Milton Carlos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Milton Carlos
Informação geral
Nascimento 13 de novembro de 1954
Local de nascimento São Paulo, SP
País  Brasil
Data de morte 21 de outubro de 1976 (21 anos)
Local de morte São Paulo, SP
Ocupação(ões) cantor e compositor.

Milton Carlos (São Paulo, 13 de novembro de 1954 - São Paulo, 21 de outubro de 1976),foi um cantor e compositor brasileiro.[1]

É Irmão da compositora Isolda e seu grande parceiro musical. Começou a interessar-se pela música, ainda criança, fazendo estórias e músicas para teatrinhos de bonecos com a irmã. Atuou com a irmã, Isolda, como backing vocal.

Gravou seu primeiro disco em 1970, tendo como destaque as músicas “Desta vez te perdi”, “Tudo parou”, “Eu vou caminhar” e “Um presente para ela”, parcerias com Isolda.

Em 1973, gravou “Samba quadrado” e “Você precisa saber das coisas”, também parcerias com a irmã. Nesse mesmo ano, teve a primeira de suas composições gravadas por Roberto Carlos, “Amigos, amigos”. Dois anos depois, lançou novo LP que trazia algumas de sua composições com Isolda, entre as quais, “Amanhã é outro dia”, “Foi ela um tema de amor”, “Eu juro que te morreria minha” e “Tele-rodovia”.

Em 1976, Roberto Carlos emplacaria dois grandes sucessos de Milton Carlos e Isolda: “Pelo avesso” e “Um jeito estúpido de te amar”. Nesse ano, o quarto LP de Milton Carlos foi lançado, trazendo novas composições suas com Isolda, como “Uma valsa, por favor” e “Último samba-canção”.

Seu último LP foi lançado em 1977, com novas parcerias com a irmã, tais como “Enredo”, “Ana Cláudia”, “Maria de tal” e “Saudade do Bexiga”.

Ele morreu aos 22 anos, na noite de 21 de outubro de 1976, quando vinha de Jundiaí para São Paulo a bordo de seu Passat. Viajava em companhia de sua noiva, a também cantora Mariney Lima e do empresário Genildo de Oliveira. O acidente ocorreu num trecho da via Anhanguera quando o Passat do cantor tentou ultrapassar uma carreta Scania Vabis e bateu em um caminhão Chevrolet. Com o choque, o carro do cantor desgovernou-se e foi colhido pela carreta. Milton Carlos e sua noiva morreram na hora. O empresário Genildo Oliveira, que viajava no banco de trás, teve apenas ferimentos leves, o ajudante do motorista do caminhão, o jovem Mário Alves de Araújo, que desceu para socorrer as vítimas, foi atropelado na pista e também morreu no local.

Sem ainda ser informada da real dimensão do acidente, Isolda foi imediatamente para Jundiaí. Ao parar na porta do hospital, ela ligou o rádio do carro no momento em que Milton Carlos cantava a canção Elas por elas. Logo depois, o locutor informava que o cantor e compositor Milton Carlos havia falecido naquela noite. "Eu abri a porta do carro e corri feito uma louca para a entrada do hospital. Mas aí não sei o que aconteceu, não sei se desmaiei ou se me deram uma injeção, porque eu só acordei no carro do meu tio já chegando em casa." desabafa Isolda.


Obra musical:

Amanhã é outro dia (c/ Isolda) • Ana Cláudia (c/ Isolda) • Desta vez te perdi (c/ Isolda) • Enredo (c/ Isolda) • Eu juro que te morreria minha (c/ Isolda) • Eu vou caminhar (c/ Isolda) • Foi ela um tema de amor (c/ Isolda) • Maria de tal (c/ Isolda) • Pelo avesso (c/ Isolda) • Samba quadrado (c/ Isolda) • Saudade do Bexiga (c/ Isolda) • Tele-rodovia (c/ Isolda) • Tudo parou (c/ Isolda) • Último samba-canção (c/ Isolda) • Um jeito estúpido de te amar (c/ Isolda) • Um presente para ela (c/ Isolda) • Uma valsa, por favor (c/ Isolda) • Você precisa saber das coisas (c/ Isolda)

Discografia:

1970-Milton Carlos

1975-Samba Quadrado

1976-Largo do boticário

1977-Inédito

=[editar | editar código-fonte]

Milton Carlos - Samba Quadrado [1975] ===
Faixas:
01 - Memórias Do Café Nice
02 - Eu Juro Que Te Morreria Minha
03 - Piston De Gafieira
04 - É Mais De Meia Noite
05 - Jogo De Damas
06 - Amanhã É Outro Dia (Participação Especial De Isolda)
07 - Contrasenso
08 - Se Alguém Telefonar
09 - Irônica
10 - Amanheci Chorando Por Você
11 - Foi Ela Um Tema De Amor
12 - Samba Quadrado

=[editar | editar código-fonte]

Milton Carlos - Largo Do Boticário [1976] ===
Faixas:
01 - Largo Do Boticário
02 - Da Janela
03 - Me Mata
04 - Alguém Me Disse
05 - Hora Do Jantar
06 - Elas Por Elas
07 - Dorinha Meu Amor
08 - Último Samba Canção
09 - Uma Valsa, Por Favor
10 - Vexame
11 - Zé Biriba
12 - Um Acalanto

=[editar | editar código-fonte]

Milton Carlos - Inédito [1977] ===
Faixas:
01 - Eu E Companhia
02 - Saudade Do Bexiga (Ao Amigo Adoniran Barbosa)
03 - Entre Seis Milhões De Pessoas
04 - Ana Cláudia
05 - Amigos, Amigos
06 - Jogo De Damas
07 - Dados Biográficos
08 - Maria De Tal
09 - Feira De Artesanato
10 - Enredo
11 - Elas Por Elas
12 - Samba Quadrado

Referências

  1. Biografia no Cravo Albin. dicionariompb.com.br. Página visitada em 25/12/2012.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Milton Carlos

Ícone de esboço Este artigo sobre um cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.