Meton

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Setembro de 2011). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Meton de Atenas (Μέτων, em Grego), foi um astrônomo, engenheiro e matemático grego, nascido em Atenas em 460 a.C. Ele era ateniense, foi discípulo de Phaeinos de Atenas, um estrangeiro residente de Atenas, e descobriu o ciclo de 19 anos.[1]

Seu grande triunfo foi a descoberta, em 432a.C, que 235 meses sinódicos equivalem a quase exatamente 19 anos trópicos. Este é conhecido como ciclo metônico, em sua homenagem. Acredita-se que esse ciclo já era utilizado pelos babilônicos muito antes de Meton. O calendário grego, que estava baseado no ciclo de Meton, tinha um sistema de anos lunares que se repetia a cada 19 anos. Este foi o calendário do mundo antigo até 46 a.C., quando o calendário juliano foi estabelecido por Júlio César, com a ajuda de Sosígenes. Os judeus tem conservado o calendário grego, e, portanto, o ciclo metônico ainda está em uso por razões religiosas. Na verdade,sua influência se encontra também no cristianismo, já que a data da Páscoa se calcula utilizando-se o ciclo metônico.

Referências

  1. Teofrasto, De signis, 4 [em linha]