Metro Pictures Corporation

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Metro Pictures Corporation
Tipo Privada
Indústria Produção cinematográfica
Fundação 1915
Fundador(es) Richard A. Rowland
Encerramento 1924
Sede Los Angeles, Califórnia, EUA
Proprietário(s) Richard A. Rowland (1915-1920)
Marcus Loew (1920-1924)
Pessoas-chave Richard A. Rowland (1880-1947)
Louis B. Mayer (1884-1957)
Harry Cohen
Joseph Engel
Marcus Loew
George D. Baker
Produtos seriado
Antecessora(s) Alco Film Corporation
Sucessora(s) Metro-Goldwyn-Mayer

Metro Pictures Corporation foi um estúdio cinematográfico estadunidense fundado por Richard A. Rowland (1880-1947) e Louis B. Mayer[1] em 1915[2] , que se ocupava tanto da produção quanto da distribuição de filmes. A Metro Pictures Corporation não é a Metro Goldwyn Mayer, pois, embora Louis B. Mayer (1884-1957) tenha trabalhado para a Metro Pictures Corporation, a companhia que foi formada posteriormente, a Metro Goldwyn Mayer, foi resultado da fusão da Metro Pictures Corporation juntamente com a Goldwyn Pictures e a Louis B. Mayer Pictures, todas compradas por Marcus Loew[3] .

Histórico[editar | editar código-fonte]

A Metro Pictures Corporation foi organizada para controlar os ativos da extinta Alco Film Corporation[2] [4] , constituída no ano anterior por Al Lichtman e W. H. Seeley, que servia de distribuidora para várias produtoras[5] . Começou através da distribuição do filmes produzidos pela Solax Film Company[6] , fundada em 1910[7] . Seus estúdios estavam localizados na Romaine Street em Hollywood, e foi responsável por vários filmes de alto orçamento, chamados de “filmes de qualidade”, sob a marca Screen Classics, Inc. Apesar de produzir uma média de 60 filmes por ano, a Metro acabou com dificuldades financeiras, em especial pelo que estava disposta a pagar por direitos de adaptação de romances tais como The Four Horsemen of the Apocalypse[5] .

Ficheiro:Beverly Bayne photo.jpg
Beverly Bayne, estrela da Metro Pictures Corporation nos anos 1910.

Louis B. Mayer saiu da Metro para formar sua própria companhia, a Louis B. Mayer Pictures Corporation, em 1918. Richard Rowland continuaria a produzir filmes em Nova Iorque, Fort Lee e Los Angeles. As maiores estrelas da Metro na época, durante a Primeira Guerra Mundial, foram Francis X. Bushman, Beverly Bayne, Harold Lockwood e May Allison.

Em 1920, a empresa foi comprada pelo magnata do cinema Marcus Loew, como um fornecedor de filmes para a sua cadeia de cinemas. Em 1924, Loew fundiu a Metro Pictures com a Goldwyn Pictures (fundada em 1916). Tais compras criaram a necessidade de alguém que supervisionasse essas novas operações em Hollywood, pois seu assistente Nicholas Schenck já era supervisor dos cinemas em Nova Iorque. Assim, Loew comprou a Louis B. Mayer Pictures em 16 de abril de 1924. Por causa de seu sucesso de dez anos como produtor, Mayer foi eleito vice-presidente e chefe de operações do estúdio na Califórnia, com Harry Rapf e Irving Thalberg como chefes de produção, e a nova entidade foi renomeada Metro Goldwyn Mayer em 1925. Durante décadas, porém, a MGM foi creditada nos filmes como "Controlled by Loew's, Inc."

Embora o arquivo de filmes e de estrelas ter se fundido dentro da MGM em 1924, o estúdio de cinema de Rowland, em Los Angeles, continuou uma vida própria. Ficou conhecido simplesmente como “Motion Picture Studios” através da década de 1940, “General Service Studios” e “Desilu Studios” através da década de 1950 e 1960, e tornou-se “Ren-Mar Studios” em 1974. Em janeiro de 2010, o Ren-Mar Studios foi comprado pela “Red Digital Cinema Camera Company”. O complexo foi renomeado de “Red Studios – Hollywood”, e está localizado em Cahuenga Blvd. Melrose Avenue, em Hollywood.

David E. Kelley filmou várias das suas séries de TV, incluindo Picket Fences, Ally McBeal e The Practice.

Distribuição[editar | editar código-fonte]

A Metro Pictures Corporation, além de produtora, era também distribuidora dos seus próprios filmes e dos seguintes estúdios:

  • The Amalgamated Producing Company[8] (1922)
  • C.E. Shurtleff, Incorporated (1920)
  • Columbia Film Company, ou Columbia Pictures Corporation[9] (1915 a 1916)
  • Comique Film Corporation (1920 a 1921)
  • Drew Comedies (1917)
  • Dyreda Art Film Corporation (1915)
  • Erbograph Company, cujos filmes eram distribuídos pela Metro e Consolidated Film Corporation[10] (1916)
  • Graf Productions, Incorporated[11] (1922)
  • Harry Garson Productions[12] (1923)
  • Hope Hampton Productions, Incorporated (1920)
  • Hunt Stromberg Productions (1922 a 1923)
  • Inspiration Pictures, Incorporated[13] (1923)
  • Iroquois Films (1920)
  • Murray W. Garsson Productions[14] (1923)
  • The Nazimova Productions, Incorporated (1918 a 1920)
  • Popular Plays and Players, Incorporated (1916 a 1917)
  • Quality Film Productions, Incorporated[15] (1923)
  • Quality Pictures Corporation[16] (1915 a 1916)
  • Rolfe Photoplays, Incorporated[17] (1915 a 1916)
  • Samuel Zierler Photoplay Corporation (1922 a 1923)
  • Sawyer-Lubin Productions (1922)
  • Screen Classics, Incorporated (1920)
  • Serial Producing Corporation (1917)
  • S-L Pictures (1923)
  • S-L Productions (1921)
  • Thomas H. Ince Corporation[18] (1923)
  • Tiffany Film Corporation[19] (1915-1923)
  • Yorke Film Corporation[20] (1916 a 1918)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]