Mieszko I da Polónia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Mieszko I)
Ir para: navegação, pesquisa
Miecislau I da Polónia
Duque da Polónia
Miecislau I da Polónia.
Governo
Reinado 1.º Duque da Polónia
Vida
Nome completo Miecislau I da Polónia
Nascimento 962
Morte 25 de maio de 992 (30 anos)
Pai Ziemomislo da Polónia

Miecislau I da Polónia (96225 de maio de 992) foi o primeiro duque da Polónia. Ele unificou os territórios polacos (a Grande Polónia, a Mazóvia, a Pomerânia com Gdańsk, a Silésia com Breslávia). Ele aceitou o cristianismo em 966. Em 968 foi fundado o primeiro episcopado na cidade Poznań com o bispo Jordan (provavelmente italiano). Em 972 Miecislau I e seu irmão Czcibor derrotaram o exército alemão na primeira guerra polaco–alemã, na batalha em Cedínia. O filho do duque, Boleslau I, tornou–se príncipe em Cracóvia e em 992 o príncipe da Polónia.

Relações familiares[editar | editar código-fonte]

Foi filho de Ziemomislo da Polónia (922 - 963) e de uma senhora cujo nome não é totalmente conhecido, até porque era relativamente usual neste época a existência de mais do que uma esposa, a esposa ou esposas Siemomisla (Siemomysła) não são na sua totalidade conhecidas. [1]

Entre as várias hipóteses e especulações afirma-se que, uma dessas esposas seria poderia ser a filha de Vladislau de Lędzian, que viveu em 944 anos. Assim surge o nome Gorka, cuja existência é refutada em 1895 ano Oswald Balzer.

Miecislau, de acordo com o Anônimo Galo, antes de se tornar um cristão teve sete mulheres pagãs, a quem teve de abandonar quando se casou com Dubravca da Boémia, filha de Boleslau I da Boémia e de Adiva de Wessex,

Muito pouco se sabe sobre os filhos que terá tido com todas as mulheres. Algumas fontes indicam a possibilidade de que Adelajda ou Adleta (c. 950/60 - depois de 997), a primeira esposa do duque de Miguel de Gran, senhor de Esztergom e depois esposa de seu irmão-de-lei Géza da Hungria, grande Príncipe dos Magiares, era filha Miecislau I do (nascida a partir de um ponto de vista cronológico de uma das suas esposas pagãs).

Casou em 965[2] com Dubravca da Boémia (n. 940/45 -. depois de 977), filha de Boleslau I da Boémia e de Adiva de Wessex, de quem teve:

  1. Boleslau I da Polónia "o Bravo" ou "o Valente" (96717 de Junho 1025), em polaco Bolesław I Chrobry, em checa Boleslav I Chrabrý, foi o 1.º rei da Polónia. Casou por quatro vezes.
  2. Sigride, a Orgulhosa (c. 968 — depois de 1016) casou por duas vezes, a 1.ª com Érico VI da Suécia (c. 945 - 995), um dos primeiros reis da Suécia e a 2.ª com Sueno I da Dinamarca (c. 965 - 3 de fevereiro de 1014), tendo deste último casamento nascido Canuto II da Dinamarca, que foi rei da Dinamarca (1018-1035), rei da Noruega (1028-1035) e rei de Inglaterra (1016-1035).

De acordo com alguns historiadores existe uma filha de Miecislau, que foi casada com um príncipe eslavo da Pomerânia, sendo esta também filha de Dubravca da Boémia embora o possa ser também de uma das esposas anteriores pagãs. A história não é precisa nesta informação.

Além deste facto existe outra teoria de que Thietmar, e que é apoiada por Oswald Balzer em 1895) de que Vladivoj, que governou como Duque de Boémia, em 1002-1003, era também um filho de Miecislau e Dubravca. Embora muitos historiadores modernos rejeitem esta possibilidade a historiografia da Boémia apoia esta filiação. [ 77 ]

Entre 978 e 979 Miecislau casou com Oda de Haldensleben (c. 955/60 - 1023), filha de Teodorico de Haldensleben, marquês da Marca do Norte. Foi reptada pelo futuro marido no Mosteiro de Kalbe, deste casamento nasceu:

  1. Miecislau Mieszkowic (c. 979 - depois de 992).
  2. Świętopełk Mieszkowic (c. 980 - depois de 991).
  3. Lamberto Mieszkowic (c. 981 - depois de 992).

Depois de uma luta de poder entre Boleslau I da Polónia e a madrasta Oda de Haldensleben, dado que esta pretendia por no trono o seu filho mais velho Miecislau Mieszkowic. Tendo ela vencido, Miecislau assumiu o controle sobre todo o estado de seu pai e expulsa, por sua vez a 1.ª esposa de seu pai (Dubravca da Boémia) e os filhos desta da Polônia.

Referências

  1. [Oswald Balzer] ( Genealogia dos Piasts , Cracóvia 1895) afirmou que Miecislau eu tinha pelo menos um filho nascido de uma mulher pagã. A teoria foi baseada na alegação de que o filho de Miecislau, que era para ser colocado por ordem de Otto I em 973 como refém após a Dieta Imperial de Quedlimburgo, não poderia ser Boleslau I, o Bravo, porque ele era muito jovem. Este argumento é refutado por Jan Widajewicz (czy Bolesław Chrobry Byl w młodości zakładnikiem u Niemców? , Roczniki Historyczne , vol. XVI, 1947, pp 243-250). Os historiadores modernos não têm dúvidas de que o príncipe polonês que foi colocado como o refém imperial foi Boleslau I.
  2. Marek, Miroslav. "Genealogia completa da Casa de Piast", Genealogy.EU
Precedido por
-
Duque da Polónia
962 - 992
Sucedido por
Boleslau I