Minúscula carolíngia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fólio de um livro litúrgico escrito em minúscula carolíngia.

Minúscula carolíngia ou minúscula carolina é uma caligrafia desenvolvida durante a Idade Média com o intuito de se tornar o padrão caligráfico europeu. A reforma pretendia aumentar a uniformidade, clareza e legibilidade da caligrafia de forma a que o alfabeto latino pudesse ser facilmente lido entre as várias regiões. A sua criação fez parte de um conjunto de reformas na educação impulsionadas por Carlos Magno entre finais do século VIII e início do século IX, e usada no Sacro Império Romano-Germânico durante o Renascimento carolíngio até ao século XIII. A minúscula carolíngia evoluiria para a escrita gótica e tornou-se obsoleta, embora o seu revivalismo durante o Renascimento italiano tenha sido a base para os caracteres tipográficos romanos contemporâneos.[1]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Minúscula carolíngia

Referências

  1. Enciclopédia Britannica. Carolingian minuscle. Página visitada em 23 de outubro de 2013.