Milítsia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde setembro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde setembro de 2013).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
Viatura da Milítsia moscovita

Milítsia em russo: милиция ou, literalmente, "milícia") era o nome genérico das polícias na União Soviética e em outros países de regime comunista ou socialista.

Atualmente, o termo é usado coloquialmente para designar a polícia na Ucrânia, Bielorrússia e em outros países ex-soviéticos. Devido à história do termo e das características locais distintas, a milítsia deve ser considerada um tipo regional especial de sistema policial, não apenas uma tradução da palavra "polícia".

As forças de "Militsiya" em todos os países do antigo bloco soviético compartilham tradições, táticas e métodos similares, embora as diferenças venham aumentando com o tempo.

A partir do governo de Boris Yeltsin, municípios como o de Moscou formaram as suas milícias locais, com atribuições a elas circunscritas.

A milícia exerce o policiamento preventivo e a polícia de investigação ou judiciária. Os distritos policiais ou delegacias são as suas unidades de polícia local e centros de detenção temporária. Incluem entre as suas seções uma inspetoria de tráfego. A atividade de polícia judiciária possui seções especializadas no combate às diversas modalidades de infrações penais.

A milícia não porta armas, exceto em situações de emergência policial.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Polícia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.