Messier 110

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Messier 110
Messier 110
Descoberto por Charles Messier
Data de descoberta 10 de agostode 1773
Dados observacionais (J2000)
Constelação Andromeda
Asc. reta 00h 40m 22,1s
Declinação +41° 41′ 07″
Distância 2,690 milhões de anos-luz (820 kpc)
Redshift -0,000804 ± 0,000010
Magnit. apar. 892
Dimensões 21,9 × 11,0 minutos de arco
Outras denominações
NGC 0205, PGC 002429, MCG +07-02-014, IRAS 00376+4124, LEDA 2429
Mapa
Messier 110
Andromeda constellation map.png

NGC 205 ou M110 é uma galáxia elíptica localizada a cerca de 2,9 milhões de anos-luz (aproximadamente 0,889 megaparsecs) de distância na direção da constelação de Andrômeda. Possui uma magnitude aparente de 7,9, uma declinação de +41º 41' 26" e uma ascensão reta de 00 horas 40 minutos 21,9 segundos.

A galáxia NGC 205 foi descoberta em 10 de Agosto de 1773 por Charles Messier e é satélite da Galáxia de Andrômeda, pertencendo evidentemente ao Grupo Local de Galáxias.

Descoberta e visualização[editar | editar código-fonte]

Messier 110, projeto 2MASS

A galáxia elíptica foi descoberta pelo astrônomo francês Charles Messier em 10 de agosto de 1773, mas por razões desconhecidas, nunca foi incluído em seu catálogo de objetos do céu profundo. Entretanto, foi descrito por ele próprio na edição do anuário astronômico francês Connaissance des temps em 1801 e incluído em um desenho de próprio punho seis anos mais tarde. Finalmente, em 1966 foi incluído na versão moderna do catálogo pelo astrônomo Kenneth Glyn Jones.[1]

Caroline Herschel redescobriu o objeto independentemente em 27 de agosto de 1783 e foi novamente redescoberto por seu irmão, William Herschel, descobridor de Urano, em 5 de outubro de 1784.[1]

Características[editar | editar código-fonte]

A galáxia esferoidal anã está a mesma distância em relação à Terra do que a Galáxia de Andrômeda, cerca de 2,9 milhões de anos-luz. Walter Baade foi o primeiro a resolver suas estrelas mais brilhantes em 1944. Exibe algumas nuvens de matéria interestelar, incomuns para galáxias de seu tipo e sua massa foi estimada entre 3,6 e 15 bilhões de vezes a massa solar.[1]

Mesmo pequena, contém 8 aglomerados globulares em seu halo galáctico, sendo o mais brilhante de magnitude aparente 15, visível dos maiores telescópios amadores.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d Hartmut Frommert e Christine Kronberg (21 de agosto de 2007). Messier Object 110 (em inglês) SEDS. Visitado em 7 de junho de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Science.jpg    NGC 203  •  NGC 204  •  NGC 205  •  NGC 206  •  NGC 207