Metroid Prime: Hunters

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Metroid Prime: Hunters
Desenvolvedora Nintendo Software Technology
Publicadora(s) Nintendo
Designer Masamichi Abe
Richard Vorodi
Compositor(es) Lawrence Schwedler
James Phillipsen
Plataforma(s) Nintendo DS
Série Metroid Prime
Data(s) de lançamento
Gênero(s) Tiro em primeira pessoa
Modos de jogo Single player, multiplayer (off e online)
Classificação Inadequado para menores de 12 anos i CERO (Japão)
Inadequado para menores de 13 anos i ESRB (América do Norte)
Inadequado para menores de 12 anos i PEGI (Europa)
Média Cartucho

Metroid Prime: Hunters é um jogo para Nintendo DS, lançado em 2004. Desenvolvido por uma subsidiária da Nintendo em Redmond, Washington, é o terceiro jogo de tiro em primeira pessoa da série Metroid para um videogame portátil. No jogo, Samus Aran agora tem que deter outros 6 caçadores de recompensa: Sylux, Trace, Noxus, Weavel, Spire e Kanden.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Hunters tem basicamente a mesma jogabilidade de tiro em primeira pessoa com foco em exploração de Metroid Prime e suas continuações, embora com certas diferenças como mira livre através da touchscreen do DS.[1] No modo de um jogador, os jogadores controlam Samus Aran, que possui uma nave que a faz se deslocar entre as quatro locações doConglomerado Alimbico - o planeta vulcânico Alinos, os Arquivos Celestiais em órbita de Alinos, o planeta gelado Arcterra, e a Estação de Defesa Vesper - e em sua armadura pode entrar no modo Morph Ball (uma bola que solta bombas energéticas e rola para dentro de túneis) e ligar o Scan Visor para conseguir informações sobre itens e criaturas.[2] A tela superior mostra o que o personagem vê, e a inferior possui um radar e botões para mudar de arma, e entrar tanto no Scan Visor quanto no modo alternativo. Nos controles normais, as setas andam, enquanto a mira é ajustada na tela tátil.[3]

Há também um modo multiplayer no qual Samus e os outros seis caçadores de recompensa se enfrentam. As partidas podem ter jogadores controlados por computador ou jogadores mundo afora através da Nintendo Wi-Fi Connection.[4]

História[editar | editar código-fonte]

Série Metroid
(Cronologia Fictícia)

Metroid (Zero Mission)
Metroid Prime
Hunters
Echoes
Corruption
Return of Samus
Super Metroid
Other M
Fusion

Após a Federação Galáctica receber da remota Galáxia de Tetra, de onde nenhum sinal de vida surgia há milênios, uma mensagem telepática dizendo que "O segredo para o poder supremo jaz no Conglomerado Alimbico.", Samus Aran é enviada para investigar. Seis outros caçadores de recompensa interceptam a transmissão e a seguem para Tetra. Ao chegar no conglomerado, Samus descobre que os Alímbicos não existem mais por terem sido quase exterminados por uma besta voraz que atendia por Gorea, concentrando todos os seus esforços em selá-la antes que destruísse o conglomerado e em seguida escapasse para causar mais dano. Samus busca as armas desenvolvidas pelos Alímbicos - que já foram tomadas pelos caçadores - para descobrir como entrar a prisão de Gorea, onde estaria o poder supremo.

Personagens[editar | editar código-fonte]

O jogo possui sete personagens recorrentes, todos jogáveis no modo multiplayer.

  • Samus Aran: Protagonista da série, pode se transformar na Morph Ball, e possui um arsenal de mísseis.
  • Weavel: Um ciborgue Space Pirate, que após ser ferido lutando com Samus em Zebes foi aperfeiçoado por implantes cibernéticos, que permitem entrar no modo Halfturret (em que a metade superior de Weavel se separa das pernas para se locomover, enquanto a inferior revela um canhão que atira). Sua arma é o Battlehammer, com munição explosiva.
  • Spire: O último dos Diamonts, uma raça de seres feitos de silício do planeta Mondreus, que procura o poder supremo para salvar sua raça. Seu modo alternativo é o Dialanche, e sua arma é o Magmaul, que dá tiros de magma.
  • Noxus: Membro dos Vhozon, uma orgulhosa e reclusa raça, que está determinado a pegar o poder supremo primeiro para prevení-lo de cair em mãos erradas. Sua transformação é o Vhoscythe, e sua arma é o Judicator, que atira cargas em zero absoluto.
  • Kanden: Uma experiência de laboratório que saiu errado, Kanden é um Enoema foi criado para ser um supersoldado, mas acabou enlouquecendo e se tornando feroz e perigosamente imprevisível caçador de recompensas. Seu modo alternativo é a Stinglarva, e sua arma é a Volt Driver, com tiros de eletricidade.
  • Trace: um Kriken, uma das mais odiadas e temidas raças da galáxia. Sua missão de conquistar o poder máximo visa trazer a supremacia para os Krikens e a honra para si. Seu modo alternativo é o Triskelion, que enquanto imóvel fica invisível, e sua arma é o Imperialist, que permite tiros de longa distância.
  • Sylux: Um ser de Cyclosis que odeia a Federação Galáctica e usa tecnologias roubadas da mesma. Seu modo alternativo é a Lockjaw - uma bola similar à Morph Ball cercado de barras de ferro na forma da nave de Sylux - e sua arma é a Shock Coil, que dispara neutrinos de alta densidade e drena a energia de inimigos.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Metroid Prime Hunters foi desenvolvido pela Nintendo Software Technology, em Redmond, Washington.

A equipe que criou Metroid Prime Hunters na Nintendo Software Technology (NST) foi liderada pelo diretor Masamichi Abe e o engenheiro técnico Colin Reed, responsáveis por games como Pikmin e 1080° Snowboarding. O time de Hunters possuía 30 pessoas, o que Abe notou que era mais do que o normal para um jogo de DS.[5] Kensuke Tanabe da Nintendo japonesa teve a ideia para o jogo, mas a Retro Studios, que criara os outros jogos da série Prime, estava ocupada com outro jogo. Assim, Tanabe contatou a NST para desenvolver o jogo, dando valores, estilo e apresentação ocidentais ao jogo.[6]

No desenvolvimento, a NST se esforçou muito com o modo multiplayer, que tiraria proveito de todos os recursos do DS como conversa por voz e Wi-Fi.[7] Abe criou os outros caçadores para que eles pudessem ser usados no multiplayer e ainda serem bem implementados na história do jogo.[5] Hunters possui muitas citações aos outros jogos da série Prime - como a nave de Samus em Metroid Prime, e a armadura como vista em Metroid Prime 2: Echoes - para mostrar a evolução da tecnologia e algo que jogadores experientes pudessem reconhecer.[6]

Referências

  1. Metroid Prime: Hunters for DS. GameSpot. Página visitada em 2008-11-18.
  2. Metroid Prime: Hunters Wiki Guide/Game Basics. IGN. Página visitada em 2012-09-04.
  3. Metroid Prime Hunters Manual. [S.l.]: Nintendo, 2006-03-20. Página visitada em 2011-06-21.
  4. Mueller, Greg (2005-11-07). Metroid Prime: Hunters Single-Player Hands-On. GameSpot. Página visitada em 2009-01-28.
  5. a b NST Discusses Metroid Prime: Hunters. Nintendo World Report (2006-03-02). Página visitada em 2008-12-30.
  6. a b Harris, Craig (2005-05-18). E3 2005: Metroid Prime Hunters Creator Interview. IGN. Página visitada em 2009-01-28.
  7. Metroid Prime: Hunters Developer Interview. GameSpot (2005-11-07). Página visitada em 2008-12-30.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.