Mikao Usui

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde novembro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.

.

Mikao Usui

Mikao Usui (臼井 甕男, Usui Mikao?) (15 de agosto de 18659 de março de 1926), também conhecido no Japão como Usui Sensei, é considerado o decodificador do Reiki na forma que se aplica atualmente.

Até meados da década de 1990 apenas um grupo seleto de Mestres Reiki sabia sobre sua biografia, nem mesmo as datas de nascimento e de falecimento.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Mikao Usui era entre outras coisas, um monge budista, com conhecimento de várias técnicas de saúde holísticas. Nasceu no Japão em 15 de Agosto de 1865, numa pequena Vila designada Taniai, Distrito de Yamagata, Prefeitura de Gifu.

Segundo as investigações de Frank Arjava Petter, reveladas no seu livro em parceria com Walter Lubeck e William Rand, “The Spirit of Reiki”, Usui estudou Kiko (a versão japonesa do Chi Kung – uma arte oriunda da China para melhorar a saúde através de meditação, exercícios de respiração e exercício em movimento) quando era jovem, num templo de Budismo Tendai, no Monte Kurama, Norte de Kyoto. Muitas dessas práticas eram do conhecimento dos samurais, e ainda são utilizadas em vários países da Ásia.

Nas práticas do Kiko usa-se a própria energia vital para a cura de outras pessoas, ficando o doador dessa energia, desvitalizado. Algo que não foi do agradado a Mikao Usui e que lhe terá feito nascer à semente daquilo que hoje conhecemos como Reiki. A diferença entre as práticas de Kiko (basicamente físicas) e Reiki é que o Mestre Usui adicionou o seu conhecimento sobre espiritualidade e meditação sem encampar a religião.

Segundo William Rand (no mesmo livro), Usui viajou depois por todo o Japão, China e Europa em busca de conhecimento nas áreas da medicina, psicologia, religião e desenvolvimento espiritual. Numa dessas etapas, juntou-se a um grupo designado Rei Jyutu Ka, onde a sua formação acerca do mundo espiritual foi fortificada. Todo o intenso e continuado interesse no conhecimento teriam criado as fundações da incrível bênção que deixou à humanidade.

Em 1914, sentindo que a sua missão ainda não estava clara, Usui voltou ao Monte Kurama e iniciou um retiro de vinte e um dias onde jejuou, cantou, orou e meditou. Uma dessas meditações poderá ter sido ficar debaixo de uma cascata do Monte Kurama com a água a cair sobre a cabeça, para abrir e purificar o "chakra da coroa", uma prática que é efetuada ainda hoje pelos monges do Templo Kurama.

No final do retiro, em Março de 1922, Mikao Usui teve a sua experiência de Satori (Iluminação, ou expansão dos sete principais centros energéticos do corpo humano e com esse movimento ele entrou em contato direto como conhecimento universal, onde aprendeu a forma correta de utilizar a energia vital (ki) para a cura sem ficar desvitalizado. Ao retomar a consciência ele sabia como utilizar e ensinar a técnica e tinha na sua mente todas as ferramentas para tal: os símbolos sagrados e codificados de Reiki. Usui aplicou então a energia em si próprio e depois na sua família, tendo aberto em Abril de 1922 a escola que ainda hoje existe, Usui Reiki Ryoho Gakkai, em Tókio.

Depois que se estabeleceu, a escola prosperou e o conhecimento do Reiki se espalhou pelo país. Por ocasião de um grande terremoto, Usui e seus alunos foram para as ruas socorrer as pessoas e aplicar a técnica. Em reconhecimento pelo grande trabalho executado, Usui recebeu uma comenda da família real. A partir daí, pessoas de destaque da sociedade, inclusive da Marinha Japonesa, passaram a se interessar pela técnica, tendo Usui iniciado Mestre três importantes oficiais da Marinha, um dos quais seria responsável pela difusão da técnica, Chujiro Hayashi, que iniciou a Mestra Hawoyo Takata, que trouxe Reiki para o Ocidente, a contra-gosto de algumas camadas sociais japonesas que não queriam que essa técnica saísse do Japão.

Hoje essa técnica é denominada Reiki, e é aplicada em vários hospitais do mundo e no Brasil, entre eles o Hospital Sarah Kubitscheck em Brasília, um dos mais modernos e aparelhados da América do Sul. Segundo a Associação dos Mestres e Terapeutas Reiki, de Brasília, a técnica é reconhecida pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão como "Práticas Integrativas e Complementares em Saúde Humana, Serviços de Reiki. Há quatro níveis de aprendizado em Reiki e a partir do Nível II o praticante se torna profissional, podendo atuar, desde que filiado a um órgão da sua classe. A Secretaria de Saúde de Fortaleza, Ceará, tem vários projetos onde Reiki é aplicado em centros de saúde comunitários da Grande Fortaleza, em convênio com a Associação dos Mestres e Terapeutas Reiki (www.mestres.org).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]