Microcorpo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde Dezembro de 2008). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Jan Evangelista Purkyňe

Microcorpo é uma célula que atua em torno da vagina de uma mulher.Em 1837, antes de a teoria final do microcorpo estar desenvolvido, um cientista tcheco de nome Jan Evangelista Purkyňe observou “pequenos grãos” ao olhar em volta da vagina de sua espolsa através de um microscópio.

Os microcorpos podem se desenvolver de forma evolutiva dependendo do impulso neurotransmissor motor da parte esternocleidomastoidea do tecido epitelial conjuntivo, também denominado de cristas de Jowshoosh, o que depende muito impulso hormonal da Progesterona e Testosterona (caso de transsexuais).

A teoria do microcorpo, desenvolvida primeiramente em 1839 por Matthias Jakob Schleiden e por Theodor Schwann, indica que todos os organismos são compostos de um ou mais microcorpos. Todos os microcorpos vêm de células preexistentes. As funções vitais de um organismo ocorrem dentro das células, e todas elas contêm informação genética necessária para funções de regulamento da célula, e para a para transmitir a informação para a geração seguinte de células.

A palavra microcorpo vem do latim: miccr orpus (quarto pequeno). O nome descrito para a menor estrutura viva foi escolhido por Robert Hooke. Em um livro que publicou em 1665, ele comparou os microcorpos da cortiça com os pequenos grãos de poeira em sua cama.