2009 10 3 2
2010 10 2 2
2011 13 4 10
2012 9 12 2
2013 7 6 2
2014 6 3 1
Total 93 42 25
Gols marcados pelo Sub-20.
Gols marcados pelo Sub-23.

Títulos

Messi atuando na semifinal dos Jogos Olímpicos de 2008, contra o Brasil, torneio no qual ele viveu seu melhor momento na seleção até hoje e foi o principal jogador na campanha rumo ao título.
Barcelona
Seleção Argentina

Prêmios individuais

¹ e ²: Os prêmios de Melhor Jogador do Mundo pela FIFA e Bola de Ouro da FIFA são equivalentes, porém, após o primeiro ter sido fundido com o extinto prêmio Ballon d'Or, entregue pela France Football, passou então a ter nova nomenclatura de Bola de Ouro.

Coletivos
  • Equipe(a) do ano da FIFA: 2008, 2009, 2010
  • Equipe(a) do ano da UEFA: 2008, 2009, 2010, 2011, 2012
  • FIFPro World XI: 2007, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012, 2013
  • Equipe(a) do ano pela European Sports Magazines: 2005–06, 2007–08, 2008–09, 2009–10, 2010–11
Torneios

Artilharias

Referências

  1. a b c Perfil no site do Barcelona. Página visitada em 14 de maio de 2011.
  2. a b c d Perfil em Goal.com. Página visitada em 14 de maio de 2011.
  3. Messi conversou com a equipe do Goal.com Espanha - Goal.com. Página visitada em 14 de maio de 2011.
  4. Lionel Messi aos dez anos de idade jogando pelo Newell’s Old Boys, antes de ir para o Barcelona. Página visitada em 9 de Janeiro de 2012.
  5. Messi, Sawa crowned at glittering Gala. Página visitada em 9 de Maio de 2007.
  6. Messi världens bästa fotbollsspelare. Página visitada em 2 de Janeiro de 2009.
  7. Golden duo on top of the world. Página visitada em 7 de Janeiro de 2007.
  8. Multa rescisória de Messi será de R$ 796 milhões Terra (portal). Página visitada em 14 de março de 2012.
  9. Magical Messi becomes Barcelona's all-time leading goalscorer after grabbing hat-trick. Página visitada em 27 de Junho de 2009.
  10. Messi, Wambach, Del Bosque & Sundhage triumph. Página visitada em 11 de Janeiro de 2007.
  11. Messi scores four goals to pass 200 in La Liga - ESPN FC. Página visitada em 18 de Janeiro de 2007.
  12. Cristiano Ronaldo and Lionel Messi reach scoring milestones with hat-tricks. Página visitada em 18 de Janeiro de 2007.
  13. Simunic: Messi’s the best of all time. Página visitada em 12 de Dezembro de 2011.
  14. Arsène Wenger hails Barcelona's Lionel Messi after four-goal display. Página visitada em 5 de Junho de 2013.
  15. Lionel Messi hailed as 'incredible' and 'gigantic' by Gerd Muller after Barcelona star breaks record for most goals. Página visitada em 17 de Dezembro de 2011.
  16. Lionel Messi: Goals record caps golden year for Barcelona star. Página visitada em 11 de Dezembro de 2011.
  17. Lionel Messi: Superstar Striker Is Best Footballer in World. Página visitada em 14 de Dezembro de 2011.
  18. Copa America 2011: Lionel Messi Profile – Player To Watch. Página visitada em 3 de Junho de 2012.
  19. David Beckham: Lionel Messi is the best. Página visitada em 12 de Junho de 2013.
  20. Barcelona vs Bayer Leverkusen LIVE. Página visitada em 11 de Junho de 2013.
  21. MS Dhoni, Mary Kom world's 16th, 38th most marketable athletes. Página visitada em 26 de Junho de 2013.
  22. Guardiola estaría encantado de tenerme en el Bayern. Página visitada em 28 de Julho de 2008.
  23. Messi on the spot to send Milan out. Página visitada em 10 de Junho de 2013.
  24. Goals scored - UEFA Champions League. Página visitada em 19 de Maio de 2012.
  25. Four-goal Lionel Messi gives Pep Guardiola perfect Barcelona send-off. Página visitada em 4 de Junho de 2012.
  26. Messi breaks another record by completing stunning scoring circle against every La Liga team. Página visitada em 7 de Junho de 2012.
  27. http://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/noticia/2012/03/messi-supera-beckham-e-cr7-e-e-o-jogador-mais-bem-pago-do-mundo.html
  28. http://esportes.terra.com.br/fotos/0,,OI196888-EI1137,00-Messi+Djokovic+e+Lin+veja+esportistas+mais+influentes+do+mundo.html
  29. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai "El 10 del Diez", Diego Borisnky, El Gráfico, junho de 2010, págs. 32-44
  30. a b c d e f g "Os Craques da Copa 2006 - Lionel Messi", Gian Oddi, Placar número 1294, maio de 2006, Editora Abril, págs. 38-39
  31. 您所请求的网址 - 无法获取. Página visitada em 25 de Fevereiro de 2006.
  32. El crack que desea victorias de regalo. Página visitada em 27 de Fevereiro de 2007.
  33. Lionel Messi on a mission. Página visitada em 20 de Abril de 2008.
  34. Lionel Messi: Magic in his feet. Página visitada em 27 de Março de 2010.
  35. Los intereses de Messi. Página visitada em 31 de Maio de 2009.
  36. La Pulga atómica conquista el mundo. Página visitada em 24 de Fevereiro de 2006.
  37. Barcelona e campeão mundial com gol de peito de Messi (em português). Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  38. Messi e eleito craque do mundial de clubes da Fifa 2009 (em Português). Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  39. Lionel Messi leva o prêmio de melhor do mundo da Fifa de 2009 (em Português). Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  40. Lasraíces italianas. Página visitada em 7 de Outubro de 2005.
  41. Young boy in Old World. Página visitada em 30 de Maio de 2009.
  42. Messi has all the qualities to take world by storm. Página visitada em 26 de Fevereiro de 2009.
  43. Wright Thompson. Página visitada em 7 de Outubro de 2011.
  44. Messi marca seu centésimo gol em goleada do Barça sobre o Sevilla (em Português). Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  45. Franck Ribéry the man to challenge Lionel Messi and Barcelona. Página visitada em 4 de Abril de 2009.
  46. The new messiah. Página visitada em 5 de Março de 2006.
  47. Paul Logothetis (6 de abril de 2010). Messi scores four as Barcelona beats Arsenal 4–1 USA Today.. Página visitada em 8-11-2010.
  48. Arsène Wenger hails Barcelona's Lionel Messi after four-goal display The Guardian. (7 de abril de 2010). Página visitada em 13-1-2012.
  49. Sinnott, John (10 de abril de 2010). BBC Sport – Football – Barcelona secure crucial win over rivals Real Madrid BBC News. Página visitada em 12-4-2010.
  50. Messi double puts Barcelona back on track The Guardian. (21 de abril de 2008). Página visitada em 2-5-2010.
  51. Spain (4 de maio de 2010). Barcelona Striker Lionel Messi Could Equal Ronaldo's 34 Goal Haul In Primera Liga Goal.com. Página visitada em 2-6-2010.
  52. Lionel Messi Chases Ronaldo's Goal Record Bleacher Report (14 de abril de 2010). Página visitada em 2-6-2010.
  53. Messi se corona como el mejor jugador de la Liga marca.com (3 de junho de 2010). Página visitada em 3-6-2010.
  54. From “Infantil B” to World number one. Página visitada em 18 de Setembro de 2009.
  55. El colegiado rompe el partido con una decisión muy injusta. Página visitada em 25 de Setembro de 2009.
  56. La Hemeroteca de Mundo Deportivo. Página visitada em 25 de Setembro de 2011.
  57. El Mundo esportivo. Página visitada em 24 de Setembro de 2009.
  58. Latest News from Yahoo! Sports - World Soccer News. Página visitada em 23 de Agosto de 2006.
  59. Krkic enters the record books. Página visitada em 21 de Outubro de 2010.
  60. Messi: "Rijkaard gave us more freedom". Página visitada em 10 de Dezembro de 2010.
  61. Profile: Lionel Messi. Página visitada em 22 de Maio de 2009.
  62. Meteoric rise in three years. Página visitada em 3 de Maio de 2008.
  63. Good news for Barcelona as Messi gets his Spanish passport. Página visitada em 28 de Maio de 2005.
  64. Ronaldinho scores the goals, Messi takes the plaudits. Página visitada em 28 de Outubro de 2005.
  65. Frustrated Messi suffers another injury setback. Página visitada em 26 de Abril de 2006.
  66. Arsenal 1 Barcelona 2: Barcelona crush heroic Arsenal in space of four brutal minutes. Página visitada em 18 de Maio de 2006.
  67. Barca retain Spanish league title. Página visitada em 16 de Outubro de 2007.
  68. NATIONAL FOOTBALL TEAMS - Stats - Lionel Messi. Página visitada em 17 de Julho de 2009.
  69. Doctors happy with Messi op. Página visitada em 14 de Novembro de 2006.
  70. Mágica de Messi resolve, e Barcelona abre vantagem sobre nervoso Real (em Português). Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  71. Adiós, Real! Barça segura vantagem, empata com o rival e está na decisão (em Português). Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  72. Wayback Machines. Página visitada em 13 de Novembro de 2006.
  73. Sem ser brilhante, Barcelona empata com o Levante e conquista o tri (em Português). Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  74. Liderado por Messi, futebol arte do Barça bate Manchester e leva o tetra (em Português). Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  75. Barcelona demasiado forte para United (em Português) UEFA. Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  76. The Independent. Página visitada em 11 de Março de 2007.
  77. Inter beat AC, Messi headlines derby. Página visitada em 8 de Março de 2007.
  78. Messi brilha e Barcelona é Campeão da Supercopa da Espanha Mundo do Futebol. Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  79. Com 1 gol de Messi Barcelona vence o Real e é campeão Nacional Veja Abril. Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  80. Barcelona vence Porto e conquista a Supercopa da UEFA. Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  81. Com dois gols de Lionel Messi Barcelona goleia o Villarreal na estreia. Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  82. Barcelona esmaga Osasuna: 8-0, Messi esplendoroso! Mis Futebola. Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  83. The greatest goal ever?. Página visitada em 27 de Abril de 2007.
  84. Messi marca dois, iguala mito, e Barcelona goleia o Bate Borisov Espanha Futebol. Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  85. Trailing After 1 Minute, Barcelona Is in First After 90 Times.com. Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  86. Messi dazzles as Barça reach Copa Final. Página visitada em 18 de Abril de 2007.
  87. Can ‘Messidona’ beat Maradona?. Página visitada em 14 de Julho de 2007.
  88. Hand of Messi saves Barcelona. Página visitada em 10 de Junho de 2007.
  89. Barça atropela Al Sadd e vai fazer final com o Santos Reuters.com. Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  90. Desmistificando Barcelona 4x0 Santos UOL.com. Página visitada em 16 de março de 2012.
  91. Lionel Messi - FT. Página visitada em 27 de Maio de 2011.
  92. Xavi late show saves Barca. Página visitada em 27 de Fevereiro de 2008.
  93. FIFPro World XI. Página visitada em 27 de Maio de 2009.
  94. FIFA Ballon d'Or 2011 FIFA.com. Página visitada em 20 de janeiro de 2012.
  95. Prêmio Puskás FIFA.com. Página visitada em 20 de janeiro de 2012.
  96. Barcelona só derrubou um Bétis reduzido a dez (4-2) Sport TV. Página visitada em 16 de março de 2012.
  97. FC Barcelona volta a dominar Real Madrid ao vencer por 2-1 em jogo da Taça do Rei Síc Notícias. Página visitada em 16 de março de 2012.
  98. Guti critica Rooney e defende Pepe: "existem muitos santos, mas no céu" (em espanhol) (19 de janeiro de 2012).
  99. El fútbol a sus pies. Página visitada em 7 de Julho de 2009.
  100. Guardiola: «Se o Pepe disse que foi involuntário, foi involuntário» maisfutebol.iol.pt. Página visitada em 16 de março de 2012.
  101. Messi brilha marcando três na goleada do Barcelona sobre Málaga Correio do Brasil. Página visitada em 16 de março de 2012.
  102. Barcelona empata em casa, 2-2, e atira Real Madrid para fora da Taça do Rei Joranl de Notícias. Página visitada em 16 de março de 2012.
  103. Capa da 'Time', Messi é chamado de 'possível melhor' da história Folha.com. Página visitada em 16 de março de 2012.
  104. Barcelona vence Valência e segue para a final da Taça do Rei (2-0) abola.pt. Página visitada em 16 de março de 2012.
  105. Aimar 'honrado' por ter inspirado Messi goal.com. Página visitada em 16 de março de 2012.
  106. Osasuna bate Barcelona: Real pode ficar a dez pontos maisfutebol.iol.pt. Página visitada em 16 de março de 2012.
  107. Barcelona faz 3 x 1 no Leverkusen com gols de Sánchez e Messi br.reuters.com. Página visitada em 16 de março de 2012.
  108. Troca de camisas com Messi irrita dirigentes do Bayer Leverkusen Globo Esporte. Página visitada em 16 de março de 2012.
  109. Messi e Kaká doam camisas autografadas para leilão beneficente Globo Esporte. Página visitada em 16 de março de 2012.
  110. Campeonato Espanhol 2011 - 2012, Barcelona vence por cinco a um Globo Esporte. Página visitada em 16 de março de 2012.
  111. Messi será o mais jovem do Barça a completar 200 jogos atribuna.com.br. Página visitada em 16 de março de 2012.
  112. Messi faz golaço de falta, e Barça encerra série do Atlético de Madrid esportes.terra.com.br. Página visitada em 16 de março de 2012.
  113. Messi faz golaço, Dani Alves deixa o seu e Barça vence Atlético de Madri Globo Esporte. Página visitada em 16 de março de 2012.
  114. Messi: «Devo tudo ao Barcelona» record.xl.pt. Página visitada em 16 de março de 2012.
  115. Só faltou chover! Messi faz cinco, Barça atropela e avança às quartas globoesporte.globo.com (7 de março de 2012).
  116. Guardiola diz que trono do futebol mundial pertence a Messi esportes.terra.com.br. Página visitada em 16 de março de 2012.
  117. Beckenbauer: «Messi tem coisas de Maradona e Charlton» www.record.xl.pt. Página visitada em 16 de março de 2012.
  118. Deco: O Barça sem Messi não seria a mesma coisa maisfutebol.iol.pt. Página visitada em 16 de março de 2012.
  119. 'Messi é o melhor jogador de todos os tempos', diz vice do Milan Globo Esporte. Página visitada em 16 de março de 2012.
  120. O rei da Espanha Globo Esporte. Página visitada em 16 de março de 2012.
  121. Messi resolve outra vez, Barça vence e volta a ficar a dez pontos do Real Globo Esporte. Página visitada em 16 de março de 2012.
  122. Totti le daría el Balón de Oro a Messi antes que a Kaká. Página visitada em 29 de Novembro de 2007.
  123. Messi não pensa em recorde de gols, diz ser 'normal' e enaltece Guardiola Globo Esporte. Página visitada em 16 de março de 2012.
  124. Fàbregas diz que Messi é humilde e merece saborear o bom momento Globo Esporte. Página visitada em 16 de março de 2012.
  125. Jornal revela que Messi quase trocou o Barça pelo Real Madrid aos 13 anos Globo Esporte. Página visitada em 16 de março de 2012.
  126. Romário: «Messi ainda tem de ser melhor do que eu» record.xl.pt. Página visitada em 16 de março de 2012.
  127. http://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-espanhol/noticia/2012/03/messi-faz-golaco-fica-perto-de-recorde-e-barca-derrota-sevilla-sem-sustos.html
  128. http://esportes.terra.com.br/futebol/europeu/2012/noticias/0,,OI5674260-EI18003,00-Recontagem+poe+Messi+a+um+gol+de+igualar+maior+artilheiro+do+Barca.html
  129. The World‘s best Playmaker. Página visitada em 31 de Agosto de 2012.
  130. Messi scores hat trick in Barca's 3-1 win over Atletico. Página visitada em 7 de Janeiro de 2009.
  131. http://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-espanhol/noticia/2012/04/com-dois-de-messi-barca-goleia-e-coloca-pressao-sobre-o-lider-real.html
  132. Barcelona's Lionel Messi sidelined with thigh injury. Página visitada em 5 de Março de 2008.
  133. Messi Inherits Ronaldinho's No. 10 Shirt. Página visitada em 4 de Agosto de 2008.
  134. Barcelona 3-2 Real Madrid – as it happened. Página visitada em 24 de Agosto de 2012.
  135. Real Madrid falters at Getafe while Barcelona builds five-point lead. Página visitada em 31 de Agosto de 2012.
  136. Cristiano Ronaldo seals Super Cup win for Real Madrid despite wonder free-kick from Lionel Messi. Página visitada em 30 de Agosto de 2012.
  137. Messi becomes Barcelona's all-time Clasico top scorer with free kick against Real Madrid. Página visitada em 29 de Agosto de 2012.
  138. O Real Madrid bater o Barcelona a vencer a Taça Super espanhol. Página visitada em 28 de Agosto de 2012.
  139. Messi brace bails out shaky Barca vs Spartak. Página visitada em 17 de Setembro de 2012.
  140. 76 not out: Messi closing in on Muller after breaking Pele's record for most goals in a calendar year. Página visitada em 14 de Novembro de 2012.
  141. Lionel Messi eclipses Pelé with 76th goal of year in Barcelona victory. Página visitada em 15 de Novembro de 2012.
  142. Messi does it again. Página visitada em 18 de Novembro de 2012.
  143. Messi closing in on Muller record. Página visitada em 20 de Novembro de 2012.
  144. Messi equals César’s record. Página visitada em 12 de Dezembro de 2012.
  145. Month by month, goal by goal... The diary of Messi's extraordinary record-breaking year. Página visitada em 10 de Dezembro de 2012.
  146. Lionel Messi of Barcelona sets new goal-scoring record. Página visitada em 5 de Janeiro de 2013.
  147. Messi breaks record with 86th goal of year. Página visitada em 9 de Dezembro de 2012.
  148. Lionel Messi sends signed shirt to Gerd Müller. Página visitada em 10 de Janeiro de 2013.
  149. 88 and counting... Messi can't stop scoring as Barca striker doubles up to further exceed Muller's record. Página visitada em 13 de Dezembro de 2012.
  150. Messi reaches 90 goals as Barca win. Página visitada em 17 de Janeiro de 2013.
  151. Barça has renewed the contracts of Carles Puyol, Xavi Hernández and Leo Messi. Página visitada em 18 de Janeiro de 2013.
  152. Messi renova contrato até 2018: "É um dia fantástico". Página visitada em 26 de Janeiro de 2013.
  153. Ballon d'Or contenders Messi, Ronaldo and Iniesta in profile. Página visitada em 16 de Fevereiro de 2013.
  154. Messi crowned world's best for record fourth time. Página visitada em 20 de Fevereiro de 2013.
  155. Lionel Messi wins Ballon d'Or ahead of Ronaldo & Iniesta. Página visitada em 22 de Fevereiro de 2013.
  156. a b http://espn.estadao.com.br/video/280854_entrevista-com-messi-que-falou-sobre-ultima-temporada-preferia-menos-gols-e-mais-titulos
  157. Lionel Messi renova com o Barcelona 1 de fevereiro de 2013
  158. Lionel Messi insulted Real Madrid coach Aitor Karanka, says José Callejón - video 2 de fevereiro de 2013
  159. Messi in alleged car park rant at Real star Arbeloa after Barcelona's draw in Madrid 29 de janeiro de 2013
  160. Lionel Messi assina renovação de contrato com o Barcelona até 2018. Página visitada em 7 de Fevereiro de 2013.
  161. Messi renova contrato com o Barcelona até 2018. Página visitada em 6 de Fevereiro de 2013.
  162. Barcelona faz 6-1 no Getafe. Página visitada em 10 de Fevereiro de 2013.
  163. Messi prestes a marcar seu 300º gol pelo Barcelona. Página visitada em 11 de Fevereiro de 2013.
  164. Lionel Messi marca duas vezes, alcança gol 300º e ajuda Barça a vencer. Página visitada em 15 de Fevereiro de 2013.
  165. Barça vence de virada com dois de Messi em noite histórica para o craque. Página visitada em 16 de Fevereiro de 2013.
  166. Após derrota no meio da semana, Barça vence o Sevilla por 2-1. Página visitada em 22 de Fevereiro de 2013.
  167. Que venha o Real: Barça leva susto, mas vence de novo com gol de Messi. Página visitada em 23 de Fevereiro de 2013.
  168. Real Madrid 2-1 Barcelona. Página visitada em 2 de Março de 2013.
  169. Após derrota para o Real, Valdés atira contra o árbitro: 'Não tem vergonha'. Página visitada em 3 de Março de 2013.
  170. Virou rotina? Real volta a vencer o Barcelona. Messi iguala Di Stéfano. Página visitada em 3 de Março de 2013.
  171. De olho no Milan, Barça vence com bela cavadinha do 'reserva' Messi. Página visitada em 9 de Março de 2013.
  172. Lionel Messi reabriu caminho ao FC Barcelona na "Champions". Página visitada em 12 de Março de 2013.
  173. Milan 'abre apetite' de Messi e Barcelona consegue classificação heroica. Página visitada em 13 de Março de 2013.
  174. Messi e Villa brilham, e Barcelona vence o Rayo. Adriano sai machucado. Página visitada em 17 de Março de 2013.
  175. Barça e Messi não falham: 3 a 1 sobre o Rayo Vallecano. Página visitada em 18 de Março de 2013.
  176. Lionel Messi atinge marca incrível, mas Barcelona cede empate ao Celta. Página visitada em 30 de Março de 2013.
  177. Messi e Tello brilham, mas Barça cede empate ao Celta de Vigo no finzinho. Página visitada em 31 de Março de 2013.
  178. Messi marca, sai machucado e vê Barça ceder empate ao PSG no fim. Página visitada em 2 de Abril de 2013.
  179. Com gol de Matuidi no fim, PSG consegue empate e segue vivo na Liga. Página visitada em 3 de Abril de 2013.
  180. Athletic Bilbao arranca empate no fim e ofusca atuação de Messi. Página visitada em 27 de Abril de 2013.
  181. Barça vence Betis de virada e se aproxima mais do título. Página visitada em 5 de Maio de 2013.
  182. Messi iguala o número de gols de Maradona. Página visitada em 7 de maio de 2013.
  183. Após show, Messi iguala número de gols de Maradona na carreira. Página visitada em 7 de maio de 2013.
  184. Barça vira sobre o Atlético após título, mas volta a perder Messi por lesão. Página visitada em 12 de maio de 2013.
  185. Lesão afasta Messi do resto da temporada. Página visitada em 13 de Maio de 2013.
  186. Flu pode enfrentar Messi na Libertadores. Entenda!. Página visitada em 24 de Maio de 2013.
  187. Messi faz três e vira maior artilheiro do Barcelona em 7 a 0 sobre o Osasuna. Página visitada em 16 de março de 2014.
  188. Neymar faz três, Barcelona derrota o frágil Granada e volta à liderança
  189. Lionel Messi Biography. Página visitada em 8 de Agosto de 2008.
  190. FORMULARIO. Página visitada em 1 de Julho de 2004.
  191. FIFA World Youth Championship Netherlands 2005. Página visitada em 8 de Julho de 2009.
  192. Messi handles 'new Maradona' tag. Página visitada em 22 de Agosto de 2005.
  193. Argentine striker Messi recalled for World Cup qualifier. Página visitada em 20 de Agosto de 2005.
  194. Messi tries again as Argentina face Paraguay. Página visitada em 2 de Setembro de 2005.
  195. Lionel Andrés Messi esporte.uol.com.br. Página visitada em 16 de março de 2012.
  196. Messi is a jewel says Argentina coach. Página visitada em 10 de Outubro de 2005.
  197. Messi weiter auf der Bank. Página visitada em 13 de Junho de 2006.
  198. Argentina 6-0 Serbia & Montenegro. Página visitada em 16 de Junho de 2006.
  199. Brasil campeão da Copa América momentodofutebol.com. Página visitada em 16 de março de 2012.
  200. Messi comes of age. Página visitada em 5 de Junho de 2005.
  201. Argentina allay fears over Messi. Página visitada em 30 de Maio de 2006.
  202. Argentina 2-1 México (aet). Página visitada em 24 de Junho de 2006.
  203. Rodríguez finds an answer but many questions still remain. Página visitada em 26 de Junho de 2006.
  204. Holland 0-0 Argentina. Página visitada em 21 de Junho de 2006.
  205. Tévez nets in Argentina victory. Página visitada em 29 de Junho de 2007.
  206. Olympic Football final 2008 soccerlens.com. Página visitada em 16 de março de 2012.
  207. Germany 1-1 Argentina. Página visitada em 30 de Junho de 2006.
  208. Argentina - Paraguay. Página visitada em 5 de Julho de 2007.
  209. Argentina and Mexico reach semis. Página visitada em 11 de Outubro de 2008.
  210. Brazil victorious in Copa America. Página visitada em 16 de Julho de 2007.
  211. Messi's magic goal. Página visitada em 12 de Julho de 2007.
  212. Lionel Messi out of Olympics after Barcelona win court appeal against Fifa. Página visitada em 28 de Agosto de 2008.
  213. Messi marca no fim e Argentina vence Brasil (em Português). Página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  214. Argentina beats Nigeria 1-0 for Olympic gold. Página visitada em 23 de Agosto de 2008.
  215. Messi sets up Brazil semi. Página visitada em 16 de Agosto de 2008.
  216. Barcelona give Messi Olympics thumbs-up. Página visitada em 27 de Maio de 2009.
  217. World Cup 2010 Comment: Revealed - Maradona's Argentina XI. Página visitada em 3 de Junho de 2005.
  218. Argentina 4–0 Venezuela: Messi the star turn. Página visitada em 28 de Março de 2009.
  219. Argentina 1 Nigéria 0: match report. Página visitada em 12 de Junho de 2010.
  220. Tactical Line-up. Página visitada em 13 de Junho de 2010.
  221. Greece 0 Argentina 2: match report. Página visitada em 22 de Junho de 2010.
  222. Higuaín marca dois, Argentina é muito superior e dispara na ponta. Página visitada em 22 de Março de 2013.
  223. Argentina e Colômbia vencem fácil e despontam nas eliminatórias para Copa. Página visitada em 23 de Março de 2013.
  224. Los 23 elegidos para el Mundial (em espanhol) Clarín (2 de junho de 2014).
  225. Diego Maradona cansado das comparações com Lionel Messi bulhufas.com. Página visitada em 16 de março de 2012.
  226. Kaká o melhor Jogador de 2007 copanaafrica2010.com. Página visitada em 16 de março de 2012.
  227. Mano Castanho. Lionel Messi, o melhor do mundo em 2009 manocastanho.blogspot.com. Página visitada em 16 de março de 2012.
  228. Cristiano Ronaldo diz que ele e Messi são como uma Ferrari e um Porsche redetv.com.br. Página visitada em 11 de março de 2012.
  229. Messi: 53 golos, como Ronaldo maisfutebol.iol.pt. Página visitada em 11 de março de 2012.
  230. a b c d e f g Livro conta vida pessoal, intimidade e segredos de Messi (em português) esportes.terra.com.br (1 de dezembro de 2011). Página visitada em 26 de fevereiro de 2012.
  231. Confusões e mulheres movimentam ano do "bom moço" Messi e do "rebelde" Rooney (em português) esporte.uol.com.br (27 de maio de 2011). Página visitada em 26 de fevereiro de 2012.
  232. Conheça a bela namorada de Messi (em português) br.esportes.yahoo.com (11 de agosto de 2011). Página visitada em 26 de fevereiro de 2012.
  233. Há um novo Messi no Mundo, chama-se Thiago (em português) publico.pt (02 de novembro de 2012). Página visitada em 02 de novembro de 2012.
  234. Argentine Soccer Star Leo Messi Named Global Brand Ambassador For Turkish Airlines
  235. Lionel Messi (em inglês) FootballDatabase. Página visitada em 16 de julho de 2011.
  236. a b Player - Lionel Messi (em inglês) National Football Teams. Página visitada em 23 de setembro de 2011.
  237. br.esporteinterativo.yahoo.com/ Melhor que Messi? Boxeador é eleito o atleta argentino do ano

Ligações Externas

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Lionel Messi
Precedido por
Cristiano Ronaldo
Portugal
2008
Melhor Jogador do Mundo
Lionel Messi
Argentina

2009 - 2010 - 2011 - 2012
Sucedido por
Cristiano Ronaldo
Portugal
2013