Metalcore

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Metalcore
Origens estilísticas Metal extremo,hardcore punk, crossover thrash
Contexto cultural Final da década de 1980, Nova Iorque, Estados Unidos da América
Instrumentos típicos Vocais - Guitarra - Baixo - Bateria - algumas vezes Teclado
Popularidade Alta no underground durante a década de 1990
Subgêneros
Metalcore melódico - Swedecore
Gêneros de fusão
Deathcore - Rapcore - Mathcore
Formas regionais
Massachusetts - Nova Jersey - Nova Iorque
Outros tópicos
Lista de bandas de Metalcore - Punk metal

Metalcore é um estilo musical que consiste em uma fusão de estilos, neste caso entre o metal extremo e o hardcore punk. Bandas como Killswitch Engage, Bullet For My Valentine, All That Remains, Shadows Fall, Sonic Syndicate, Unearth, Caliban, Trivium, The Devil Wears Prada, As I Lay Dying e August Burns Red são os nomes de maior sucesso da atualidade,que fazem parte do movimento que denomina-se N.W.O.A.M. (New Wave of American Metal) que tem como significado A Nova Onda do Metal Americano.

Principais características do estilo[editar | editar código-fonte]

  • Vocal Gutural - Vocal predominante, uma característica marcante no estilo. Algumas vezes em sintonia da Guitarra Solo.
  • Vocal Melódico - Vocais cantados de forma leve e harmoniosa, em contraste com os gritos.
  • Guitarras - Afinações baixas, riffs rápidos e dobras.
  • Baixos - Rápidos e na maioria das vezes com o uso de palhetas.
  • Bateria - Veloz e alternando com condução e pedais duplos encaixando com as palhetadas das guitarras e baixo.

O exemplo abaixo retrata o Metalcore em sua essência, com distorções sujas, palhetadas de guitarra e compasso de baixo acompanhando o pedal duplo da bateria, que tem o nome de Breakdown ("quebra" da música). Áudio proveniente da Wikipédia em inglês.

[[:Imagem:|Áudio de Breakdown]]

[[Imagem:|150px|noicon]]

Exemplo de um Breakdown de Metalcore

Problemas para escutar este arquivo? Veja introdução à mídia.

História[editar | editar código-fonte]

Precursores (1977–1984)[editar | editar código-fonte]

As bandas Black Flag[1] e Bad Brains,[2] estão entre os criadores do hardcore, que admiravam Black Sabbath. Bandas de Street punk britânico, como por exemplo Discharge e The Exploited também buscavam inspirações dentro do Heavy Metal.[3] Os Misfits em seu álbum denominado Earth A.D, tornaram-se influência através deste para o thrash.[4] Apesar de tudo, as culturas do punk e do metal permaneceram separadas desde meados do primeiro semestre de 1980.

Crossover thrash (1984–1989)[editar | editar código-fonte]

Uma mistura de metal e hardcore eventualmente criou a cena Crossover Thrash, que assaltou um clube em Berkley chamado Ruthie's, em 1984.[5] O termo "metalcore" em sua essencia foi utilizado para se referir a estes grupos de crossover.[6] Bandas de Hardcore punk como Corrosion of Conformity,[7] Dirty Rotten Imbeciles e Suicidal Tendencies[8] tocavam lado-a-lado com bandas de Thrash Metal como Metallica e Slayer. Esta cena influenciou o lado skinhead do Hardcore novaiorquino, que também começou em 1984, incluindo bandas como Cro-Mags, Murphy's Law, Agnostic Front[9] e Warzone.[10] Os Cro-Mags se mostraram a banda de maior influência, sendo igualados aos Bad Brains, Motörhead, e Black Sabbath.[11] Os Cro-Mags também embarcaram no straight edge, e para surpresa de todos no Movimento Hare Krishna.[12] Outras bandas straight edge, incluindo Gorilla Biscuits, Crumbsuckers, e Youth of Today,que inaugurou o estilo youth crew.[13] Em 1985 foi anunciada a criação do Breakdown,[14] uma miscelânia dos Bad Brains com uns traços de origem Reggae, criando assim a forma mais famosa de troca de ritmo dentro de uma mesma música, encorajando os espectadores a fazerem o mosh.O álbum "Cause Of Alarm"(1986), da banda Agnostic Front com a participação de Peter Steele, foi um marco na mistura do hardcore com o metal.

Hardcore metálico (1989–1995)[editar | editar código-fonte]

Hardcore metálico
Origens estilísticas Metalcore, hardcore punk, heavy metal, punk rock
Contexto cultural Final década de 1980 e começo da década de 1990, nos Estados Unidos e no Reino Unido
Instrumentos típicos Vocais - Guitarra - Baixo - Bateria - algumas vezes Teclado
Popularidade Popularidade média no começo da década de 1990

Entre 1989 e 1995, uma nova onda de bandas de hardcore punk e metalcore surgiu. Isto inclui All Out War, Integrity, Earth Crisis, Converge, Shai Hulud, Starkweather, Judge, Strife, Rorschach,Vision of Disorder. Integrity teve como sua inflência primária uma banda de metalcore japonesa, intitulada GISM, com pitadas de Slayer e mais elementos vindo de bandas como Septic Death, Samhain, Motorhead, e Joy Division. Já Earth Crisis, Converge e Hatebreed, preferiram elementos do Death Metal. Os álbuns Hearts Once Nourished with Hope and Compassion da banda Shai Hulud, e Destroy The Machines da banda Earth Crisis (1995), foram uma forte inflência desta época.

Metalcore melódico (1995–atualidade)[editar | editar código-fonte]

Metalcore melódico
Origens estilísticas Heavy metal, melodeath
Contexto cultural Metade da década de 1990, nos Estados Unidos e no Reino Unido
Instrumentos típicos Vocais - Guitarra - Baixo - Bateria - algumas vezes Teclado
Popularidade Grande popularidade a partir do ano 2000
Formas regionais
Estados Unidos - Alemanha - Austrália - Rússia - Reino Unido

No início dos anos 90, uma terceira onda de bandas de metalcore apareceu, que adicionaram uma significante ênfase na melodia. Estas bandas combinavam elementos modernos do punk e do metal, e tinham a tendência de misturar melodeath e hardcore melódico. As primeiras bandas misturavam estes elementos, e algumas das precursoras são Killswitch Engage, All That Remains, Shadows Fall, Unearth, Trivium, Bleeding Through e Atreyu, que conseguiram subir a patamares mais populares, em grande parte por esta mistura, tornando-se a lista das bandas de mais sucesso comercial. Do Melodic Death Metal, as bandas que podem ser consideradas influência primária, foram particularmente as bandas de Língua sueca, In Flames, Dark Tranquility e At the Gates. O Metalcore melódico possui vocais limpos durante a música, e tendem a ser menos dissonantes que os outros estilos do metalcore. Algumas destas bandas, como por exemplo Shadows Fall, chegam a lembrar o vocal anos 80 do glam metal.Os grupos de metalcore melódico são comumente rotulados de clichês, por sua música em muitas vezes de tom romântico.

Na metade da década de 2000, o Metalcore acabou subindo a patamares mais altos com uma força que até mesmo gerou gravadoras independentes, como a Century Media ou a Metal Blade, encabeçando bandas de metalcore como seus principais produtos. O metalcore ficou popular o suficiente para que álbuns como The End of Heartache, do Killswitch Engage e o The War Within da banda Shadows Fall, debutassem das posições 21 e 20 da Billboard. O single Two Weeks da banda All That Remains, galgou a nona posição no Mainstream Rock Tracks nos Estados Unidos, e a canção título do álbum, ficou no lugar de número 38.

Metalcore cristão (1999-atualidade)[editar | editar código-fonte]

Metalcore cristão
Origens estilísticas Metalcore, metal cristão
Contexto cultural Final década de 1990 e começo da década de 2000, nos Estados Unidos
Instrumentos típicos Vocais - Guitarra - Baixo - Bateria - algumas vezes Teclado
Popularidade Popularidade média no século XXI

Em 1999 foi realizado o primeiro trabalho de metalcore envolvido com temáticas cristãs, da banda de metalcore Zao, com o álbum Where Blood and Fire Bring Rest. Sendo ZAO um dos precursores do Metalcore e o precursor do metalcore cristão, o gênero se tornou um estilo muito favorável a bandas de metal cristão, tendo uma onda de bandas de metalcore cristão nos anos 2000 e as bandas desta cena do metalcore acabaram se tornando a maioria do mainstream do metalcore atual (e vice-versa, com o mainstream do metal cristão se tornando as atuais bandas de metalcore). As I Lay Dying, Underoath, Demon Hunter, The Devil Wears Prada, August Burns Red, Zao, Haste the Day são alguns exemplos.

Subgêneros de Fusão[editar | editar código-fonte]

Mathcore[editar | editar código-fonte]

O Mathcore surgiu na metade dos anos 90, trabalho das bandas Converge, Botch e The Dillinger Escape Plan. O termo Mathcore foi concebido como analogia ao Math Rock, pois o Mathcore é caracterizado pela velocidade, riffs bastante técnicos, e compassos não usuais, ou bastante complexos. Bandas como Protest The Hero e Fear Before, são bandas que incorporam os padrões do Metalcore junto com tempos complexos e elementos do progressivo, formando assim o Mathcore.

Deathcore[editar | editar código-fonte]

De forma bem incisiva, é uma amalgama entre o Metalcore e o Death Metal. Enquanto ainda classificado como um subgênero do metalcore, o Deathcore tem influência maior do Death Metal, tendo como peculiaridades a velocidade, o peso, a abordagem de escalas cromáticas, grande quantidade de riffs com a téncica do palm mutting, dissonância e trocas de tom. O deathcore muitas vezes aborda breakdowns e riffs melódicos.

Principais Álbuns[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Blush, American Hardcore, part 2, "Thirsty and Miserable", p. 63, 66
  2. Andersen, Mark and Mark Jenkins (2003). Dance of Days: Two Decades of Punk in the Nation's Capital. "Postive Mental Attitude". p. 27. Akashic Books. ISBN 1-888451-44-0
  3. Glasper, Ian (2004). Burning Britain: The History of UK Punk 1980-1984. Cherry Red Books. p. 5. ISBN 1-901447-24-3
  4. Blush, "Hits from Hell", American Hardcore, p. 204
  5. Blush, p. 115
  6. Felix von Havoc, Maximum Rock'n'Roll #198 [1] Data de acesso: 20 de junho de 2008
  7. Blush, p. 193
  8. Christe, Ian: Sound of the Beast: The Complete Headbanging History of Heavy Metal (2003), p. 184
  9. Blush, p. 186
  10. Blush, p. 188
  11. Blush, p. 189
  12. "Cro-Mags foi a primeira banda a juntar skinheads e metaleiros em shows." Blush, p. 189
  13. Alternative Press, 7 de julho de 2008, p. 109
  14. "O estilo de mosh era mais lento, e com uma influência mais peculiar do reggae." - Howie Abrams, Blush, p. 193
  15. Killswitch Engage II estreiando em #7 no Billboard 200 com mais de 58 mil cópias vendidas na primeira semana. roadrunnerrecords.com. Página visitada em 07 de Dezembro de 2011.