Metrô de Roma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Metropolitana di Roma
Informações
Local Roma, Itália
Tipo de transporte Metropolitano (transporte rápido)
Número de linhas 2
Tráfego -
Website Metropolitana di Roma
Funcionamento
Operadora(s) ATAC
Dados técnicos
Extensão do sistema 41,5 Km
Bitola -
Velocidade máxima -

A Metropolitana di Roma é a rede metroviária de Roma, composta de duas linhas (A e B) num traçado total de 38 quilômetros e mais duas linhas de trens suburbanos e uma linha metrotranviária (bonde ou carro eléctrico).

O primeiro metrô de Roma foi projetado e iniciado nos anos 30 durante o governo fascista, com o objetivo de oferecer um ligação rápida entre a Estação Termini, situada no centro da cidade, e o novo bairro denominado E42, onde se realizaria a Exposição Universal de 1942. A manifestação nunca aconteceu por causa da Segunda Guerra Mundial e no momento da interrupção das obras já haviam sido realizados alguns túneis (no trecho entre as atuais estações Termini e Piramide) que foram utilizados como refúgios anti-aéreos.

As obras foram retomadas em 1948 e a primeira linha foi inaugurada em 10 de fevereiro de 1955. Em 1980 foi inaugurada a segunda linha entre as estações Anagnina e Ottaviano que passou a se chamar linha A enquanto a linha mais antiga linha B. Em 1990 a linha B chegou até Rebibbia. Entre 1999 e 2000 entrou em operação a extensão da linha A da estação Ottaviano para a estação Battistini.

Linhas[editar | editar código-fonte]

Linha Terminais Inauguração Estações
A BattistiniAnagnina 1980 28
B LaurentinaRebibbia 1955 22

Linha A[editar | editar código-fonte]

Linha A.

A Linha A, inaugurada em Fevereiro de 1980 pelo presidente da câmara alta, Luigi Petroselli, cruza a cidade obliquamente de noroeste para sudeste. Conta com, em 2007, 27 estações com o seu início/fim em Battistini (em Boccea) e Anagnina (em Osteria del Curato). A cor de reconhecimento desta linha é a laranja.

As suas estações são: Battistini, Cornelia, Baldo degli Ubaldi, Valle Aurelia, Cipro-Musei Vaticani, Ottaviano-San Pietro, Lepanto, Flaminio-Piazza del Popolo, Spagna, Barberini - Fontana di Trevi, Repubblica-Teatro dell’Opera, Termini, Vittorio Emanuele, Manzoni, San Giovanni, Re di Roma, Ponte Lungo, Furio Camillo, Colli Albani-Parco Appia Antica, Arco di Travertino, Porta Furba-Quadraro, Numidio Quadrato, Lucio Sestio, Giulio Agrícola, Subaugusta, Cinecittà e Anagnina.

Linha B[editar | editar código-fonte]

Linha B.

A Linha B cruza a cidade de Roma de Nordeste para Sul, contando como inicio/fim as estações de Rebibbia (próximo do recinto penitenciário com o mesmo nome) e Laurentina (situada a leste do distrito de EUR). Conta com um total de 22 estações. A cor de reconhecimento desta linha, é azul.

As suas estações são: Rebibbia, Ponte Mammolo, Santa Maria del Soccorso, Pietralata, Monti Tiburtini, Quintiliani, Tiburtina, Bologna, Policlinico, Castro Pretorio, Termini, Cavour, Colosseo, Circo Massimo, Piramide, Garbatella, Basilica San Paolo, Marconi, EUR Magliana, EUR Palasport, EUR Fermi e Laurentina.

Museu Ferroviário[editar | editar código-fonte]

O Museu Ferroviário Met.Ro. Roma Porta San Paolo é um museu de Roma dedicado aos transportes ferroviários de Roma e os que "actuam" á sua volta.

Encontra-se na estação Porta San Paolo da linha ferroviária de Roma - Lido.


Metrô de Roma
Linha A | Linha B

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Metrô de Roma