Messier 70

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
M70
Messier 70, Telescópio Espacial Hubble
Messier 70, Telescópio Espacial Hubble
Descoberto por Charles Messier
Data 1780
Dados observacionais (J2000)
Constelação sagittarius
Asc. reta 18h 43m 12.64s[1]
Declinação -32° 17′ 30.8″[1]
Distância 29,3 al (9 kpc)
Magnit. apar. +9.06[1]
Dimensões 8′.0
Características físicas
Raio 34 anos-luz[2]
Outras denominações
NGC 6681
Messier 70
Sagittarius constellation map.png

Messier 70 (NGC 6681) é um aglomerado globular localizado na constelação de Sagittarius. Foi descoberto por Charles Messier em 31 de agosto de 1780, na mesma noite em que ele descobriu a M69.

M70 está a uma distância de cerca de 29,300 anos-luz da Terra. Trata-se de um vizinho próximo (~2 graus) do aglomerado globular M69, 1.800 anos-luz separam os dois objetos, e ambos os pólos estão localizados perto do centro galáctico. Esta a meio caminho entre Épsilon e Zeta Sagittarius. São conhecidas apenas duas estrelas variavéis neste aglomerado.[3]

Descoberta e visualização[editar | editar código-fonte]

O aglomerado globular foi descoberto pelo astrônomo francês Charles Messier, catalogando-o em 31 de agosto de 1780, juntamente com Messier 69. Descreveu-o como uma "nebulosa sem estrelas" e William Herschel, descobridor de Urano, foi o primeiro a resolver suas estrelas mais brilhantes.[3]

Embora seja mais brilhante que sua companheira Messier 69, é um dos mais fracos aglomerados globulares do catálogo de Messier. Pode ser visto como uma "mancha nebulosa" em binóculos e resolvida em telescópios amadores. Entretanto, devido a sua localização austral, é um objeto difícil de ser visto por observadores do hemisfério Norte.[3]

Características[editar | editar código-fonte]

É maior e mais brilhante do que seu companheiro na esfera celeste, Messier 69, embora esteja a uma distância de 29 300 anos-luz em relação à Terra, apenas 300 anos-luz a menos do que M69. Os aglomerados estão separados entre si por 1 800 anos-luz. Ambos estão próximos do núcleo da Via-Láctea e sofrem grandes forças de maré. [3]

Seu diâmetro aparente de 8 minutos de grau corresponde a um diâmetro real de 68 anos-luz, embora seu núcleo não passe de 4 minutos de grau. Está se afastando da Terra a uma velocidade de 200 km/s. Conhecem-se apenas duas estrelas variáveis pertencentes ao sistema.[3]

O núcleo do aglomerado é extremamente denso, tendo sofrido um colapso de núcleo em algum momento de sua história, de modo semelhante a 21 outros aglomerados globulares da Via-Láctea, incluindo Messier 15, Messier 30 e possivelmente Messier 62.[3]

Tornou-se famoso em 1995 quanto o cometa Hale-Bopp foi descoberto por Alan Hale e Thomas Bopp em suas proximidades.[3]

Referências

  1. a b c SIMBAD Astronomical Database Results for NGC 6681..
  2. distância × sin( diâmetro_ângulo / 2 ) = raio de 34 al
  3. a b c d e f g Hartmut Frommert e Christine Kronberg (21 de agosto de 2007). Messier Object 70 (em inglês) SEDS. Página visitada em 28 de maio de 2012.
Science.jpg    NGC 6679  •  NGC 6680  •  NGC 6681  •  NGC 6682  •  NGC 6683   
Ícone de esboço Este artigo sobre um aglomerado globular é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.