Metroid Prime 2: Echoes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Metroid Prime 2: Echoes
Desenvolvedora Retro Studios
Publicadora(s) Nintendo
Diretor Mark Pacini
Produtor Bryan Walker
Kenji Miki
Kensuke Tanabe
Compositor(es) Kenji Yamamoto
Plataforma(s) GameCube, Wii (New Play Control! / Metroid Prime: Trilogy)
Série Metroid
Data(s) de lançamento Nintendo GameCube
  • JP 26 de maio de 2005
  • AN 15 de novembro de 2004
  • EU 26 de novembro de 2004
Wii
  • JP 11 de Junho de 2009
  • AN 24 de agosto de 2009
  • EU 4 de setembro de 2009
Gênero(s) Aventura em primeira pessoa
Modos de jogo Um jogador, multijogador
Número de jogadores 1 (campanha), 2-4 (multijogador)
Classificação Inadequado para menores de 12 anos i CERO (Japão)
Inadequado para menores de 13 anos i ESRB (América do Norte)
Inadequado para menores de 12 anos i PEGI (Europa)
Mídia Disco óptico da Nintendo
Controles Joystick
Último
Último
Metroid Prime
Metroid Prime 3: Corruption
Próximo
Próximo

Metroid Prime 2: Echoes (メトロイドプライム2: ダークエコーズ, Metoroido Puraimu Tsū: Dāku Ekōzu?, lit. Metroid Prime 2: Dark Echoes) é um jogo eletrônico de aventura em primeira pessoa desenvolvido pela Retro Studios e publicado pela Nintendo para o Nintendo GameCube em novembro de 2004 na América do Norte e na Europa e em maio de 2005 no Japão. É o sétimo jogo da série Metroid, sendo uma sequência direta de Metroid Prime, e é o primeiro jogo na série com modo multijogador.

Cronologicamente, Metroid Prime 2: Echoes é o quarto jogo da série, dentro do universo ficcional da mesma. A historia segue a caçadora de recompensas Samus Aran depois que lhe é ordenado salvar os Galactic Federation Marines de uma nave perto de Aether, um planeta habitado por uma raça conhecida como Luminoth. Lá, ela descobre que as tropas foram chacinados pelos Ing, uma raça inimiga que veio de uma dimensão paralela de Aether. O objetivo de Samus é, então, viajar para três templos para assegurar a destruição dos Ing, enquanto batalha contra os Space Pirates e a sua misteriosa doppelgänger, Dark Samus.

A Retro Studios decidiu fazer o jogo diferente de seu predecessor adicionando um foco maior no enredo e incluindo novos elementos de jogabilidade. Para promover o jogo, a Nintendo lançou uma campanha de marketing viral que incluiu vários websites escritos como se estivessem dentro do universo da série Metroid. O modo de jogo para um jogador e os gráficos de Echoes foram elogiados pelos críticos, enquanto o nível de dificuldade elevado e os elementos multijogadores do jogo encontraram uma recepção menos positiva. Desde seu lançamento, Echoes já recebeu vários prêmios da industria dos jogos eletrônicos, assim como lugares em listas de "melhores jogos" da Nintendo Power e da IGN. Mais de 800 000 copias do jogo foram vendidas mundialmente. Em 2009, uma versão melhorada foi lançada para o Wii como um jogo standalone no Japão e como pate da compilação Metroid Prime: Trilogy internacionalmente.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]