Messier 92

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Messier 92
Messier 92, Telescópio Espacial Hubble
Messier 92, Telescópio Espacial Hubble
Descoberto por Johann Elert Bode
Data 1777
Dados observacionais (J2000)
Constelação Hercules
Asc. reta 17h 17m 07,4s[1]
Declinação 43° 08′ 09,4″[1]
Distância 26 700 anos-luz[2] (8 200 pc)
Magnit. apar. 6,3[1]
Dimensões 14,0 minutos de arco[2]
Classe IV[2]
Características físicas
Raio 54,5[2]
Outras denominações
M92, NGC 6341, GC1 59.[1]
Messier 92
Hercules constellation map.png

Messier 92 (também conhecido como M92 ou NGC 6341) é um aglomerado globular localizado na constelação de Hercules a 26 700 anos-luz da Terra. Foi descoberto por Johann Elert Bode em 1777 e redescoberto independentemente por Charles Messier em 1781. Possui um raio de 54,5 anos-luz e uma dimensão aparente de 14,0 minutos de arco.[2]

Descoberta e visualização[editar | editar código-fonte]

Foi apenas o segundo aglomerado globular descoberto na constelação de Hércules, visualizada primeiramente por Johann Elert Bode em 27 de dezembro de 1777. Foi redescoberto independentemente pelo astrônomo francês Charles Messier em 18 de março de 1781, quando decidiu realizar um empreendimento de observações de nebulosas que estavam naquela região da esfera celeste, na constelação de Virgem. Em apenas uma única noite, catalogou 8 galáxias e o aglomerado.[2]

Características[editar | editar código-fonte]

Está situado a uma distância de aproximadamente 26 700 anos-luz em relação à Terra. De acordo com seu diagrama de Hertzsprung-Russell, é um pouco mais novo do que a média dos aglomerados globulares da Via-Láctea; sua idade foi estimada em 12 a 14 bilhões de anos.[2]

Pode ser visível a olho nu e é um belo objeto do céu profundo mesmo com os menores instrumentos ópticos. Brilha ligeiramente menos do que seu companheiro aparente, o Grande Aglomerado Globular de Hércules (M13), embora seu diâmetro aparente seja significativamente menor, apenas 14 minutos de arco, 2/3 do diâmetro aparente de M13. Isso corresponde a um diâmetro real de 109 anos-luz. Sua massa equivale a 330 000 massas solares.[2]

Conhecem-se 16 estrelas variáveis no aglomerado, 14 variáveis RR Lyrae e uma variável W Ursae Majoris. Aproxima-se do Sistema Solar a 112 km/s. Em 14 000 anos, devido ao movimento de precessão da Terra, o aglomerado se tornará a nova Polarissima Borealis, ou seja, estará praticamente no Polo Norte da esfera celeste, local ocupado pela Polaris atualmente.[2]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d SIMBAD basic query result SIMBAD. Visitado em 27 de julho de 2011.
  2. a b c d e f g h i Hartmut Frommert e Christine Kronberg (21 de agosto de 2007). Messier Object 92 (em inglês) SEDS. Visitado em 29 de maio de 2012.

Coordenadas: Sky map 17h 17m 07.27s, +43° 08′ 11.5″

Science.jpg    NGC 6339  •  NGC 6340  •  NGC 6341  •  NGC 6342  •  NGC 6343   
Ícone de esboço Este artigo sobre um aglomerado globular é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.