Milton Obote

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Apollo Milton Opeto Obote
Apollo Milton Opeto Obote
Presidente do Uganda
Mandato 1º -> 15 de Abril de 1966 a 25 de Janeiro de 1971
2º -> 17 de Dezembro de 1980 a 27 de Julho de 1985
Antecessor(a) 1º - Edward Mutesa
2º - Comissão Presidencial do Uganda
Sucessor(a) 1º - Idi Amin
2º - Bazilio Olara-Okello
Vida
Nascimento 28 de Dezembro de 1924
Akokoro, Uganda
Morte 10 de outubro de 2005 (80 anos)
Joanesburgo, África do Sul
Dados pessoais
Partido Uganda People's Congress
Profissão político

Apollo Milton Obote (28 de dezembro de 1924 - 10 de outubro de 2005) foi presidente de Uganda entre 1966 a 1971 e retornou ao poder entre 1980 e 1985.

Começou sua carreira política com Jomo Kenyatta no Quênia, onde fundou, em 1955, o Ugandan National Congress (UNC), sendo eleito presidente da colônia em 1958. No ano seguinte, passou para a oposição, comandando a (UPC).

Em seguida, no ano de 1961, formou um governo de coalizão com Kabaka Yekka sendo eleito primeiro-ministro.

No dia 25 de abril de 1962 com Edward Mutesa, o kabaka (rei) de Buganda, negociou a independência com a Inglaterra, a qual foi concedida em outubro de 1962. Como primeiro-ministro, Obote foi acusado de contrabandear ouro junto com Idi Amin Dada. Ao ser investigado pelo Parlamento, suspendeu a Constituição e prendeu diversos membros do Parlamento e do Governo, com apoio total de Amin, então comandante das Forças Armadas de Uganda.

Derrubado por Muesa, que assumiu a Presidência em 2 de março de 1966. Este foi deposto por Idi Amin em 1971.

Em 1979, com ajuda das forças tanzanianas e exilados ugandenses, reassume o cargo de presidente, ganhando as eleições de 1980 com o seu partido, o UPC. Acusado de fraudes, levou o país a uma guerra civil, levada pela força de NRA comandada por Yowen Museveni. Estimou-se que entre 100.000 a 300.000 pessoas morreram em consequência da luta entre a UNLA, de Obote, e as forças do NRA.

Obote foi deposto em 27 de julho de 1985 por seus próprios comandantes, o brigadeiro Bazilio Olara-Okello e o general-de-exército Tito Okello, criando na época a chamada junta Okello e Okello.

Após sucessivas instabilidade e atos anárquicos a situação estabilizou-se em Uganda. Obote fugiu para a Tanzânia morrendo no ano de 2005 na Zâmbia.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Mutesa II de Buganda
Presidente de Uganda
1966 - 1971
Sucedido por
Idi Amin Dada
Precedido por
Comissão Presidencial
Presidente de Uganda
1980 - 1985
Sucedido por
Bazilio Olara-Okello


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.