Mikhail Rostovtzeff

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Retrato de Mikhail Rostovtzeff

Mikhail Ivanovich Rostovtzeff ou Rostovtsev (em russo: Михаи́л Ива́нович Росто́вцев; Zhitomir, 10 de novembro [C.J: 29 de Outubro] de 1870New Haven, 20 de outubro de 1952) foi uma das maiores autoridades do século XX em história antiga da Grécia, Irã e Roma.

Rostovtsev nasceu em Zhitomir, Ucrânia, então parte do Império russo. Ao completar seus estudos nas universidades de Kiev e São Petersburgo, serviu como assistente e depois como professor titular na Universidade de São Petersburgo. Em 1918 emigrou para os Estados Unidos, onde aceitou uma cadeira na Universidade de Wisconsin-Madison antes de ir para a Universidade de Yale, em 1925. Ele supervisionou, em geral, todas as atividades arqueológicas desta última instituição, e as escavações de Dura-Europos, em particular.

Ele é lembrado como o primeiro historiador a examinar as antigas economias em termos de capitalismo e revolução. Seus trabalhos pioneiros foram Social and Economic History of the Roman Empire (1926) e A Social and Economic History of the Hellenistic World (1941), que transferiram a atenção dos historiadores de acontecimentos militares ou políticos para problemas econômicos globais ou sociais que tinha sido anteriormente ignorados pela maioria dos seus contemporâneos.

Enquanto trabalhava na Rússia, Rostovtsev foi reconhecido como a autoridade mais importante do mundo sobre história do sul da Rússia e Ucrânia. Ele resumiu seu vasto conhecimento sobre o assunto em Iranians and Greeks in South Russia (1922) e Skythien und der Bosporus (1925). Seus mais importantes achados arqueológicos em Yale foram descritos em Dura-Europos and Its Art (1938).

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Bongard-Levin, G.M. The great Russian historian M. Rostovtsev in the USA: The years of exile. Lewiston, NY: Edwin Mellen Press, 1999 (in Russian, ISBN 0-7734-3226-4).
  • Bowersock, G.W. "Rostovtzeff in Madison" in American Scholar, Spring 1986, Vol. 55 Issue 3, pp. 391–400.
  • Hopkins, Clark. The discovery of Dura-Europos. New Haven: Yale University Press, 1979 (ISBN 0-300-02288-3).
  • Momigliano, Arnaldo. "M.I. Rostovtzeff" in The Cambridge Journal, 1954, 7, pp. 334–346. = Studies in historiography (The Academy Library, TB 1288). New York: Harper Torchbooks, 1966, pp. 91–104. = Studies on Modern Scholarship. Berkeley: University of California Press, 1994 (paperback, ISBN 0-520-08545-0), pp. 32–43.
  • Reinhold, Meyer. "Historian of the Classic World: A Critique of Rostovtzeff", Studies in Classical History and Society (American Classical Studies; 45). New York: Oxford University Press, 2002 (ISBN 0-19-514543-7), pp. 82–100.
  • Shaw, Brent D. "Under Russian eyes: [Review article]", The Journal of Roman studies, Vol. 82. (1992), pp. 216–228.
  • Wes, Marinus A. Michael Rostovtzeff, historian in exile: Russian roots in an American context (Historia-Einzelschriften; 65). Stuttgart: Franz Steiner Verlag, 1990 (ISBN 3-515-05664-5).
  • Reviewed by Brent D. Shaw in The Journal of Roman Studies, Vol. 82. (1992), pp. 216–228.
  • Wes, Marinus A. "The Russian background of the young Rostovtzeff", Historia: Zeitschrift für Alte Geschichte, Vol. 37, No. 2. (1988), pp. 207–221.
  • Wes, Marinus A. "The Correspondence between Rostovtzeff and Westermann. A Note on Gaetano De Sanctis", Historia: Zeitschrift für Alte Geschichte, Vol. 42, No. 1. (1993), pp. 125–128.