Milagre econômico grego

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde julho de 2012).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.

O Milagre econômico grego é o nome dado a um período de crescimento econômico na Grécia entre 1950-1973, nessa época a economia do país cresceu uma média de 7% ao ano, o segundo maior do mundo, perdendo apenas para o Japão.

O Crescimento Econômico[editar | editar código-fonte]

A taxa de crescimento econômico grego foi maior durante a década de 1950, quando o crescimento foi semelhante ao dos Tigres Asiáticos na atualidade. A produção industrial também cresceu 10% ao ano durante muitos anos, principalmente na década de 1960. O crescimento inicialmente alargou as diferenças economicas entre ricos e pobres, intensificando as divisões políticas. O termo "milagre" e pouco usado na Grécia.

Entre 1941 e 1944 o país foi ocupado por forças do Eixo durante a Segunda Guerra Mundial e a luta de grupos de resistência tiveram efeitos devastadores na economia (gradual desvalorização da moeda local o Dracma grego, por causa de emprestimos forçados dos regimes de ocupação) e infraestrutura grega, além disso, após o fim da Segunda Guerra Mundial o país enfrentou uma grande Guerra Civil até 1949 que destruiu ainda mais a Economia local e os problemas economicos eram grandes como queda no PIB (Produto interno bruto), desvalorização da moeda local o Dracma grego e queda da Renda per capta e da capacidade de consumo. A rápida recuperação economica grega após 1949 foi facilitada por uma série de medidas incluindo (além do estímulo, como em outros países europeus, conectado com o Plano Marshall) uma desvalorização drástica do dracma, a atração de investimentos estrangeiros, significativo desenvolvimento da indústria química, o desenvolvimento do turismo e o setor de serviços em geral e, por último mas não menos importante, a atividade de construção maciça se relacionam com projectos de infra-estrutura enorme e reconstrução nas cidades gregas destruidas pela guerra. Este último é conectado com o efeito dramático deste crescimento económico teve na sociedade grega e do desenvolvimento das suas cidades. Isto resultou em uma "renovação urbana", que substituiu a agradável paisagem urbana do país na maior parte de baixa prédios e casas com uma monotonia sem caráter de blocos de concreto em cidades maiores.

O período de elevado crescimento terminou abruptamente em 1974, com o colapso da junta militar, quando o país registrou sua pior contração anual do PIB (cerca de 5%) em sua história do pós-guerra contrações Marginal do PIB também foram registrados na década de 1980, embora estes foram parcialmente compensadas pela evolução da economia gregadurante esse tempo. No total o PIB grego cresceu 54 dos 60 anos pós Segunda Guerra Mundial e Guerra Civil.De 1950 até a crise econômica de 2008, com exceção da relativa estagnação econômica dos anos 1980, a Grécia superou consistentemente maioria das nações européias em termos de crescimento econômico anual.

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.