Microdigital Eletrônica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Microdigital Eletrônica Ltda. foi uma empresa brasileira de microinformática na década de 1980, com sede em São Paulo.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Fundada em 1981 pelos irmãos George e Tomas Kovari (de onde veio o TK da linha de computadores domésticos lançada pela empresa), seu primeiro produto foi o TK80, um clone do Sinclair ZX80 inglês.

A empresa atingiu seu ápice por volta de 1985, com o lançamento do TK-90X (clone do ZX Spectrum) e do TK-2000 II, um semi-compatível com o Apple II+. Nesta época, ela contava com cerca de 400 funcionários, três plantas industriais (duas em São Paulo e uma na Zona Franca de Manaus) e mais de 700 revendedores no Brasil.

Em 1983 a Sinclair, fabricante do ZX80 e ZX81 da qual tanto o hardware como o firmware (software básico) armazenado em ROM/EPROM foram copiados pela Microdigital, entrou com uma ação na justiça brasileira por violação de direitos autorais do firmware. Nessa época, anterior à Política Nacional de Informática de 1984, a Justiça brasileira, entendeu que um programa gravado em ROM, que não permite que seu conteúdo seja alterável e que se caracteriza de um conversor de código, também poderia ser entendido como componente fixo do hardware e, portanto, não estaria sujeito a proteção do direito do autor, mas ao Código de Propriedade Industrial[1] . A Sinclair perdeu a ação na Justiça brasileira e optou por não mover ação por propriedade industrial.

Linha de produtos[editar | editar código-fonte]

Computadores domésticos[editar | editar código-fonte]

Computadores profissionais[editar | editar código-fonte]

Periféricos[editar | editar código-fonte]

Vídeo-games[editar | editar código-fonte]

Software[editar | editar código-fonte]

A Microdigital vendia softwares (cópias de programas estrangeiros, quase sempre) através de sua subsidiária MicroSoft.

Diversos[editar | editar código-fonte]

  • Teclado Microdigital Rhythmic 2 Portable Keyboard

Referências

  1. Antonio Carlos Souza de Abrantes (08/08/2006). Patentes no setor de informática: a visão do INPI Conciencia. Visitado em 2009-02-14.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.