Metropolitano de Bruxelas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde abril de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Metropolitano de Bruxelas
Metro Brussel treinstel Zuidstation.jpg
Informações
Número de linhas 4
Website www.stib.be
Dados técnicos
Extensão do sistema 50 km
Bitola 1,435 m
Mapa da rede

Metro Brussels.svg

O Metropolitano de Bruxelas, capital da Bélgica, é uma rede de metropolitano com quatro linhas que perfazem um total de cerca de 50 km de comprimento com 69 estações.

A rede de metropolitano de Bruxelas evoluiu, em grande parte, a partir da adaptação de vários troços da rede de pré-metro (rede de linhas de elétrico subterrâneas), nas zonas mais centrais, e da rede de caminho-de-ferro da SNCB, nas zonas mais periféricas.

A circulação das composições faz-se pela direita e a alimentação elétrica é assegurada por um terceiro carril lateral que transporta uma corrente contínua de 900 volt.

Composição do Metropolitano de Bruxelas.

História[editar | editar código-fonte]

Pré-metro[editar | editar código-fonte]

Linha de pré-metro

A 17 de dezembro de 1969 foi inaugurada a linha de pré-metro entre as estações de De Brouckère e Schuman.

Em 1970, foi aberta uma segunda linha de pré-metro, entre as estações de Madou e Porte de Namur/Naamsepoort.A estação de Rogier abriu em 1974.

Em 1972, foi inaugurada a estação de Diamant numa terceira linha de pré-metro, prolongada até Boileau em 1975.

Metro[editar | editar código-fonte]

Em 20 de setembro de 1976 circulou o primeiro comboio do Metropolitano nas linhas que até então tinham pertencido ao pré-metro. Uma das vias ia de De Brouckère até Beaulieu, e a outra unia De Brouckère a Tomberg. No mesmo ano, abriu o eixo Norte-Sul entre a Gare du Nord e Lemonnier.

Em 1977 duas novas estações foram construídas: Sainte-Catherine/Sint-Katelijne que substituiu a estação de De Brouckère como última estação do Metropolitano de Bruxelas, e a estação de Demey que substituiu a de Beaulieu como última estação da ramificação do Sul.

O próximo passo foi construir três novas estações completando o troço de Sainte-Catherine/Sint-Katelijne até Beekkant. Em 1982 a Linha 1 foi separada em duas linhas 1A (Bockstael - Demey) e 1B (Saint-Guidon/Sint-Guido - Alma.

Três anos mais tarde, em 1985, a Linha 1A chegou até Heysel (perto do local onde se realizou a Expo 58) de um dos lados, do outro foi alargada até Herrmann-Debroux. Nesse mesmo ano, na Linha 1B foi aberta a estação de Veeweyde.

Em 1988 foi inaugurada a Linha 2 (anteriormente linha de pré-metro) entre as estações de Simonis e de Gare du Midi.

As estações de Crainhem/Kraainem e Stockel/Stokkel, na Linha 1B também foram abertas esse ano. No outro extremo da linha abriu a estação de Bizet em 1992. Em 1993 a estação de Clemenceau foi inaugurada na Linha 2.

Em 1998 foi inaugurada na Linha 1A a estação de Roi Baudouin/King Boudewijn. Em 2003 abrem quatro novas estações na Linha 1B: La Roue/Het Rad, CERIA/COOVI, Eddy Merckx e Erasme/Erasmus.

Em 2009, a conclusão do prolongamento da Linha 2 até à estação Gare de l'Ouest/Weststation transformou-a numa verdadeira linha circular.

Linhas (2009)[editar | editar código-fonte]

O plano de desenvolvimento do metropolitano da capital belga para o ano de 2009 foi aprovado em Julho de 2005 e levou, em 4 de abril de 2009, à reestruturação da rede com a criação de quatro linhas de metropolitano:

De acordo com a reestruturação de 2009, as linhas 3 e 4 são linhas de pré-metro, que utilizam o eixo norte-sul e intersetam as quatro linhas de metropolitano.

Linhas (anterior configuração)[editar | editar código-fonte]

Linha Cor Trajecto Inauguração Número de estações
1A Amarelo Roi Baudouin - Herrmann-Debroux 1976 27
1B Vermelho Erasme/Erasmus - Stockel/Stokkel 1976 30
2 Laranja Simonis - Delacroix 1988 15

Planos futuros (2009)[editar | editar código-fonte]

Uma rede ferroviária regional do tipo do RER parisiense está atualmente em construção.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Metropolitano de Bruxelas