Banco Comercial Português

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Millenium BCP)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Banco Comercial Português
Banco Comercial Português S.A.
Tipo Empresa de capital aberto
Cotação Euronext Lisboa: BCP
Indústria Serviços financeiros
Gênero Sociedade Anónima
Fundação 1985
Sede Porto,  Portugal
Locais Portugal, Polónia, Turquia, Moçambique, Angola
Empregados 21.297 (em 2014)
Produtos Banca
Banca de investimento
Private Banking
Seguros
Valor
de mercado
Baixa EUR 6,254 mil milhões (Jul/2014)[1]
Lucro Baixa EUR -740,5 milhões (2013)[2]
Faturamento Baixa EUR 1,769 mil milhões (2013)[3]
Página oficial www.bcp.pt/
Sede do BCP na Praça de D. João I, no Porto.

Banco Comercial Português, ou simplesmente Millenium BCP, é o maior banco privado português. Foi fundado em 1985, no seguimento da liberalização do mercado bancário português, que se seguiu a um período de quase uma década de controlo estatal da banca em Portugal. É membro da Euronext 100 do STOXX 600, e do prestigiado "Ethibel Vigeo Excelence".[carece de fontes?] É liderado por Nuno Manuel Da Silva Amado[4] .

Atividades[editar | editar código-fonte]

BCP opera em Portugal sobre as marcas Millennium BCP, Banque BCP e ActivoBank. Lançou em Espanha com o Banco Sabadell o Activo Bank, e em França um banco de matriz semelhante, o LusoBanque, através da sua unidade do Banque BCP (que ultimamente adquiriu o BPN France).[carece de fontes?]

Além disto o Millennium destaca-se com operações internacionais de banca de investimento através do Millennium Investement Banking, o único banco emissor de valores mobiliários em Portugal. Na área do Private Banking, o Millennium BCP foi também pioneiro, com operações nos EUA (BCP Bank), Países Baixos (BCP Investment), Luxemburgo (Banque BCP), Suiça (Millennium Banque Privée), Macau (Millennium Macau e Banco Comercial de Macau), e Ilhas Caimão (BCP Finance Bank e Millennium Bank & Trust).[carece de fontes?]

Em Portugal é proprietário da maior rede de seguros de vida, património, saúde e pensões, através da Millennium Ageas (Holding proprietária da Ocidental Seguros, Ocidental Vida, Médis e PensõesGere). Em todos os países onde actua, o banco esforça-se por oferecer um serviço de qualidade superior, para que os seus clientes tenham opções de poupança e de investimento distintivas, nomeadamente através das várias sociadades lideres de mercado em gestão de activos e de fundos de investimento, é o caso em Portugal da Millennium Gestão de Activos, e do Luxemburgo da Millennium SICAV, ambas tambem presentes nos vários paises de operação do Banco.[carece de fontes?]

Para adicionar na área do Corporate Banking, o banco presta um servio inovador através de plataformas tecnológicas e soluções personalizadas, através da LeaseFactor (Leasing) e da ComercialFactoring (Factoring). Também através da Millennium Trade Line, as empresas podem usufruir de Trade Finance e dos centros de negócios dedicados aos clientes empresariais do banco. No acesso a cartões de crédito o banco destaca-se como único operador e proprietário da licença (e acquiring) da rede American Express em Portugal, na Polónia, em Moçambique, e Macau. O Millennium BCP está também presente no Brasil com especial enfoque nas empresas (Corporate Banking) e investimento (Investment Banking).[carece de fontes?]

É proprietário de um banco, o Millennium Bank, que actua na Polónia, na Turquia e na Roménia. É proprietário do Banque BCP com o Groupe Caisse d'épargne francês. A Banque BCP está actualmente na França]], na Bélgica e no Luxemburgo. Para além do Millennium Bank, o BCP é também proprietário do maior banco moçambicano, o Millennium BIM, e proprietário do 52,7% do capital do Banco Millenium Angola. Apesar da sua sede estar localizada no Porto, a maior parte das suas operações estão situadas em Oeiras, no parque tecnológico Taguspark.[carece de fontes?]

Está posicionado no número 1250, pela Forbes, na lista das maiores empresas do mundo.[5]

Para além das suas actividades bancárias, dá ocasionalmente o seu apoio a actividades culturais ou científicas, como a sua doação em 2009, ao Centro de Estudos Africanos, de um espólio considerável de livros sobre África.[carece de fontes?]

Em Outubro de 2014 o Banco Comercial Português (BCP) foi, dos três bancos portugueses avaliados pelo Banco Central Europeu (BCE), o único que falhou o teste de stress, apresentando rácios de solidez insuficientes para fazer face a uma crise económica grave.[6] Os prejuízos do BCP fixaram-se em € 98,3 milhões de euros nos primeiros nove meses de 2014, um valor que corresponde a menos de um sexto dos 597,3 milhões apurados há um ano. Isto apesar de o banco ter registado imparidades de € 544 milhões para ajustar o seu balanço à avaliação do BCE.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]