Metrô de Teresina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde dezembro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Companhia Metropolitana de Transportes Públicos S.A.
Estação Metro de Teresina.JPG
Tipo Ferroviário
Fundação 15 de agosto de 1989 (24 anos)
Sede Teresina,  Brasil
Página oficial www.florianonet.com.br/metro-pi
Metrô de Teresina.

O Metrô de Teresina é operado pela CMTP, possui atualmente 9 estações e 13,5 km de extensão e transporta atualmente cerca de 15 mil usuários/dia.[1]

Este sistema é uma forma de transporte alternativa com baixo custo que atende principalmente usuários da região sudeste da cidade, facilitando seu acesso ao centro da capital.

História[editar | editar código-fonte]

O Metrô de Teresina foi criado no dia 15 de agosto de 1989, com o objetivo de implantar um transporte de alta capacidade para o aglomerado urbano de Teresina.

As obras foram iniciadas no final de 1989. Para reduzir os custos das obras, o projeto aproveitou ao máximo a linha férrea existente que corta Teresina, adotou trens a diesel cedidos pela RFFSA que operaram nas ferrovias do Rio Grande do Sul, e também manteve a bilota métrica já existente em suas vias.

A linha 1 do metrô entrou em teste operacional em novembro de 1990 e foi inaugurado comercialmente no dia 5 de junho de 1991.

Por ainda não ter contado com uma estação no centro da cidade e não haver terminais de ônibus em suas estações (a maioria das estações do Metrô são em vizinhanças carentes) a demanda diária não passava dos 5 mil usuários até o ano de 2009, mas com a inauguração da estação Bandeira no centro da cidade, em 2010, a demanda diária de passageiros chegou aos 8 mil usuários em 2013.[2] Em comparação, o sistema de ônibus da cidade atende a 225.000 passageiros por dia.[3] O Metrô de Teresina ainda não atende nenhum shopping principal (menos o Shopping da Cidade que é um camelô)[4] , o estádio de futebol, a rodoviária ou o aeroporto.

Em 25 de março de 2008, foi anunciado que a gestão do metrô passará da CMTP para a Companhia Brasileira de Trens Urbanos[5]

Características do Sistema[editar | editar código-fonte]

Este sistema conta atualmente com um total de oito estações e uma extensão total de 13,5 km formado em sua maioria por vias em superfície.

Os veículos deste sistema trafegam a uma velocidade média de 30 km/h. A bitola é de 1000 mm em via singela e o combustivel dos trens é o diesel.

Tabela do Sistema[editar | editar código-fonte]

Linha Terminais Inauguração Comprimento (km) Estações Duração das viagens (min) Funcionamento
Linha 1 Itararé ↔ Eng. Alberto Silva 5 de junho de 1991 13,5 9 30 De segunda a sábado, das 6:00 às 19:00

Frota[editar | editar código-fonte]

Modelo/Série Potência (kW) Fabricante Origem Ano de Fabricação Frota Ativa Frota Inativa Frota Total Composições Frota Total Carros
ABBA 338 Ganz-Mavag Hungria 1973 1 2 3 12

Referências

  1. Metrô Teresina terá novo trem dia 1º de julho (17 de Junho de 2010). Página visitada em 17 de junho de 2010.
  2. Metrô se torna ponto de consumo de crack em Teresina. MeioNorte.com (30/07/2013).
  3. [http://www.setut.com.br/setut/ Quem Somos: Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina - SETUT]. SETUT. "O Sindicato gerencia o transporte de 7 milhões de passageiros por mês."
  4. Shopping da Cidade faz camelôs aumentarem vendas em Teresina. MeioNorte.com (07/08/2009).
  5. [ligação inativa]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]