Minúsculo 715

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Manuscritos do Novo Testamento
PapirosUnciaisMinúsculosLecionários
Minúsculo 715
Início de Mateus, a folha de rosto decorada

Início de Mateus, a folha de rosto decorada
Texto Evangelhos
Data século XIII
Escrito grego
Agora está Biblioteca Britânica
Tamanho 27 x 20.9
Tipo Texto-tipo bizantino
Categoria V
Nota

Minúsculo 715 (numeração de Gregory-Aland), ε364 (von Soden)[1] é um manuscrito grego minúsculo do Novo Testamento, em pergaminho. Paleograficamente determinou-se que é do século XIII dC. O manuscrito tem um conteúdo bastante complexo.[2] [3] . Scrivener o marcou como 564e[4] .

Descrição[editar | editar código-fonte]

O códice contém textos dos quatro Evangelhos em 176 folhas de pergaminho[2] The codex contains the text of the four Gospels, on 176 parchment leaves,[2] [5] e duas folhas de guarda não laminares em papel moderno no início e no fim[6] .

O texto foi escrito em duas colunas por página, com 27 a 29 linhas por página[2] . O manuscrito também tem decoração ornamental no início dos capítulos, com a letra inicial em grandes letras vermelhas e as pequenas também em vermelho[6] .

O manuscrito contém um prolegômeno, lista dos κεφαλαια (capítulos) antes de cada Evangelho. O texto está dividido em capítulos, cujo número é dado na margem esquerda do texto, com o τιτλοι (título) no topo. O texto contém ainda extratos de um comentário de Eulógio de Alexandria e diagnósticos de Hesíquio[6] .

Texto[editar | editar código-fonte]

Folha 55, o início de Marcos

A texto grego do códice é representativo do texto-tipo bizantino. Von Soden classificou-o como Ak, relacionado ao texto comentado bizantino (assim como os minúsculos 534, 546, 558, 573)[7] . Kurt Aland o colocou na Categoria V[8] .

Variantes textuais

A palavra antes do colchete é leitura da edição da United Bible Societies (UBS) da Bíblia, a palavra depois é a leitura no manuscrito. A leitura do Textus Receptus está em negrito.

Marcos 1:2 – καθως γεγραπται ] ως γεγραπται
Marcos 1:2 – εν τω Ησαια τω προφητη ] εν τοις προφεταις
Marcos 1:5 – παντες, και εβαπτιζοντο υπ αυτου εν τω Ιορδανη ποταμω ] και εβαπτιζοντο παντες εν τω Ιορδανη ποταμω υπ αυτου

História[editar | editar código-fonte]

Scrivener datou o manuscrito no século XIII dC, Gregory indicou os séculos XIII ou XIV dc[5] . Atualmente, a data do manuscrito pelo Institute for New Testament Textual Research (INTF) é mesmo o século XIII dC[3] .

Há uma nota em grego na folha 2 com data de 25 de agosto de 1720. O manuscrito foi comprado pelo Museu Britânico em 1893 (juntamente com os minúsculos 714 e 716)[5] [6] .

Ele foi adicionado à lista de manuscritos do Novo Testamento por Scrivener (564) e Gregory (715).

Atualmente, o texto está preservado na Biblioteca Britânica (Egerto 2785) em Londres[2] [3] .

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. VON SODEN, Hermann. Die Schriften des neuen Testaments, in ihrer ältesten erreichbaren Textgestalt / hergestellt auf Grund ihrer Textgeschichte (em alemão). Berlim: [s.n.], 1902. 178 p.
  2. a b c d e ALAND, Kurt. Kurzgefasste Liste der griechischen Handschriften des Neues Testaments (em alemão). Berlim: Walter de Gruyter, 1994. 89 p. ISBN 3110119862
  3. a b c Handschriftenliste (em alemão). Münster Institute. Página visitada em 30/08/2010.
  4. SCRIVENER, Frederick H.A. A Plain Introduction to the Criticism of the New Testament (em inglês). fourth ed. Londres: George Bell & Sons, 1894. 256 p. vol. 1.
  5. a b c Gregory, Caspar René. Textkritik des Neuen Testaments (em inglês). Leipzig: [s.n.], 1900. 215 p. vol. 1.
  6. a b c d Minuscule 715 (em inglês). British Library. Página visitada em 30/08/2010.
  7. WISSE, Frederick. The profile method for the classification and evaluation of manuscript evidence, as Applied to the Continuous Greek Text of the Gospel of Luke (em inglês). Grand Rapids: William B. Eerdmans Publishing, 1982. 65 p.
  8. ALAND, Kurt. The Text of the New Testament: An Introduction to the Critical Editions and to the Theory and Practice of Modern Textual Criticism (em inglês). Grand Rapids: William B. Eerdmans Publishing Company, 1995. 139 p. ISBN 978-0-8028-4098-1